Home / Animais / Comportamento da Tartaruga, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Comportamento da Tartaruga, Hábitos e Modo de Vida do Animal

O comportamento da tartaruga está diretamente relacionado com o meio em que vive. Da ordem Testudines, este animal é classificado qualquer réptil com corpo envolto em osso, chamado de casco.

Embora numerosos animais, de invertebrados a mamíferos, tenham desenvolvido cascos, nenhum tem uma arquitetura como a das tartarugas. Essa “concha” tem um topo (carapaça) e um fundo (plastrão).

A carapaça e o plastrão são estruturas ósseas que geralmente se unem ao longo de cada lado do corpo, criando uma caixa esquelética rígida. Esta caixa, composta de osso e cartilagem, é mantida durante toda a vida do animal. Como o casco é parte integrante do corpo, a tartaruga não pode sair dela, e ele não é trocado, como a pele de outros répteis.

Forma e Função

O comportamento da tartaruga também é uma adaptação ao meio, como seu casco. É essa parte de seu corpo que a protege dos predadores e que compensa a lenta velocidade de rastreamento do réptil.

A carapaça e o plastrão surgiram de dois tipos distintos de ossos: ossos dérmicos que se formam na pele e osso endocondral (osso decorrente de cartilagem) derivado do esqueleto.

A evolução vinculou intrinsecamente esses dois tipos de ossos para produzir o casco das tartarugas modernas. A carapaça consiste em 10 vértebras do tronco e suas costelas, sobrepostas e fundidas a placas dérmicas. Outra série de placas dérmicas forma o perímetro da carapaça.

O plastrão geralmente contém quatro pares de placas grandes e uma única centralizada perto da frente (a placa anteromedial). Estas placas são grandes ossos dérmicos. O casco é modificado e modelado de maneira variada para atender às necessidades de defesa, alimentação e movimento.

Habitat da Tartaruga

As tartarugas se adaptaram a uma variedade notável de ambientes. Mas o maior número de espécies ocorre no sudeste da América do Norte e no sul da Ásia.

Em ambas as áreas, a maioria das espécies é aquática, vivendo em corpos de água que variam de pequenos lagos e pântanos a grandes lagos e rios.

Alguns exemplares são estritamente terrestres e outros dividem seu tempo entre terra e água. Embora as tartarugas, como um grupo, sejam amplamente distribuídas, cada espécie tem um habitat preferido e raramente é encontrada em outros lugares.

Reprodução do Animal

O comportamento da tartaruga reflete na sua reprodução. Por exemplo, esses espécimes depositam os ovos na terra e nenhum demonstra cuidados parentais. No entanto, no meio dessa aparente uniformidade, existe uma gama enorme de variedades de comportamentos que são:

  • Ecológicos;
  • Reprodutivos;
  • Fisiologias.

Atividade Reprodutiva e Idade

Existe uma idade determinada com a qual as interessantes tartarugas passam a se reproduzir, sendo que estamos falando pela primeira vez. Essa idade pode variar de apenas alguns poucos anos até talvez até 50 anos. Algumas espécies pequenas atingem a maturidade sexual mais cedo. Assim, quanto maior, mais tarde ocorre.

Algumas fêmeas, como as do gênero Graptemys pseudogeographica, por exemplo, possuem mais ou menos 8 centímetros de comprimento, tornando-se sexualmente maduras com 2 até 3 anos.

Já os animais do gênero Kinosternon subrubrum são um tanto quanto maior e passam 3 a 4 anos na juventude. Quanto maior a tartaruga, que pode chegar a quase 30 cm, mais tempo demora sua maturidade sexual, alcançando 40 anos.

Essa idade de maturidade sexual também está relacionada com a taxa de crescimento de um exemplar, bem como com a qualidade e quantidade de alimentos que consome.  As atividades reprodutivas são geralmente sazonais e, para boa parte das espécies, acontece em conjunto das grandes mudanças climáticas que anuais.

Para grande parte dos animais dessa espécie que estão nas regiões temperadas, as atividades reprodutivas podem ocorrer juntamente com o aumento da temperatura e duração do dia. Isso quer dizer, ocorre juntamente com as alterações das estações.

Enquanto isso, ainda se pode permanecer dentro do comportamento da tartaruga para entender o processo. As muitas espécies tropicais acasalam no final das estações secas ou no começo das estações chuvosas.

A colocação dos ovos vai coincidir com os períodos favoráveis para ​​o desenvolvimento, bem como surgimento dos filhotinhos. Por exemplo, nos momentos onde existe abundância de comida e condições ideais do clima.

Comportamento da Tartaruga

Comportamento Social

O comportamento da tartaruga marinha geralmente não é considerado social. No entanto, algumas espécies se reúnem no mar. Isso ocorre porque possuem a intenção de acasalar.

Membros de várias espécies viajam juntos para áreas de nidificação. Depois que os filhotes atingem a água, eles geralmente permanecem solitários até se acasalar.

Comportamento Individual

Pouco se sabe sobre o comportamento individual das espécies de tartarugas, sendo marinhas ou não. No oceano, alguns exemplares podem passar horas na superfície flutuando, aparentemente dormindo ou se aquecendo ao sol. Frequentemente, as aves marinhas empoleiram-se nas costas desse tipo de réptil.

É possível também ver como comportamento da tartaruga o fato dela também passar algum tempo descansando ou dormindo. Mas isso acontece com ela presa em bordas de corais ou rochas.

Várias vezes esses animais já foram observados tomando banho nas praias. Assim. não é incomum ver milhares de tartaruguinhas flutuando em frente às praias de nidificação.

Algumas espécies especiais de tartarugas tendem a mergulhar em um ciclo que segue o aumento e o afundamento diários da densa camada de plâncton e água-viva.

Esses tipos provavelmente se alimentam nas camadas superiores de água à noite. À medida que o amanhecer se aproxima, seus mergulhos se tornam mais profundos. É também, assim, conforme o plâncton e a água-viva se retiram para águas mais profundas, longe da luz do dia.

As tartarugas aquecem-se à superfície ao meio-dia quando a camada afunda para além do seu alcance típico de mergulho. À medida que o crepúsculo se aproxima, os mergulhos desses animais se tornam mais rasos à medida que a camada aumenta.

As tartarugas marinhas verdes são consideradas solitárias. No entanto, ocasionalmente formam agregados alimentares em águas rasas abundantes com ervas marinhas ou algas.

Se você se interessa pelo comportamento da tartaruga com a intenção de ter uma como animal de estimação, saiba que é preciso adotar alguns critérios. Este não é um simples pet que se pode comprar e levar para casa. É necessário autorização e documentações específicas. Fique atento!

Veja também

Alimentação da Mariposa: O Que Elas Comem?

As mariposas são insetos voadores muito semelhantes às borboletas. Como todos os insetos, o corpo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *