Home / Animais / Comportamento da Irara, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Comportamento da Irara, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Você conhece esse animal com nome científico de Eira barbara? Ele pode ser encontrado nas florestas neotropicais da América Central e do Sul, variando do sul do México à Bolívia e norte da Argentina, bem como na ilha de Trinidad. O comportamento da irara é bem peculiar, bem como seu modo de vida nos diversos habitats.

O Habitat do Animal

As iraras são encontradas em florestas caducifólias e sempre-verdes, com crescimento secundário, bem como outros tipos de plantações. A elevação desse habitat varia de planícies a aproximadamente de 2000 até 2400 m. Como este animal é tanto terrestre quanto arbóreo, foi encontrado por muitas vezes em árvores ocas e tocas construídas por outros animais, bem como ocasionalmente em grama alta.

Regiões do seu Habitat

  • Temperado;
  • Tropical;
  • Terrestre.

Os Biomas Terrestres

  • Florestas;
  • Floresta tropical;
  • Floresta matagal.

Descrição Física da Irara

A irara é a espécie de doninha que tem o tamanho do cão de porte médio. Este animal possui uma cauda longa, bem como espessa, com pescoço longo terminando com a cabeça robusta. O corpo e a cabeça variam de tamanho entre 60 até 70 cm. Já sua cauda tem entre 35 até 45 cm.

Antes de entrarmos no campo do comportamento da irara, vamos continuar com a sua descrição física. Essa espécie tem enormes patas traseiras de comprimento variável entre 8 até 9 cm, bem como orelhas com aproximadamente 4 cm de comprimento.

A cor varia com a faixa geográfica, mas geralmente tem um corpo marrom em tom escuro e a cabeça um tanto mais clara. Comumente possui manchas brancas na forma de um diamante em sua garganta. Iraras possuem garras bem longas, assim como os caninos pronunciados.

Os pés têm dedos de comprimento desigual, com pontas que formam uma linha fortemente curva quando mantidas juntas. As garras são curtas e curvas, mas fortes, sendo adaptadas para escalar e correr, em vez de cavar.

A parte de baixo dos pés não tem pelos comuns, mas é cercada por pelos sensoriais rígidos. A cabeça tem orelhas pequenas e arredondadas, bigodes longos e olhos pretos com um brilho azul esverdeado.

Como a maioria dos outros mustelídeos, as iraras possuem glândulas de perfume anal, mas não são particularmente grandes. Assim, sua secreção não é tão pungente quanto em outras espécies e não é usada em legítima defesa.

Outras Características Físicas

  • É um tipo de animal endotérmico, bem como heterotérmico;
  • Tem simetria bilateral;
  • Não possui dimorfismo sexual.

Subespécies Encontradas

Atualmente, pelo menos sete subespécies são reconhecidas:

  • E. b. barbara (norte da Argentina, Paraguai, oeste da Bolívia e centro e sul do Brasil);
  • E. b. inserta (sul da Guatemala até a costa rica);
  • E. b. madeirensis (oeste do Equador e norte do Brasil);
  • E. b. peruana (Andes orientais no Peru e Bolívia);
  • E. b. poliocephala (leste da Venezuela, Guianas e nordeste do Brasil);
  • E. b. senex (México central ao norte de Honduras);
  • E. b. sinuensis (Colômbia, Venezuela ocidental, norte do Equador e Panamá).

Reprodução da Irara

Filhote de Irara
Filhote de Irara

Pouco se sabe sobre sua reprodução. Pensa-se, no entanto, que sua gestação dura a média de 70 dias, com um tamanho de ninhada de 2 até 3 filhotes por vez. Cada um pesa mais ou menos de 74 até 92 gramas.

Os recém-nascidos só abrem os olhos entre 35 e 58 dias e são cuidados pela mãe entre 2 até 3 meses. Alguns creem que os ciclos estrais da Eira barbara são sazonais, com os nascimentos acontecendo entre março e o mês de julho.

Outros creem que tal animal é poliestro e um criador não sazonal, experimentando os ciclos estrais de aproximadamente 17 dias. Assim, tem uma receptividade, no máximo, 3 dias, com aproximadamente de umas 3 vezes por ano.

Comportamento da Irara

O comportamento da irara se dá, em especial, pelo fato da espécie ser diurna e geralmente viajar sozinha ou com pares. Às vezes, porém, esses animais são vistos nos pequenos grupos com 3 até 4 indivíduos, tendo a distribuição sexual de maneira desconhecida.

As iraras podem ser tanto arbóreas quanto terrestres. Sua locomoção em terra é comumente composta em movimentos saltitantes e irregulares, com sua costa arqueada e sua cauda rastejando no chão.

O movimento arbóreo ao longo do ramo horizontal é mais fluido, uma vez que a cauda se usa como haste para equilíbrio. A irara consegue saltar em distâncias consideráveis, além disso, sobe nos penhascos e rochedos e se pendura nos galhos das árvores.

Quando está alarmado, o exemplar da espécie faz uma pausa breve, procurando proteção nas árvores mais próximas. Embora comumente silencioso, esse animal dá rosnados, uivos ou grunhidos quando está agrupado.

Hábitos Alimentares dos Animais

Segundo o comportamento da irara e seus hábitos alimentares, podemos dizer que esse animal é onívoro. Ele demonstra preferência pelos pequenos mamíferos, por exemplo, o rato espinhoso, mas pode comer o que está disponível.

Mamíferos são os alimentos mais abundantes das dietas das iraras, mas também não se pode descartar as significativas quantidades de invertebrados, frutas e répteis, em tal ordem. Também foi demonstrado que a irara ocasionalmente come favos quando os encontra.

Irara Comendo Manga
Irara Comendo Manga

Importância Positiva Econômica para os Seres Humanos

Verificou-se que a Eira barbara pode ser domesticada, e é frequentemente tida pelos humanos como de estimação. Este animal já foi usado pelos muitos povos indígenas no intuito de controlar os roedores.

Importância Negativa Econômica para os Humanos

Devido às proximidades do habitat, bem como o comportamento da irara junto aos seres humanos, especificamente agricultores, é sabido que tal espécie causa certos danos às diversas plantações.

Os exemplares ocasionalmente comem aves e invadem campos de açúcar e milho, mas esse mal é normalmente de forma mínima.

Estado de Conservação

A irara não se encontra em perigo em grande parte de onde é encontrada. Em algumas partes da América do Sul, é o animal carnívoro mais comum devido à sua capacidade de viver perto de humanos em habitats conturbados.

No entanto, no México, a disseminação humana da agricultura, a perda de habitat tropical e a caça reduziram bastante suas populações.

Gostou de conhecer mais sobre o comportamento da irara? Ela é um animal bastante interessante, não é? Com a aparência bem próxima de uma doninha grande, mas com aspectos diferenciados, essa espécie merece ser conhecida por um maior número de pessoas.

Veja também

Alimentação da Mariposa: O Que Elas Comem?

As mariposas são insetos voadores muito semelhantes às borboletas. Como todos os insetos, o corpo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *