Home / Animais / Comportamento do Dogue Alemão, Hábitos e Modo de Vida

Comportamento do Dogue Alemão, Hábitos e Modo de Vida

Apesar de serem chamados de dinamarqueses, esses cães têm laços com a Alemanha, não com a Dinamarca. Alguns acreditam que o nome surgiu quando o naturalista francês Georges-Louis Leclerc, conde de Buffon, conheceu a raça enquanto viajava pela Dinamarca no início dos anos 1700. Ele chamou o cachorro grande de “le Grande Danois” ou Great Dane, e o nome simplesmente ficou famoso .

Os caninos gigantescos provavelmente foram criados a partir do cão caçador de lobos irlandês e do antigo mastim inglês. Os dinamarqueses foram usados ​​para derrubar javalis e precisavam ser fisicamente fortes e corajosos. Os caçadores poderosos foram rápidos e mortais; seu comportamento agressivo não era nada parecido com o temperamento dos grandes dinamarqueses que conhecemo hoje em dia.

Embora não seja um tipo distinto até cerca de 400 anos atrás, as origens do dinamarquês remontam ainda mais longe na história – seus ancestrais podem ter se misturado aos antigos egípcios. Representações de cães gigantes podem ser vistas em monumentos egípcios que datam do ano 3.000 antes de Cristo. Outras obras de arte e literatura antigas em países como Tibete, Grécia e China também fazem alusão aos cães gigantes.

Características do Dogue Alemão Moderno

Hoje, os grandes dinamarqueses são conhecidos como gigantes gentis. À medida que a caça se tornou menos popular, a raça evoluiu de assassinos cruéis para cães domésticos. A luta foi criada entre os caninos, e agora os dinamarqueses modernos preferem um estilo de vida mais descontraído. De fato, os cães dóceis são bem recomendados para o convívio junto  às famílias e raramente são agressivos.

Dogue Alemã Características

Com mais de 70 cm. de altura, os dinamarqueses se erguem sobre a maioria dos outros cães – e, quando estão de pé sobre as patas traseiras, são mais altos que a maioria das pessoas. Esses gigantes poderosos são a imagem da elegância e do equilíbrio, com o passo suave e fácil dos nobres nascidos. O casaco vem em diferentes cores e padrões, talvez o mais conhecido seja o padrão de retalhos em preto e branco conhecido como “arlequim”.

Comportamento do Dogue Alemão

Um Dogue Alemão é realmente uma ótima raça de cães – grande e nobre, comumente referido como um gigante gentil ou como o “Apollo de cães”. Apollo é o deus grego do sol, a luminária mais brilhante do céu. O Dogue Alemão certamente tem estatura no mundo dos cães; mas, embora pareça terrivelmente imponente, na realidade ele é um dos cães mais bem-humorados do mundo.

Um comportamento dos cães dinamarqueses é causado pelo apego às pessoas. Eles não gostam de estar sozinhos e, se não tiverem companhia, podem ficar muito estressados ​​e se envolver em comportamentos destrutivos de cães, como destruir coisas, latir, mastigar e cavar. Sabe-se também que os dinamarqueses grandes participam de atividades em família porque adoram estar perto das pessoas.

Um comportamento dos cães dinamarqueses bastante estranho para o seu tamanho grande é a tendência de agir como se fosse um cãozinho. Eles são conhecidos por pular no sofá e se colocar no seu colo. Eles gostam de brincar e são muito gentis com as crianças, no entanto, é necessário socializá-las e treiná-las cedo o suficiente como filhotes, para que possam desenvolver comportamentos caninos que possam ser gerenciados e controlados.

Mas aqueles tolos o suficiente para confundir a simpatia da raça por suavidade encontrarão um poderoso inimigo de verdadeira coragem e espírito. Pacientes com crianças, os dinamarqueses são pessoas que gostam de fazer amigos facilmente.

Personalidade do Dogue Alemão

À primeira vista, um Dogue Alemão pode parecer uma ameaça, mas na maioria dos casos, isso não poderia estar mais longe da verdade. Como em qualquer raça de cachorro, há prós e contras em compartilhar um espaço de vida com eles, mas os pontos positivos superam os negativos. Eles só foram reconhecidos oficialmente como uma raça por um curto período de tempo, mas os dinamarqueses aumentaram em popularidade para um dos caninos mais amados do planeta.

Alguns traços de personalidade excelentes dos cães dinamarqueses podem ser usados ​​para descrever esta raça incrível. A raça de cães Great Dane é conhecida por ser doce, gentil e afetuoso. Sua personalidade é caracterizada pelo desejo de agradar seu dono, facilitando o treinamento. Esta raça ama pessoas, até crianças e estranhos, e pode ser muito protetora se achar que você precisa ser defendido. Os grandes dinamarqueses são corajosos e leais, o que os torna bons cães de guarda. Eles não latem muito e só se tornam agressivos quando as circunstâncias o permitirem.

Modo de Vida

Ele precisa apenas de exercícios moderados, mas precisa de espaço e não deve ser espremido em estúdios e acorrentado em pátios sozinhos. Acima de tudo, esta raça sociável precisa de companhia. Ele não se sai bem quando deixado sozinho. Com sua voz profunda e retumbante, um Dogue Alemão não deixará de anunciar visitantes, mas os instintos de guarda e território variam. Algumas falas e indivíduos são amigáveis ​​com todos, alguns são sensivelmente protetores, enquanto outros são impassíveis ou nervosos.

Os grandes dinamarqueses babam e se movem de uma maneira bastante alegre. Não são boas escolhas para empregadas meticulosas ou para quem não tem senso de humor.  Os jovens dinamarqueses grandes (até três anos de idade) podem ser barulhentos e, a menos que supervisionados, irão desanimar você com a magnitude de sua destrutividade.

Sem uma socialização cuidadosa, um Dogue Alemão pode desconfiar de todos. Isso pode levar à agressão ou à timidez, e ambas as atitudes são perigosas em uma raça gigante. Os dinamarqueses temerosos podem morder defensivamente se se sentirem encurralados. E não é divertido tentar arrastar um cachorro assustado pela coleira em público.

A raça apresenta sérios problemas de saúde. Basta olhar para o tamanho gigante e as pernas relativamente finas e você pode adivinhar que os dinamarqueses não são uma raça saudável. Sua estrutura óssea pode quebrar sob o peso sobre ele. Eles são freqüentemente atingidos na meia-idade por distúrbios articulares e ósseos, doenças cardíacas, câncer e ou um distúrbio digestivo com risco de vida chamado inchaço. A vida deles é deprimente e curta.

Veja também

Pato-de-Crista: Características, Nome Cientifico, Habitat e Fotos

A criação de patos é muito comum no Brasil, já que não exige grande trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *