Home / Animais / Curiosidades Sobre as Centopeias

Curiosidades Sobre as Centopeias

Muitas pessoas têm nojo desses pequenos Quilópodes, mas poucos sabem que eles são fundamentais para manter o equilíbrio ecológico do ecossistema onde vivem.

As centopeias são seres fantásticos, mas infelizmente são pouco conhecidas por nós! Estão enquadradas na classe Chilopoda.

Elas se alimentam de pequenos insetos, alguns vermes, moluscos e até aranhas; sendo fundamental para o controle destas populações, que se não possuírem um predador, expandem-se demasiadamente.

Neste artigo vamos trazer algumas curiosidades sobre as centopeias, além de características e os incríveis benefícios que elas podem fazer à população humana.

Antes de ficar nojo e pisar em uma centopeia, confira estas informações!

Curiosidades Sobre as Centopeias – Características Básicas

Existem inúmeras espécies de centopeias, desde as pequeninas domésticas, as lacraias e até a Scolopendra, uma espécie maior, capaz de alcançar o comprimento de um pé humano e venenosa.

Todas elas enquadram-se no grupo dos Quilópodes, que são caracterizados por suas pernas articuladas, geralmente muitos pares de pernas, distribuídos um par em cada anel corporal.

Scolopendra
Scolopendra

Seu corpo é achatado, alongado; porém, é bem pequeno, grande parte dos quilópodes possuem comprimento menor que 10 centímetros.

Eles possuem a estrutura corporal – cabeça, tronco e anus – completa, ou seja, sua digestão é a partir do tubo digestório, a respiração é aberta e funciona através das traqueias.

Além destas características, as centopeias, no geral, são muito curiosas e pouco conhecidas por nós. Confira agora estas curiosidades sobre as centopeias!

1 – As Centopeias não são Insetos

Muitas pessoas as confundem com insetos, mas não são; elas pertencem a outro grupo de animais, como dissemos acima, os Quilópodes. Os insetos, a maioria pelo menos, pertence a classe Insecta.

Os insetos são caracterizados por possuírem cabeça, tórax e abdômen; além de 3 pares de patas articuladas em seu corpo. Já a centopeia possui estrutura corporal bem diferenciada, com corpo achatado e muitos anéis (segmentos) que formam o seu corpo.

De fato, devido ao seu tamanho, suas pernas, antenas e aparência, elas podem lembrar os insetos; porém, engana-se quem acredita que um inseto pode ter tantos pares de pernas.

2 – Pares de Pernas

Acredite, as centopeias apesar de serem pequeninas, possuem muitas, muitas pernas. Dependendo da espécie, ela pode possuir até 191 pares de perna. Porém, isso varia de acordo com o tamanho de cada animal.

Eles podem ser muitos, como também podem ser apenas 15. Mas o curioso, e que vale ser destacado, é que o numero de pares de pernas sempre será ímpar.

E por mais que o nome centopeia, originário do latim, venha nos dizer “com cem pés”, nunca haverá uma centopeia com 100 pernas, mas sim com 102 ou 98, pois pode possuir 51 ou 49 pares de pernas.

Todas as centopeias estudadas pela ciência possuem um numero impar de pares de pernas, a partir de 15, mas o incrível é que apenas uma espécie foi encontrada.

Pois é, exista uma, apenas uma centopeia, que já foi estuda e encontrada pela ciência que possua o numero par de pares de pernas.

Ela possui 48 pares de pernas, ou seja, dispõe de 96 perninhas para caminhar sobre os mais diferentes terrenos.

Um fato interessante ainda sobre suas pernas, é que elas crescem gradualmente conforme a centopeia vai se desenvolvendo.

3 – Para Frente e Para Trás

As centopeias podem locomover-se tanto para frente, quanto para trás. E um detalhe: a velocidade não muda.

Ela é capaz de caminhar em altas velocidades, tanto para caçar suas presas, quanto para esconder-se de possíveis ameaças.

Este fato contribui muito para que a centopeia seja uma ótima caçadora e reguladora de diferentes populações de insetos. E já que falamos de sua alimentação, vamos para a próxima curiosidade.

4 – São Carnívoras

As centopeias são carnívoras, elas alimentam-se, sobretudo de insetos, aracnídeos, vermes, entre outros.

Não faltam alimentos para elas; elas vivem em meio aos humanos, como diversos outros animais, e exerce grande função dentro de sua cadeia alimentar.

Mas algo curioso é o hábito canibal dela, pois ela alimenta-se de suas presas quando ainda estão vivas. Primeiro ela captura a presa, depois injeta o veneno, que imediatamente imobiliza o animal ainda vivo, tornando fácil a alimentação das centopeias.

Mas como elas injetam este veneno? E da onde ele sai?

5 – Garras Poderosas

Poucos sabem, mas as centopeias são venenosas. Mas calma, nos humanos o veneno dela não faz tanto efeito, apenas causa vermelhidão, coceira e algum incômodo.

Mas na hora de capturar suas presas, este veneno age sobre o pequeno corpo deles e imobiliza-os na hora, sem chance da presa se salvar.

O veneno está presente no primeiro par de pernas, que na verdade não é um par de pernas, e sim uma forcípula, que são garras, pouco maiores que as pernas, e lá está o veneno que ela injeta nas presas ao captura-las.

6 – Piolho-de-Cobra não é Centopeia

Outra curiosidade e um fato que muitas pessoas confundem, é o caso do Piolho-de-cobra. Estes seres, apesar de serem parecidíssimos com as centopeias, pertencem à classe dos diploides.

Tanto a estrutura corporal, quanto alguns hábitos são distintos. Por exemplo, os piolhos-de-cobra são herbívoros, enquanto a centopeia é carnívora.

O corpo do piolho-de-cobra é na verdade, arredondado e cilíndrico. Tal fato, talvez seja o que mais diferencia uma espécie da outra.

7 – Excelente Reprodutora

No período de reprodução, a centopeia fêmea é capaz de gerar de 15 a 50 ovos, e quando está na hora de coloca-los na terra, ela cava um buraco e os escondem para que fiquem seguros e longe de predadores.

A reprodução ocorre de forma sexuada, ou seja, necessita da fusão dos gametas do macho e da fêmea.

Desta forma, os filhotes ou larvas, nascem com uma aparência muito semelhante aos adultos. Porém sem a casca de proteção corporal – os adultos possuem uma “capa” em cada anel (segmento) do corpo e é utilizado principalmente para a proteção do animal. Existem espécies que possuem apenas na cabeça, outras, no corpo inteiro.

Elas preferem viver em locais úmidos e escuros, se conseguirem sobreviver e não forem caçadas, elas são capazes de chegar aos 6 anos de idade.

Agora que você sabe algumas informações a respeito deste incrível animal, pense duas vezes antes de pisar neles.

Gostou destas curiosidades? Acompanhe outros posts no site!

Veja também

Diferenças Entre Raças de Cães Maltês, Poodle, Shih-Tzu, Yorkshire e Bichon Frise

Porque as necessidades de todos são tão diferentes, vamos nos concentrar na comparação entre algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *