Home / Animais / Criação de Javaporco Com Filhotes à Venda no Brasil

Criação de Javaporco Com Filhotes à Venda no Brasil

Javaporco (também conhecidos como porco selvagem), causam danos à agricultura, recursos naturais e propriedades que variam desde áreas agrícolas e habitat crítico de vida selvagem até campos, jardins e gramados urbanos. Eles são conhecidos portadores de doenças e parasitas que podem infectar pessoas, animais domésticos, animais de estimação e outros animais selvagens. No entanto, há um crescente comércio do animal em prática.

Reprodução de Filhotes

Em condições favoráveis, o javaporco pode se reproduzir durante todo o ano, embora o sucesso reprodutivo dependa da qualidade e da quantidade de alimentos disponíveis. A maturidade sexual em porcas depende do peso e não da idade, semelhante aos porcos domésticos.

Uma porca pode começar a se reproduzir de seis a oito meses de idade, quando seu peso excede cerca de 25 a 30 kg. As porcas têm um ciclo estral de 21 dias e um período de gestação de 112-114 dias. O tamanho médio das ninhadas varia de 5-6 leitões, mas até dez leitões podem nascer em boas condições.

Pouco antes de dar à luz, as porcas farão um ninho usando a vegetação disponível. O ninho geralmente fica a menos de 2 km da água disponível e os leitões normalmente passam os primeiros cinco dias de vida dentro do ninho, com a porca dentro ou por perto. Um leito de javaporco é desmamado após dois ou três meses, altura em que o acasalamento pode ocorrer novamente.

Em condições favoráveis, duas ninhadas podem ser desmamadas em um período de 12 a 14 meses, portanto, javaporco pode se multiplicar em uma taxa muito rápida. Essa capacidade de reprodução permite que o javaporco se recupere rapidamente de reveses naturais ou programas de controle e aumente rapidamente suas populações em períodos de condições favoráveis.

A biologia e ecologia de javaporco são características importantes, tornando-os pragas altamente bem sucedidas. Seus grandes corpos fortes, focinhos desenvolvidos especificamente para o cultivo de raízes, dieta onívora e padrões de atividade adaptativa permitem que eles prosperem em uma ampla variedade de habitats.

Javaporco ou Porco Javali
Javaporco ou Porco Javali

A mortalidade de filhotes, particularmente nos primeiros dois a três meses de vida, é alta e varia de 10 a 100%, dependendo das condições sazonais. A mortalidade pode ser devido ao aborto, condições climáticas adversas, sufocação acidental por porcas, perda de contato com a mãe, predação e inanição.

A mortalidade dos juvenis pode ser alta se a ingestão de proteína na dieta da mãe for baixa. A mortalidade adulta não varia tanto com as condições sazonais, embora poucos animais vivam mais de cinco anos.

Os Riscos do Javaporco na Natureza

O javaporco é considerado uma praga ambiental devido à sua alimentação seletiva, pisoteio e enraizamento de partes subterrâneas de plantas e invertebrados, bem como predação, competição ou perturbação de uma variedade de espécies de animais nativos. Sabe-se que os porcos selvagens atacam minhocas, insetos, anfíbios, répteis, aves que nidificam no solo, pequenos mamíferos, crustáceos de água doce, sapos, tartarugas e seus ovos.

A atividade do javaporco também tem um efeito dramático em cursos de água e pântanos. Por chafurdar e enraizar em torno da linha d’água, eles destroem a vegetação ribeirinha que fornece alimentos e locais de nidificação para a vida selvagem nativa e ajuda a evitar a erosão do solo. A qualidade da água também é afetada e suas escavações podem espalhar espécies vegetais e animais indesejáveis ​​e doenças de plantas nessas áreas.

O javaporco causa danos significativos nas áreas agrícolas. Eles atacam os filhotes recém-nascidos, competem com o gado em pastagem e podem danificar a infraestrutura, como cercas e instalações de água. O javaporco pode reduzir o rendimento das culturas de grãos, cana-de-açúcar, frutas e hortaliças, através do desenraizamento e do consumo ou pisoteio de plantas, e seu chafurdar e defecar represas e poços d’água.

O javaporco também pode transportar ervas daninhas, e suas escavações fornecem condições ideais para o estabelecimento de ervas daninhas. O javaporco é conhecido por ser vetor de uma série de doenças endêmicas e exóticas graves que têm o potencial de devastar operações comerciais de suínos, bem como transmitir a outros animais e seres humanos. Exemplos incluem vírus da febre aftosa, leptospirose, brucelose, mielose, etc.

A saúde humana pode ser afetada pelo seguinte: leptospirose, através do contato com a urina de javaporco infectado; brucelose suína, através da manipulação de carne do javaporco; e tuberculose e esparganose, através da ingestão de carne do javaporco cozida inadequadamente.

Criação de Javaporco

Antes de projetar seu programa de controle e criação do javaporco, é importante entender o comportamento e as características dos porcos selvagens. Os seguintes pontos devem ser considerados no design do seu programa:

Porcos selvagens comem carne e material vegetal (isto é, são “onívoros”). Porcos selvagens requerem um fornecimento confiável e adequado de água, comida e abrigo. Porcos selvagens requerem alimentos ricos em proteínas para se reproduzir.

Porcos selvagens são altamente inteligentes e capazes de adaptar seus padrões de atividade e comportamentos para permitir que eles vivam em uma ampla variedade de habitats. Porcos selvagens mudam de localização e comportamento ao longo das estações do ano. Eles usam habitats diferentes para satisfazer suas necessidades, particularmente para obter sombra e água e explorar recursos alimentares sazonalmente abundantes.

O potencial reprodutivo do javaporco é mais semelhante ao dos coelhos do que a outros grandes animais. Sob condições favoráveis, a reprodução pode ocorrer durante todo o ano e as porcas podem produzir duas ninhadas desmamadas a cada doze a quinze meses, com uma média de seis leitões por ninhada. Isso dá aos porcos selvagens a capacidade de se recuperar rapidamente dos efeitos dos programas de controle ou da seca.

Porcos selvagens formam rebanhos baseados em uma hierarquia materna – uma fêmea dominante (porca) lidera o grupo. A porca dominante levará outros membros do grupo à comida, água e abrigo. Machos adultos são na maioria solitários. Grupos de jovens do sexo masculino com menos de 18 meses de idade formarão grupos “solteiros”.

Cria de Javaporco
Cria de Javaporco

Certifique-se de que seu programa de criação e controle de javaporco não afeta a vida selvagem nativa. Controle seus porcos selvagens antes que causem perdas severas de colheitas, danos à vegetação, sedimentação de cursos d’água, erosão do solo e predação de gado.

Se qualquer trabalho de controle de porcos selvagens for realizado, o que pode resultar em distúrbios de vegetação nativa, áreas culturalmente significativas e/ou hidrovias, o contato deve ser feito com as autoridades responsáveis ​​antes de os trabalhos serem conduzidos.

Se planeja usar armadilhas para controle, se planeja usar cães para o controle, se estiver planejando usar produtos químicos para tratar o javaporco, todos esses casos precisam levar em consideração as regras e diretrizes de autoridades e órgãos locais de sua região. Certamente existem requisitos e orientações específicas que não devem ser ignoradas.

O planejamento pode maximizar a eficácia da criação do javaporco, minimizando os danos a outros animais. Considere a densidade de porcos, a distribuição e o habitat em que seus porcos selvagens viverão, pois isso determinará quais ações são apropriadas.

Coordene o trabalho de criação com seus vizinhos. Os melhores resultados são obtidos quando os vizinhos conduzem o controle simultâneo de porcos selvagens na natureza local, em vez de apenas em propriedades individuais. O trabalho em sua propriedade pode ser prejudicado pela inatividade de seus vizinhos. Converse com seus vizinhos e com seu grupo local de cuidados com a terra para elaborar um plano de ação coordenada.

Preço de Javaporco e Filhotes

Basta uma rápida pesquisa na internet e poderá encontrar a média de valores cobrados por um pequeno leitão híbrido ou pelos adultos javaporco. Os preços variam entre R$ 100,00 e R$ 500,00 reais em média dependendo do peso e porte do animal. Mas ao considerar outras circunstâncias, o consumidor ou criador pode acabar pagando muito mais caro.

Primeiro porque, como já dito, o javaporco é claramente um animal sem o devido controle. A própria existência do animal já é um claro indício de descontrole. Muito de sua origem é resultado de inconsequente proliferação do javali ancestral qual animal invasor em nosso continente e a consequente mistura dele com porcos domésticos melhorados que deu origem a esse animal, o javaporco, difícil de domesticar, incrivelmente adaptativo, voraz e violento.

Não são raros os casos de pessoas atacadas por esse animal que não tem medo. Por ser instintivamente territorial e com uma visão muito defeituosa, invariavelmente ataca mesmo os seus criadores lhes infringindo ferimentos graves que podem até tornar-se fatais. São animais com forte e perigosa dentição em corpos pesados que podem atingir até 300 kg; uma luta entre homem e esse animal é sem dúvida desvantajosa para o homem.

Outra questão a considerar é sua capacidade forrageira e hábitos onívoros que o torna propenso a muitos problemas de saúde pública, já que é quase impossível controlar o que ele come e por onde ele anda. O javaporco é um vetor extremamente passivo de várias pragas e contaminações que atingem gravemente tanto outros animais como nós, os seres humanos.

Tanto é verdade o risco oriundo do javaporco e seu ancestral, o javali, que ambos estão incluídos numa muito seleta exceção de caça autorizada pelo IBAMA desde 2013 no país. E o consumo de sua carne ou criação para esse fim segue regras muito rígidas de controle, muitas das vezes fortemente proibidas. Se eu fosse você, leitor, pensaria e pesquisaria muito mais profundamente o assunto antes de decidir consumir ou criar este animal.

Veja também

Ratufa Indica

Esquilo: Classe, Filo, Família, Reino e Classificações Inferiores

Esquilos são um grupo diverso que consiste em cerca de 279 espécies e 51 gêneros …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *