Home / Animais / Como É Ter um Maltês? Vale a Pena Ter Um?

Como É Ter um Maltês? Vale a Pena Ter Um?

Não está claro de onde o cão maltês se originou. Alguns acreditam que vieram de Malta, outros da Itália e outros acreditam na Ásia. No século 15 e 16, no entanto, eles eram muito populares entre os nobres, embora a raça tenha sido quase exterminada no século 17, quando alguém tentou criar o cão para torná-lo do tamanho de um esquilo.

O cão maltês é originário do Mediterrâneo, provavelmente da ilha de Malta. Os antigos gregos e romanos gostavam muito da raça, como são frequentemente retratados em suas artes e histórias. Eles não eram populares na América até a década de 1950.

Descrição da Raça Maltês

Embora existam alguns micro maltês, não é uma raça reconhecida, uma vez que os maltês não devem ter menos de 2 kg. e muitas vezes estes animais cães mini são afetados por problemas de saúde.  Malteses são cães pequenos, a maioria pesando entre dois e três quilos e medindo em torno de 20 cm. de altura.  Cães malteses vivem cerca de 12-15 anos.  A cor padrão da raça dos cães malteses é branca, as vezes com tons de limão.

Comportamento do Cão Maltês

Os malteses sentem-se melhor quando estão com seus companheiros humanos e tendem a ter ansiedade de separação, se deixados sozinhos por muito tempo, o que pode se manifestar em latidos. No entanto, como acontece com qualquer cão, eles podem ser desencorajados de latir como frequência a partir de treinamentos adequados.

Cães malteses são extrovertidos, amigáveis e energéticos, mas também são mais frágeis do que a sua confiança sugere. Eles podem se dar bem com crianças, desde que sejam socializados adequadamente, mas as crianças devem ser ensinadas a serem muito gentis com eles, porque são suscetíveis a lesões na cabeça e no pescoço.  Tal como acontece com qualquer raça, recomenda-se que o seu filho seja sempre supervisionado quando interagir com o seu cão maltês.

Vale a Pena Ter um Cão Maltês

O cão maltês deriva o verdadeiro prazer da companhia humana, e ele também adora se exercitar, então uma família dedicada a se mexer com seu filhote é o ideal. O único propósito da criação deste cão foi sempre e para sempre ser um companheiro humano, então este é um animal de estimação ideal para a familiares.

Malteses são cães tímidos, relaxados e sem confronto, o que os torna um companheiro de cama fácil para um gato (amigável). Naturalmente, cada cão (e gato) tem suas próprias preferências e temperamento, mas você pode se sentir bastante confiante de que seu maltês, se for adequadamente socializado para o seu gato ou introduzido em uma idade jovem, deve compartilhar amigavelmente as áreas comuns de sua casa.

Os maltês estão entre os mais fáceis de treinar de todas as raças de brinquedos. Eles são especialmente fáceis de treinar quando são jovens. Eles são incrivelmente inteligentes e encantadores.

Dona de Cão Maltês
Dona de Cão Maltês

Cuidados com o Cão Maltês

Cães malteses têm cabelo em vez de pele e quase não soltam pelo.  Apesar do seu tamanho, o maltês requer um corte atento, pois o cabelo cresce rápido sendo muito longo. Você precisará prender o cabelo do seu maltês a cada 6-8 semanas se decidir pelo corte mais curto, ou dedicar horas de escovação a cada semana.  Se preferir o cabelo mais comprido, a escovação mais frequente será fundamental para que os pelos não se tornem um emaranhado.

Maltês é uma raça razoavelmente robusta e saudável, embora, como a maioria das raças, há alguns problemas que ela encontra mais do que outras e os proprietários devem estar atentos aos sinais clínicos:

Cão Maltês Pronto Para o Banho
Cão Maltês Pronto Para o Banho

Luxação Patelar:

Também conhecida como rótulas escorregadias, este é um problema comum em muitas raças de cães. A luxação da patela é quando pequenas anormalidades fazem com que a articulação do joelho deslize para dentro e para fora do lugar. Isso pode causar dor e claudicação ocasional. O tratamento cirúrgico está disponível para casos graves, embora muitos cães levem vidas normais sem tratamento.

White Dog Shaker Syndrome

O maltês é mais propenso que outros cães à White Dog Shaker Syndrome, um distúrbio auto-imune que causa tremores em todo o corpo. Episódios geralmente começam em uma idade jovem (menos de três meses) e são provocados por estresse ou excitação. Esta condição não é dolorosa e não afetará a personalidade do seu cão.

Derivação do Fígado Portossistêmico:

A derivação portossistêmica (SSP) é uma questão hereditária que obstrui o fluxo sanguíneo adequado para o fígado. Como o fígado é responsável pela desintoxicação do corpo, o PSS envia as toxinas do sangue não filtrado para o coração, cérebro e outras partes do corpo. Os sinais podem incluir, perda de apetite, hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue), icterícia, problemas do trato urinário, problemas de visão e crescimento atrofiado. O PSS pode ser fatal se não for tratado precocemente. Antibióticos e mudanças na dieta podem ajudar a curto prazo, mas a cirurgia é o único tratamento permanente para o problema.

Distrofia Progressiva da Retina:

(PRA) é um grupo de doenças genéticas que afetam a retina. Elas são doenças degenerativas progressivas e eventualmente causarão cegueira em ambos os olhos. Não há tratamento efetivo para interromper a doença.

Outras doenças incluem: Hipoglicemia, distúrbios da tireoide, traqueia colapsada, asma, outros problemas oculares, como catarata e úlceras de córnea, problemas dentários (é importante escovar os dentes do seu maltês regularmente).

Para identificar algumas dessas questões, um veterinário pode recomendar testes de quadril, de olhos e de imagem para o cão. Quando dada a dieta adequada e atenção especial aos olhos e dentes desta pequena raça, muitos desses problemas podem ser mantidos à distância.

Cão Maltês – “O Consolador”

Como uma das mais antigas raças de brinquedos, os Maltês Dogs têm uma grande história na Grécia, onde os gregos realmente erigiram túmulos para os seus maltês e colocaram imagens deles em artefatos. Pensou-se naquela época, e ainda mais tarde por europeus, que os malteses curavam pessoas e quando alguém adoecia colocavam o cachorro no travesseiro ao lado da pessoa doente. É por isso que eles vieram a ser conhecidos o “consolador”.

Veja também

Hipopótamo É Carnívoro ou Herbívoro?

Conhecer os animais que compartilham o planeta com a gente é algo extremamente importante, principalmente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *