Home / Animais / Como Saber se o Filhote do Pastor Alemão é Puro?

Como Saber se o Filhote do Pastor Alemão é Puro?

Não é uma tarefa simples saber se um determinado cachorro é realmente um pastor alemão puro. No entanto, esses animais têm características muito peculiares e, com o auxílio de um veterinário, identificar essa raça se torna bem mais simples.

Ademais, existem grupos especializados que fornecem informações sobre várias raças de cachorros, inclusive o pastor alemão. Um grupo muito conhecido por cuidar desse tipo de animal é o American Kennel Club.

O pastor alemão é um cachorro de grande porte famoso por ser inteligente, protetor, trabalhador e muito leal. Esse cachorro é capaz de executar várias tarefas, que vão desde cão-guia até cão de polícia e cuidador de ovelhas. Os pastores alemães fazem parte do grupo conhecido como “cães de trabalho”.

Esses animais são ágeis, possuem sentidos muito aguçados e estão entre os cachorros mais inteligentes que existem. Como o próprio nome já diz, esse cachorro foi criado na Alemanha e uma de suas primeiras tarefas foi cuidar de rebanhos de ovelhas.

Identificação

Existem alguns meios para identificar se um pastor alemão é puro ou não. Veja um passo a passo sobre isso nos próximos parágrafos:

  • 1° Passo: tire as medidas do cachorro, pois, dessa forma, você saberá se o animal possui o tamanho padrão dessa raça. Normalmente, o pastor alemão mede entre 56 e 66 cm de altura. Comece a medir o animal a partir da parte de cima do ombro e desça a fita métrica até o chão. Assim, a medição será mais precisa;
  •  2° Passo: leve o seu cão em um veterinário e o coloque na balança. Filhotes recém-nascidos de pastor alemão pesam entre 400 e 500 gramas. Depois de 10 ou 12 dias, esse peso dobra. Com relação aos adultos, o peso varia entre 30 kg e 50 kg para machos e 22 kg e 32 kg para fêmeas;
  •  3° Passo: verifique traços e outras características físicas do seu cachorro. Normalmente, um pastor alemão tem uma estrutura física magra, porém forte e musculosa. Além disso, seus pelos são médios e o tom varia entre preto, preto avermelhado ou castanho-escuro. Na maioria das vezes, os pastores alemães são muito imponentes, não apenas pelo seu físico, mas também pelo seu forte latido.

A testa desse animal possui um leve arredondamento. Além disso, eles têm focinho longo, olhos amendoados e orelhas pontiagudas. Quando comparadas com o resto do corpo, as pernas traseiras desse animal são levemente curtas. A cauda desse cachorro é abundante em pelos.

História do Pastor Alemão

No século XIX, algumas cidades alemãs como Suábia, Turíngia e Württemberg utilizavam três tipos de cães para pastoreio, todos parecidos com o atual pastor alemão.

De acordo com alguns relatos, o pastor alemão seria o resultado do cruzamento entre lobos e alguns cães que foram trazidos para as três cidades citadas. Ainda existe a possibilidade desse cachorro ser parente do pastor-da-boêmia, mas não existe nenhum fato que comprove isso.

No fim do século XIX, houve um pequeno movimento que visava padronizar os cães alemães. Por causa disso, surgiu a Phylax Society em 1891, que reuniu vários cães pastores buscando esse padrão. Contudo, essa associação não obteve sucesso e deixou de existir depois de três anos de existência.

História do Pastor Alemão
História do Pastor Alemão

Ao que tudo indica, houve discordância entre seus fundadores, pois alguns acreditavam que os cães tinham que ser escolhidos por sua capacidade de trabalho. Por outro lado, havia aqueles que afirmavam que os cães deveriam ser escolhidos por sua morfologia.

Patriarca da Espécie

O veterano capitão da cavalaria alemã, Max von Stephanitz, que fazia parte da Phylax Society e estudava na Escola de Veterinária de Berlim, pegou para si um cão pastor da Turíngia, cujo nome era Hektor Linksrhein.

Como Stephanitz gostou muito do cachorro, mudou o nome dele para Horand von Grafrath. Em 1899, o veterano criou o Clube do Pastor Alemão (Verein fur Deutsche Scharferhunde SV), local que existe até os dias de hoje.

Oficialmente, Horand von Grafrath foi o primeiro pastor alemão da história. Esse cachorro foi o modelo e o principal reprodutor da raça que nós conhecemos hoje. No começo do século XX, os primeiros pastores alemães passaram a ser utilizados como ajudantes da polícia. A partir daí, inventaram um teste cujo nome é Schutzhund, que avalia a qualidade dos cães para esse tipo de serviço.

Max von Stephanitz
Max von Stephanitz

Sempre úteis, os pastores alemães já foram mensageiros, carregadores, batedores, entre outras coisas. Além disso, eles serviram à Alemanha durante a 1ª Guerra Mundial. Esses cães foram tão eficientes em suas tarefas que chamaram a atenção de outros países durante o combate. Com isso, alguns pastores alemães foram levados para outros países pelos combatentes inimigos.

O pastor alemão se tornou muito popular no Reino Unido e nos Estados Unidos. Inclusive, essa raça apareceu em algumas produções de cinema como Rin-Tin-Tin, o que lhe tornou ainda mais famoso do que era. Esse cachorro chegou ao Brasil durante a década de 1920, por meio dos imigrantes alemães.

Cão Trabalhador

Atualmente, esse cachorro ainda é lembrado como um dos cães mais eficientes para realizar serviços de proteção. Além disso, ele também é um grande auxiliar das forças policiais e militares, trabalhando com esses órgãos a mais de cem anos.

Tanto a polícia quanto o exército gostam do pastor alemão porque ele é versátil e inteligente. O grande “concorrente” dessa raça para os serviços de guarda e proteção é o pastor belga. A linhagem de pastor alemão mais utilizada pelas forças militares é a linhagem treinada para o trabalho. Além de sua tarefa militar, esse cachorro também é uma excelente opção para o pastoreio de ovelhas, pois é ágil e obediente.

Problemas de Saúde

O principal problema de saúde que pode afetar o pastor alemão é a displasia coxofemoral. Esse problema é tão comum que associações famosas como a Sociedade Brasileira de Cães Pastores Alemães (SBCPA) se dispuseram a combatê-lo.

Para ajudar no controle da doença, a SBCPA criou algumas regras que falam sobre acasalamentos e processos de prevenção. Por exemplo, apenas cães com mais de dois anos de idade e com laudos que comprovem a ausência da displasia coxofemoral e de cotovelo, têm permissão para se acasalarem. A SBCPA possui um perito responsável por avaliar a saúde desses animais. Outras doenças muito comuns na vida do pastor alemão são a torção gástrica e a mielopatia degenerativa.

Veja também

Alimentação dos Patos: O que Eles Comem?

Os patos são aves aquáticas que podem ser encontradas tanto em água doce, quanto em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *