Home / Animais / Doenças Boxer Idoso e Longevidade da Raça

Doenças Boxer Idoso e Longevidade da Raça

No post de hoje iremos falar um pouco mais sobre a raça de cachorro Boxer, mas focando em quando eles já estão em sua velhice e as doenças que pode acarretar no animalzinho, além de citarmos sobre sua longevidade. Continue lendo para aprender mais sobre.

Características Gerais do Boxer

O boxer é um cachorro que teve sua origem na Alemanha, criado no século 19 com o intuito de se tornarem caçadores excelentes. Inclusive, essa foi a primeira raça de cachorros a ser utilizada pela polícia alemã. Sua origem veio a partir do cruzamento entre o Bullenbeiser e o Buldogue Inglês. Ele é um cão de porte médio, medindo em torno de 60 centímetros e podendo chegar aos 30 quilogramas. Uma das características principais desse animal é em relação a sua coloração, normalmente dourada.

Com o tigrado com peito, e as patas e focinho brancos. Seu pelo é bem curto, macio e lustroso. Em 1900 a raça oficialmente se tornou domesticada, mas somente em 1940 que se popularizou e chegou nas Américas. O nome boxer veio de um dos vários mitos que ele foi criado. Alguns falavam que recebeu esse nome porque a raça se apoiava nas patas traseiras, enquanto que boxeava com as dianteiras. Mas o real vem da palavra alemã “boxl”, que era como eram chamados em abatedouros.

Apesar de terem sido criados para ser cães de guarda e caça, seu temperamento é bem dócil. Olhando fisicamente, por ter um porte forte e impotente, aparentam ser agressivos, mas não são. Com a família é extremamente carinhoso, mas pode ser um pouco mais complicado em relação a estranhos. Por isso que é de extrema importância começar a socializar o seu cão com outros animais e pessoas antes de completar seis meses de vida, para que se acostume com outros por perto. Quanto mais velho ele começar a se socializar, mais complicado será o processo.

Além disso, são bem energéticos e corajosos, servindo inclusive como cães de companhia, pois são protetores de seus donos de forma extraordinária. E é por esse motivo, de precisarem extravasar a energia e brincar bastante, que não é possível ter um boxer dentro de um apartamento pequeno. Eles precisam de um local maior, pois adoram correr, pular e são até mesmo semelhantes a crianças. São cães muitíssimos inteligentes, fazendo parte da lista das 48 raças mais inteligentes do mundo. Ele aprende comandos com muita facilidade e tem um ótimo senso de obediência ao dono.

Boxer Idoso Características

É um cão afobado, e por isso é preciso ter uma relação de cuidados com ele. Por exemplo, é preciso ficar atento em relação a sua alimentação, evitando deixar a ração disponível a qualquer momento do dia, e sim somente algumas vezes no dia e em pequenas quantidades. Também é importante que o animal seja alimentado em um local menor e que não tenha muito espaço para correr logo após comer. Mas exercícios físicos são de grande importância para que ele não desenvolva problemas respiratórios ou tendam a ter ataques cardíacos, ou cheguem na obesidade.

Doenças do Boxer Idoso e Longevidade da Raça

Em todas as raças de cachorros, há doenças que podem ocorrer tanto em sua fase jovem quando já na fase idosa. É preciso dar banho e escovações bastante regulares, afim de evitar doenças como a dermatite quando ele estiver mais velho. Outra questão é que o boxer é um animal muito sensível aos procedimentos que envolvem anestesia. Não possuem uma saúde muito forte, podendo ter problemas como cardiomiopatia, tumores e displasia da anca.

Nos boxers brancos ainda há o perigo de ele sofrer de surdez, isso inicia-se logo nas primeiras semanas de vida. Acredita-se que este problema ocorre pela falta de células produtoras de pigmento no tecido interno do conjunto auditivo. Infelizmente esta situação não tem tratamento, o que faz com que não possamos melhorar a qualidade de vida do cachorro surdo.

A displasia de quadril é algo que acontece em cães de raça porte grande, como é o caso do boxer. Essa doença é degenerativa, afetando uma articulação que une o quadril ao fêmur. Normalmente isso ocorre quando o cão já está com uma idade mais avançada e vai progredindo cada vez mais. Os primeiros sinais são dores e mal estar ao fazer qualquer tipo de exercícios físicos. Progressivamente, você começa a notar uma perda do tecido muscular. Para aliviar os sintomas, é necessário uma cirurgia, mas nem todos os cães podem estar aptos para isso.

Como falamos anteriormente, essa raça é propensa a ter problemas cardíacos. A cardiomiopatia dilatada é quando o músculo cardíaco fica dilatado, e começa a ter falhas em sua contração, limitando o bombeamento de sangue. Também tem a estenose aórtica, que é quando a artéria aorta, principal responsável por enviar sangue limpo ao resto do corpo, fica comprometida devido um estreitamento. A fadiga, cansaço e dificuldade respiratória são alguns dos primeiros sintomas de doenças cardíacas no animal.

Um outro problema que pode afetar cães boxers idosos é o hipotiroidismo, um problema que está relacionado ao sistema endócrino. É um cão bem suscetível a esse problema. A glândula tireoide ajuda no funcionamento do organismo, mas quando os boxers alcançam mais ou menos os 8 anos, ele tem uma tendência a ter neoplasias, ou seja, tumores na tireoide.

Esperamos que o post tenha te ajudado a entender a aprender um pouco mais sobre o boxer e as doenças que ele pode sofrer quando já está idoso. Não esqueça de deixar seu comentário nos contando o que achou e também deixar suas dúvidas. Ficaremos felizes em ajuda-los. Você pode ler mais sobre boxers e outros assuntos de biologia aqui no site!

Veja também

Rato Escondido

Como Atrair Rato Escondido e Pegar? O que Fazer para Ele Sair?

Os ratos são pequenos mamíferos roedores de focinho pontudo, orelhas arredondadas e longa cauda. São …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *