Home / Animais / Como Se Abre Uma Concha? Quais as Formas de Abrir?

Como Se Abre Uma Concha? Quais as Formas de Abrir?

O processo de abertura de uma concha ou de uma ostra pode ser bastante complicado, até mesmo pela maneira como a concha é produzida pela natureza, com material forte o bastante para suportar as ondas marinhas e todo impacto que possa surgir. Dessa forma, as conchas são, em geral, preparadas para aguentar os impactos de maneira resistente, sem quebrar ou apresentar rachaduras. Isso porque, dentro da concha, há um molusco que precisa ser protegido. Vale lembrar que o molusco que habita a concha é frágil e, dessa forma, não seria capaz de suportar todos os perigos do mar sem a proteção adequada.

Assim, muitas pessoas se perguntam como faz para abrir uma concha, seja para o consumo do molusco ou, então, por pura curiosidade. A grande verdade é que existem formas diferentes de fazer essa abertura, a depender dos materiais presentes por perto e do que se deseja ao abrir a concha.

Em todo caso, algumas dessas maneiras são simples, com técnicas feitas para facilitar o processo. Veja abaixo, portanto, as maneiras de abrir uma concha, por mais que, à primeira vista, pareça muito complicado e quase impossível fazer esse processo de abertura.

Método Mais Simples

Os métodos para a abertura de conchas podem ser muito complicados ou complexos, o que leva as pessoas a pensar o porquê de existirem maneiras tão difíceis de abrir a concha e chegar ao molusco. Na realidade, a verdade é que há métodos mais ou menos complicados, bastando que as pessoas conheçam as formas de abertura mais a fundo. Logo, pela forma simples, tudo o que precisa é de água. Assim, encha a panela com água, colocando-a para ferver em fogo alto.

É necessário que o fogo esteja alto para acelerar o processo de abertura, pois, em caso contrário, pode ser que você leve mais tempo do que o necessário para abrir a concha. Depois de ferver a água, coloque a concha na panela de forma suave, evitando jogar água para fora da panela, até mesmo pelo risco de se queimar.

Abrindo um Concha
Abrindo um Concha

Em seguida, acompanhe o processo e veja a concha do mar se abrindo suavemente. Depois que a concha já estiver aberta, desligue o fogo e deixe que a água esfrie um pouco. Por fim, basta pegar a concha já aberta e consumir o molusco, caso seja esse o seu objetivo. O método não é nada demorado e pode ser simples, ainda que algumas pessoas vejam problemas nessa forma de abrir as conchas.

Outra Forma de Abrir as Conchas

Abrir as conchas pode ser algo complicado, sobretudo quando alguns métodos são usados para esse objetivo. Dessa maneira, tudo depende muito dos métodos em questão, já que a forma de tentar abrir uma concha pode alterar por completo o resultado final. Vale lembrar que, quando pegar uma concha ou ostra no mar, é preciso que ela esteja fresca, pois ostras velhas e mortas não são adequadas para o consumo.

Assim, é importante também ter luvas grossas para dar sequência ao processo de abertura. Uma foca de qualidade também é importante, até mesmo para facilitar o seu trabalho, já que um material inadequado apenas fará com que você leve mais tempo para a abertura. Já com a luva e com a faca adequada, segure a ostra e coloque a faca na dobradiça.

Faça um movimento para baixo, como se estivesse torcendo a ostra com a sua faca. É provável que, nesse momento, a concha se abra e você tenha acesso ao interior da ostra. Se você realizou tudo corretamente, nesse momento terá uma bela ostra à sua disposição.

Características das Conchas

As conchas são a proteção dos moluscos no mar, para evitar que esse animal fique exposto aos perigos que o oceano oferece. Dessa maneira, as conchas possuem grande resistência ao impacto, suportando grandes pancadas e choques sem quebrar.

Vale lembrar, contudo, que a concha é, na realidade, um órgão do molusco. Isso porque há até mesmo músculos de ligação entre o molusco e a sua concha, facilitando a relação entre ambos e tornando tudo mais conectado em seu interior. As conchas podem ser classificadas em três tipos, a depender da sua morfologia. Esses tipos são as bivalves, as gastrópodes e as cefalópodes. As conchas são sempre formadas por materiais fortes, que se juntaram para tornar o seu nível de resistência muito maior.

Características das Conchas
Características das Conchas

Esse material, que é uma junção de algumas substâncias, recebe o nome de nácar, por mais que o calcário seja bastante comum na concha e, na realidade, ocupe a maior parte da concha. É a partir do nácar que se formam as pérolas, por exemplo, já que isso acontece quando um invasor entra no interior da concha e, sem poder fazer nada para retirar esse invasor, a concha e o molusco ali presentes são obrigados a envolver esse invasor com o nácar. Todo esse processo, depois de muitos anoa, gera as pérolas.

Os Moluscos

Os moluscos são, na verdade, um filo, com muitos animais compondo esse grupo biológico. Contudo, nesse caso os moluscos em questão são aqueles que vivem no interior de conchas, protegidos pela forma como as conchas são produzidas e suportam os choques presentes em toda a sua vida. O corpo desses animais é bastante mole e frágil, além de não segmentado.

Em geral, a divisão do molusco se baseia em cabeça, pé e manto, além da concha para proteger o animal. Esses animais, apesar da sua fragilidade para viver no mar sem a proteção das conchas, são muito apreciados por muitas pessoas de todo o mundo. Dessa forma, os moluscos podem servir de alimento para muitas pessoas em grande parte do planeta Terra, até mesmo sendo vendidos por valores altíssimos.

Esses animais, ainda que não pareçam muito, possuem alguns sistemas completos, como se dá com o sistema digestivo. No caso do sistema digestivo, isso quer dizer que o molusco apresenta a boca e o ânus em locais diferentes, mas outros sistemas do animal também são complexos para o seu tamanho e forma como vive. Polvos e lulas, por exemplo, são exemplos de moluscos.

Veja também

Habitat do Pato: Onde Eles Vivem?

O pato é um animal curioso e cheio de particularidades. Ele está presente na família …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *