Home / Animais / Comportamento do Marimbondo, Hábitos e Modo de Vida

Comportamento do Marimbondo, Hábitos e Modo de Vida

O comportamento do marimbondo pode criar grande curiosidade entre as pessoas. A mentalidade das multidões desses insetos pode criar um enxame furioso quando apenas um único exemplar é provocado, eis a razão e a importância disso.

Não há nada como um enxame louco de marimbondos irritados. É assustador e potencialmente doloroso, e para aqueles com alergias, com risco de vida. Alguns prescrevem para como resolução do problema eliminar os ninhos a todo custo.

Obviamente, eles apresentam um perigo claro, e é compreensível querer eliminá-los. Mas o que muitas pessoas não percebem é que esses insetos fazem muito bem, apesar de sua capacidade de infligir um pouco de agonia de vez em quando.

Se você deseja descobrir mais sobre o comportamento do marimbondo, leia o artigo até o final. Coisas interessantíssimas foram preparadas para você.

O Comportamento do Marimbondo

Existem muitas milhares de espécies identificadas de marimbondos. Embora estejamos mais familiarizados com aqueles com tipos que vemos nos piqueniques, há muitos que não picam.

Os marimbondos vêm em dois estilos, social e solitário – e, de fato, a maioria das variedades é solitária e não morde. Os marimbondos sociais que constroem colônias compõem cerca de 1.000 espécies.

Controle de Praga e Polinização

Mas o mais notável do comportamento do marimbondo é o seguinte: quase todas as pragas do planeta são predadas por uma espécie desse inseto. Isso quer seja para alimentação ou como hospedeira de suas larvas parasitárias. Os marimbondos são tão hábeis em controlar as populações de pragas que a indústria agrícola agora os utiliza regularmente para proteger as plantações.

De moscas a larvas de besouros, a todo tipo de praga de jardim que irrita, é provável que seu número seja controlado por marimbondos.

Além disso, eles também oferecem alguns serviços de polinização. Embora não sejam tão eficazes na obtenção de pólen de um lugar para outro quanto as abelhas, o comportamento do marimbondo o faz dar o seu melhor.

Casa de Maribondo
Casa de Maribondo

Cabe-nos fazer o possível para nos dar bem com os marimbondos, e parte disso é entender melhor o comportamento deles. Os tipos sociais em perigo enviam um feromônio que é como um meio de comunicação para a colônia próxima. O resultado é um enxame de insetos irritados em um frenesi agressivo.

Portanto, a melhor coisa a fazer é evitar irritar até um único exemplar. Alguns meios podem ser usados como dicas para evitar abelhas e marimbondos. Mas, para isso, observa-se que, a menos que uma pessoa colide ou golpeie um animal assim, é improvável que ele pique (e/ou fique bravo e envie uma chamada para as tropas).

Como Evitar Marimbondos

Dentro do comportamento do marimbondo pode se destacar suas picadas. Esse inseto pode ser atraído ou reagir a odores no ambiente. É melhor não usar perfume, água de colônia ou sabonetes perfumados se você estiver entrando em uma área de atividade de abelhas e/ou marimbondos.

Evite andar descalço na vegetação, especialmente onde tem trevo e coberturas floridas. Evite também usar roupas coloridas ou estampadas.

Se você permanecer calmo quando um marimbondo pousar em sua pele para inspecionar um cheiro ou obter água se estiver suando muito, o inseto acabará por sair por conta própria. Se você não quiser esperar que ele saia, tire-o com cuidado e devagar com um pedaço de papel.

Ao nadar em piscinas, cuidado com os marimbondos presos na superfície da água. Se você encontrar um inseto nesse tipo de situação, é melhor removê-lo para não ser picado.

Incidentes de picadas dentro do comportamento do marimbondo ocorrem frequentemente quando as áreas de nidificação de insetos sociais são perturbadas. Seja observador da área ao seu redor. Se você vir insetos voando de e para um local específico, evite-o.

O Ferrão do Maribondo
O Ferrão do Maribondo

E embora não seja bom provocar marimbondos, para as abelhas pode ser ainda mais importante. Os marimbondos podem picar repetidamente, mas uma abelha pica uma vez e depois morre.

E as populações de abelhas precisam de toda a ajuda que puderem obter. Portanto, respeite as abelhas e os marimbondos e eles continuarão desempenhando seus papéis importantes no ecossistema. Além do mais, você pode ter menos picadas para agonizar.

Marimbondos Sociais x Solitários

Os marimbondos são divididos em dois subgrupos principais: social e solitário. Os tipos sociais representam apenas cerca de mil espécies e incluem formidáveis ​​construtores de colônias.

As colônias de marimbondos sociais são iniciadas do zero a cada primavera por uma rainha que foi fertilizada no ano anterior e sobreviveu ao inverno hibernando em um local quente. Quando ela surge, constrói um pequeno ninho e cria uma ninhada de fêmeas trabalhadoras.

Esses trabalhadores então assumem a expansão do ninho, construindo várias células de seis lados nas quais a rainha põe ovos continuamente. No final do verão, uma colônia pode ter mais de 5.000 indivíduos, todos os quais, incluindo a rainha fundadora, morrem no inverno. Apenas rainhas recém-fertilizadas sobrevivem ao frio para reiniciar o processo na primavera.

O comportamento do marimbondo solitário, de longe o maior subgrupo, não forma colônias. Esse grupo inclui alguns dos maiores membros da família dos marimbondos, podendo atingir 1,5 cm de comprimento. Enquanto os marimbondos sociais usam seus ferrões apenas para a defesa, os do tipo solitário confunde seu veneno para caçar.

As Picadas

A maioria dos animais desenvolveu um merecido medo de ser picado por marimbondos e deu-lhes um amplo respeito. Criaturas que tropeçam infelizmente em uma colônia de marimbondo ou têm a audácia de perturbar um ninho se encontrarão rapidamente enxameadas.

O comportamento do marimbondo social em perigo inclui emitir um feromônio que envia os membros da colônia para um frenesi defensivo e ardente. Ao contrário das abelhas, ele pode picar repetidamente. Somente as fêmeas têm ferrões, que na verdade são órgãos de postura de ovos modificados.

Impacto no Ecossistema

Apesar do medo que às vezes evocam, os marimbondos são extremamente benéficos para os seres humanos. Como citado, basicamente a maioria dos insetos que são pragas e que vivem a nos atormentar podem ser predados.

Nesse caso, o comportamento do marimbondo é de consumi-lo como parte da alimentação, como também um hospedeiro para as larvas parasitárias. Isso é realmente incrível, não? Achamos que esses insetos só nos fazem mal, mas é o contrário! Eles nos ajudam em vários âmbitos, inclusive na agricultura.

Veja também

Marreco Pompom: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco pompom (crested duck) é uma ave ornamental considerada uma variação genética do marreco …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *