Home / Animais / Comportamento do Macaco, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Comportamento do Macaco, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Os macacos são os animais cuja carga genética mais se aproxima do DNA humano. Algumas espécies de macaco têm uma DNA até 98% compatível com o do ser humano.

Macaco é um termo que tem origem africana, possivelmente vindo dos povos banto makako. Além disso, vale ressaltar que os primatas são animais que podem ser encontrados, praticamente, em todos os continentes do planeta. Só no Brasil são mais de 110 espécies diferentes de primatas e, no mundo, cerca de 250.

Que tal, então, sabermos mais sobre o Comportamento do macaco, hábitos e modo de vida do animal? Fique com a gente e descubra essas e outras informações para lá de interessantes e curiosas sobre os macacos em geral!

Comportamento, Hábitos e Modo dos Macacos

Os primatas têm taxas de reprodução lentas quando comparadas a de outros animais do mesmo porte, e demoram para alcançar a maturidade sexual, o que limita a quantidade de crias que podem ter ao longo da vida. Possuem pelo menos uma boa longevidade. Seus hábitos sociais variam de acordo com a espécie, podendo ser encontrados adultos que vivem solitariamente como os orangotangos machos, em casais, e até em grupos de centenas de indivíduos, como é o caso dos babuínos.

Todos os filhotes de macacos são amamentados pelas mães e dependentes na catação – hábito de afagar a pele ou os pelos para retirar parasitas – e também na locomoção.

Os indicadores de dimorfismo sexual nas espécies de primatas são: massa corporal, tamanho dos dentes caninos e cor do pelo e da pele.

Habitos dos Macacos
Habitos dos Macacos

A dieta dos primatas é muito variada e de acordo com as espécies, mas no geral inclui frutas – a banana é a primeira coisa associada a eles -, insetos e também sementes.

O gelada é o único primata que se alimenta principalmente de grama. Társios são os únicos primatas que são carnívoros obrigatórios, se alimentando exclusivamente de insetos, crustáceos, pequenos vertebrados e cobras (inclusive, espécies venenosas).

Os primatas podem ser predados por várias espécies de animais carnívoros, aves de rapina, répteis e também outros primatas.

Classificação Científica do Macaco

Como já mencionado anteriormente, apenas no Brasil são mais de 110 espécies diferentes de macaco. Mas, apesar disso, na classificação científica oficial do animal, todos os primatas seguem a mesma ordem chamada de primatas.

Veja:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Subfilo: Vertebrata
  • Superclasse: Tetrapoda
  • Classe: Mammalia
  • Subclasse: Theria
  • Infraclasse: Eutheria
  • Superordem: Euarchontoglires
  • Grandordem: Euarchonta
  • Mirordem: Primatomorpha
  • Ordem: Primatas

Os Macacos no Brasil

Quem nasce no Brasil pode se considerar sortudo, porque a chance de encontrar um macaco é muito grande. Até em cidades grandes como São Paulo, são encontrados saguis nas copas das árvores de praças ou então andando pelos postes elétricos. O Brasil é o país com o maior número de primatas conhecidos no mundo, são 110 espécies!

O bioma que possui a maior concentração de espécies é a Amazônia, com cerca de 92 tipos de animais. Em seguida temos a Mata Atlântica com 24 espécies, Cerrado e Pantanal com 5 espécies, Caatinga com 7 e o Pampa gaúcho com 1 espécie ao norte. A ocorrência destes animais por vezes é muito restrita à sua localização, sendo considerados endêmicos.

Os macacos têm hábitos e a vida ligados às árvores. Espécies como os babuínos são ligados ao solo, por viverem nas savanas, e possuem adaptações físicas para isso.

Infelizmente 35 espécies e sub-espécies de primatas estão ameaçadas de extinção no Brasil. A expansão agrária, o corte de madeira ilegal e a realocação de populações de áreas densamente povoadas ameaçam as reservas naturais e colocam pressão sob a preservação dos primatas. Problemas como a caça e o comércio ilegal de animais silvestres são grandes ameaças.

Algumas Curiosidades Sobre os Macacos

  • Você sabia que o Zoológico de Atlanta (Geórgia – Estados Unidos) tem um computador touch screen, onde os seus dois orangotangos-de-sumatra jogam? Sim! E através disso os primatas são capazes de utilizar símbolos e aprender aspectos da fala humana incluindo alguma sintaxe e conceitos de número e sequência numéricas.
  • O menor macaco do mundo é brasileiro, da Amazônia e se chama sagui-pigmeu ou sagui-leãozinho (Cebuella pygmaea), medindo apenas 15cm, sendo menor que aparelhos celulares modernos.
  • Por conta da semelhança do código genético do Macaco com o dos seres humanos, durante a corrida espacial, foram realizados testes de lançamentos espaciais com macacos como cobaias. O primeiro foi Albert I, que em 1948 participou dos testes nos Estados Unidos, mas infelizmente acabou não sobrevivendo ao lançamento. Mas, em 1949, foi a vez de Albert II, que chegou a 133 quilômetros acima da Terra.
  • Os primatas possuem consciência de status social, capacidade de manipulação, cooperação, influência, reconhecimento de hierarquia e podem reconhecer parentesco. Assim como os humanos, primatas também usam vocalizações, gestos, e expressões faciais para transmitir estados emocionais.
  • O desconhecimento da população a respeito dos sintomas e modos de transmissão de doenças já levou a morte muitos macacos. Outra luta é a de evitar os testes de cosméticos de grandes marcas, como animais de experimentação.

  • A vocalização entre as comunidades de primatas podem ter diferentes significados em  mensagens, como: idade, sexo, o grupo que pertence, identificar indivíduos e auxiliar mãe a encontrar seus filhotes, notificar localização de alimento, predadores, notificar para se esconder, sinais de alerta, briga entre os primatas e aqueles básicos que não empregam nenhuma informação específica. A estrutura que permite a vocalização varia entre as espécies, em termos de duração e frequência dos sons.
  • Os gorilas na hora de se alimentarem, criam um tipo de sanduíche de folhas dobrando o lado espinhoso para dentro antes de comer. Durante o período em que os filhotes ficam com os pais, estes aprendem muitas técnicas de caça e sobrevivência.
  • Os macacos chimpanzés apresentam tendências de canibalismo. Esse comportamento vem sendo estudado desde a década de 1960, cientistas que chegaram à conclusão (ao observarem um grupo de chimpanzés, na Tanzânia) de que esses macacos detinham recursos estratégicos durante a caça de capturar e se alimentar de cérebro de outros primatas. Em alguns casos, os chimpanzés chegavam a capturar órgãos de macacos da mesma espécie.
  • O macaco prego (Sapajus) é considerado o primata mais inteligente que habita o continente americano, incluindo o Brasil. Ele fabrica e usa habilidosamente ferramentas, reconhece a sua própria imagem quando espelhada e aprende coisas que uma criança de cerca de 4 anos pode aprender, com facilidade.

Veja também

História da Harpia e Origem do Animal

Você já ouviu falar da harpia ? Pois bem, essa ave é o mesmo conhecido …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *