Home / Animais / Desenvolvimento das Minhocas e Divisão Ecológica

Desenvolvimento das Minhocas e Divisão Ecológica

Entre um e três milhões de minhocas vivem na terra saudável de um hectare de prado. Quanto mais há mais o solo é fértil. As minhocas podem desaparecer quase completamente em solos cultivados de forma intensiva ou incorreta. Além disso, um verme cortado em dois não produz dois, como muitas vezes ouvimos, mas na melhor das hipóteses o anterior pode sobreviver.

Desenvolvimento das Minhocas

Com exceção daqueles que vivem em lixo do solo (principalmente vermes de compostagem), as minhocas crescem lentamente. Eles produzem apenas uma geração por ano com um máximo de oito casulos (= ovos de minhoca).

Sua vida útil é entre dois e oito anos, dependendo da espécie. As minhocas que atingiram a maturidade sexual podem ser reconhecidas por uma conta, um espessamento localizado no terço anterior do corpo chamado clitelo.

É na primavera ou outono que a atividade de mineração e reprodução da minhoca é a mais intensa. Se estiver muito seco e quente, as minhocas tiram uma soneca tão profunda que, comparável à hibernação dos ouriços por exemplo, é chamada de estivação.

As minhocas então acordam novamente no outono, quando está mais frio e úmido. Se o inverno for congelante, eles recuam para a parte descongelada de suas galerias e depois “vão dormir”, e tornam-se ativos novamente se houver alguns dias mais amenos durante o inverno.

As minhocas podem migrar para campos cultivados a partir de superfícies intactas (por exemplo, pastagens naturais). A minhoca lumbricus terrestris pode atravessar cerca de vinte metros por ano. Eles não gostam de argila e solos pesados e solos arenosos e secos, e em solos ácidos de turfa vivem apenas alguns “especialistas”, isto é,  espécies que se adaptaram a essas condições inóspitas específicas.

Divisão Ecológica de Minhocas

As diferentes espécies de minhocas podem ser classificadas grosseiramente em três grupos ecológicos:

Espécies anedóticas, ou seja aqueles que cavaram galerias verticais e profundas são importantes em solos agrícolas. Sua cor avermelhada protege-os dos raios UV. Essas minhocas cavam galerias verticais e estáveis de 8 a 11 mm de diâmetro onde normalmente ficam por toda a vida.

Espécies endógenas, ou seja aqueles que escavam galerias superficiais são pálidos e transparentes. Essas minhocas, que cavam principalmente galerias horizontais e instáveis, quase nunca chegam à superfície do solo. As minhocas jovens geralmente são bastante altas na zona das raízes das plantas.

Espécie manchada, ou seja aqueles que vivem na cama de superfície são muito raros em solos cultivados, pois não há camada de serapilheira sustentável. Minhocas não têm dentes e, portanto, não podem morder as raízes das plantas. A minhoca, por exemplo, apreende a matéria vegetal incorporada superficialmente ou deixada na superfície do solo.

A comida é decisiva para o desenvolvimento de minhocas, que se alimentam principalmente de material vegetal morto. Eles pastam durante a noite a “grama de algas marinhas” produzida durante o dia e atiram detritos de plantas mortas em suas galerias, onde os micro-organismos “previram” em duas a quatro semanas.

Minhocas e a Fertilização do Solo

As minhocas são os arquitetos de solos férteis e também são chamados de engenheiros de solo. Sua influência é muito variável. Eles depositam grandes quantidades (ordem de magnitude: 40 a 100 toneladas por hectare por ano) de esterco no solo (cerca de 40%) e na superfície do solo (cerca de 60%).

As galerias escavadas pelas minhocas garantem uma boa aeração do solo e aumentam a proporção de poros grossos, ventilando o solo. Túneis estáveis e verticais de anelídeos (minhocas, por exemplo) melhoram significativamente a absorção, o armazenamento, a infiltração e a drenagem de água no solo, o que ajuda muito a evitar o escoamento e a erosão.

O solo não explorado tem até 150 tubos por m², o que representa 900 metros de túneis por m² numa profundidade de 1 metro. Estes túneis verticais estabilizados pelo muco excretado pelas minhocas podem atingir os 3 metros de profundidade nos solos profundos em loesse e até 6 metros nos solos negros.

Minhoca Entrando no Solo
Minhoca Entrando no Solo

Nos campos, as minhocas incorporam no solo até 6 toneladas de matéria orgânica morta por hectare ao ano, e nas florestas trabalham até nove toneladas de folhas mortas por hectare ao ano.

As minhocas pegam minerais do subsolo e os transportam para o solo, que continuamente o rejuvenesce. As minhocas favorecem a implantação e multiplicação de bactérias e fungos edáficos (solo) que são úteis em suas galerias e gessos.

Uma vez que eles puxam os detritos de folhas mortas para o solo, as pragas que habitam (formas de invertebrados de fungos patogênicos, são biologicamente decompostos. As formas de resistência, no entanto, sobrevivem à digestão por minhocas e são então encontradas nos moldes.

O que prejudica as minhocas? Restos de plantas enterradas no solo; Solos mal ventilados, compactados e alagados; Solos ácidos com um pH abaixo de 5,5…

Quantas Minhocas Existem no Meu Solo?

Uma população de 120 a 140 minhocas por metro quadrado é uma boa densidade para os solos cultivados no planalto suíço. É possível estimar aproximadamente o número de minhocas em seus solos:

Teste pá: Um teste de pá 10 x 10 cm por 25 cm de profundidade conduzido em um solo argiloso médio-pesado deve conter uma ou duas minhocas (correspondendo a 100 a 200 minhocas por metro quadrado).

Número de peças fundidas: Os fundidos são contados em superfícies de 50 x 50 cm durante os principais períodos de atividade de minhocas (primavera ou outono). Até 5 peças fundidas (Baixa atividade da minhoca, o solo contém poucas minhocas); 10 moldes (atividade média da minhoca); 20 fundições e mais (Boa atividade de minhoca, o solo contém muitas minhocas).

Quer saber mais sobre minhocas? Navegue mais aqui no índice de artigos de nosso blog ‘Mundo Ecologia’ e encontrará vasta informação sobre o tema. Tem artigo falando de minhocas como investimento econômico, tem assunto detalhando o ciclo reprodutivo das minhocas, tem artigo dando dicas para quem deseja criar minhocas, sobre filhotes de minhocas

Enfim, nosso blog tem sido exclusivamente preparado para não lhe faltar informações sobre cada tema que lhe for apresentado. Trabalhamos exaustivamente para que nenhum detalhe fique sem ser esclarecido. E teremos sempre prazer em responder as dúvidas que, casualmente, ainda não tenha encontrado resposta satisfatória. Comunique-se conosco nos comentário ou escreva pra nós!

Veja também

Top 10 Raças de Cachorros Mais Cheirosos Que Existem?

Há ocasiões em que os cães amados emitem odores desagradáveis, e isso é especialmente verdadeiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *