Home / Animais / Comportamento da Harpia, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Comportamento da Harpia, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Animais grandes costumam gerar muito interesse nas pessoas, sobretudo quando são caçadores implacáveis e imagens puras da força. Assim, muitas vezes esses animais são tidos como inspiração para muitos grupos sociais ou pessoas, já que a sua força pode servir de inspiração.

Esse é o caso da harpia, o popular gavião-real. Podendo chegar aos 12 quilos, a ave é uma das melhores caçadoras do mundo. Em geral, calcula-se que a harpia consegue carregar cerca de ¾ do seu peso total, algo muito significante e que mostra bem como esse animal é capaz de superar obstáculos. Uma das maiores aves de rapina de todo o planeta Terra, a harpia pode chegar aos 2,5 metros de envergadura.

Assim, até mesmo por conta de toda essa força, a harpia se encontra em excelente estado de conservação no Brasil, além de também ter mais muitos exemplares em outras partes do mundo. Portanto, é possível ver como a harpia pode apresentar detalhes claros em seu modo de vida, como o grande caçador do mundo animal e a ave que se faz presente em boa parte do planeta. Veja abaixo mais detalhes sobre a harpia e entenda um pouco mais sobre esse animal.

Características da Harpia

A harpia é um animal de características físicas muito bem definidas, pesando até cerca de 12 quilos e, ademais, com uma envergadura que pode chegar aos 2,5 metros.

A harpia possui os olhos pequenos como uma grande característica física sua, o que não mostra bem como esse animal pode ser um grande localizador de presas. Isso porque a harpia usa todos os sentidos do corpo para localizar as suas presas, além de preparar muito bem os seus ataques para evitar a fuga dessas presas. Todas as harpias possuem uma grande crista, que levanta as suas penas ao som de qualquer ruído um pouco mais forte.

Esse é um bom exemplo, na verdade, para demonstrar como a harpia pode ser atenta a sons ao longe, podendo escutar barulhos e ruídos a quilômetros de distância. Com cerca de 50 a 90 centímetros de altura, o animal se mostra alto, forte, inteligente e bastante preparado para atacar cada uma das suas presas.

Nesse cenário, assim, é possível imaginar que a harpia possui inúmeros exemplares e não corre nenhum risco de extinção. Na realidade, é exatamente isso que acontece com o animal, apesar das ameaças, como será possível entender a seguir.

Ameaças e Estado de Conservação da Harpia

A harpia possui modo de vida simples, que não cria tantos perigos para a sua existência. Isso faz com que o animal não seja muito ameaçado e, assim, se encontre em bom estado de conservação. Os grandes perigos para a harpia são a destruição do seu habitat e a caça predatória nas regiões em que vive, dois dos problemas mais comuns de todos os animais em qualquer lugar do globo.

Harpia Voando
Harpia Voando

Dessa forma, a destruição do habitat faz com que a harpia seja obrigada a buscar por outros locais para viver, além de perder alimentos com a falta de habitat para as suas presas. Quanto ao lado da caça ilegal, é bastante comum que os caçadores busquem atacar a harpia, até mesmo pela maneira como esse animal se impõe frente ao mundo animal. Infelizmente, para muitos caçadores ainda é um prêmio matar um exemplar de harpia.

Contudo, ainda assim é necessário que a harpia se mantenha no centro das análises e estudos que tratam de extinção. Isso porque a harpia se mostra cada vez menos presente em todo o mundo, ainda que a queda de exemplares se dê de maneira lenta e gradual. Assim, é preciso ter atenção a como a harpia pode estar cada vez mais perto da extinção, mesmo que devagar.

Reprodução e Modo de Vida dos Filhotes da Harpia

A harpia é uma ave monogâmica, ou seja, que prefere ter apenas um parceiro sexual ao longo da vida. Por mais que a ação não seja comum no mundo animal, a monogamia é muito comum em aves de todo o mundo. A harpia costuma fazer seus ninhos em partes muito altas das árvores, até mesmo para evitar que haja ataques por parte de outros animais ou por parte das pessoas. Assim, os filhotes da harpia costumam ter boa taxa de natalidade, com o casal dando cria a cada 2 ou 3 anos.

As fêmeas costumam depositar de um a dois ovos em seu ninho, mas, caso sejam dois, o menor filhote será morto. Essa prática é muito comum com as harpias, o que permite que a espécie se mantenha forte e grande, embora isso custe a vida de alguns filhotes ao longo do caminho.

O filhote da harpia costuma ter as suas asas testadas com 6 meses de idade, quando já se mostra pronto para iniciar a sua vida um pouco mais independente. Porém, mesmo quando voa, a harpia se mantém com os pais por mais 6 ou 12 meses, justamente para ganhar ainda mais experiência de vida antes de sair para o mundo e começar a sua própria família.

Alimentação e Hábitos da Harpia

A alimentação da harpia se dá de forma muito variada, podendo envolver macacos grandes ou pequenos, outras aves, ratos e até exemplares do bicho preguiça. Tudo depende muito de como a harpia analisa as suas possibilidades de sucesso no ataque.

Uma harpia poderia, caso quisesse, transportar um bebê de forma muito fácil, por exemplo. Isso porque o animal é capaz de levantar e voar com até ¾ do seu peso. Se a harpia pode pesar até cerca de 12 quilos, então pode carregar até 9 quilos. Para tal, possui garras fortes e que suportam muito bem a pressão. As harpias costumam ver a ouvir por muito tempo antes de um ataque, o que poupa energia no momento do ataque.

O mais natural é que a harpia ataque as suas presas ainda quando o sol está forte, mas o animal pode sair para caçar à noite, a depender do quanto necessita de alimento. Suas investidas nos ataques costuma ser rápidas e eficientes, com as fêmeas também participando dos ataques. Animais muito grandes, como macacos, costumam ser comidos parcialmente no local do ataque antes de serem levados para o ninho.

Veja também

Qual a Ração Mais Indicada Para Pastor Alemão?

O pastor alemão é um cão bastante utilizado como cão de guarda e cão policial. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *