Home / Animais / Como Cuidar de um Basset Hound Filhote: Cuidados e Doenças

Como Cuidar de um Basset Hound Filhote: Cuidados e Doenças

Você já ouviu falar do cão Basset Hound? Pois bem, esta raça possui cãezinhos bastante companheiros, tranquilos e até mesmo preguiçosos. São originários da França da Idade Média, onde teriam sido desenvolvidos por monges para a realização de caçadas a pé.

O termo “Basset” deriva da palavra francesa “Bas”, que significa “baixo”, ou ainda “anão”-fazendo referência à altura reduzida destes cães. Mesmo sendo preguiçoso, tranquilo e possuindo olhar cabisbaixo; a raça pode apresentar momentos de impulsividade, personalidade forte e resistência a certos comandos.

Assim como as demais raças, a criação de Basset Hound pode ser facilitada através de algumas dicas específicas.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre a raça e dicas sobre como cuidar destes cães, em especial dos filhotes.

Então venha conosco e boa leitura.

Basset Hound: Características

A altura destes cães está na faixa dos 33 aos 38 centímetros, sendo que o peso oscila entre 30 a 45 quilos. Mesmo com o tamanho reduzido, é considerado um cão de médio porte, uma vez que existem raças ainda menores.

Os pelos são curtos e lisos. Em relação à coloração destes, é importante considerar que os ‘padrões’ considerados aceitáveis para a raça são o tricolor e o bicolor. Na classificação tricolor, estão inclusas as cores preta, marrom e branca. A classificação bicolor admite a combinação de branco e marrom, ou a combinação preto e branco (considerada mais rara).

Orelhas longas são uma das marcas registradas na aparência destes cães, e esta característica possui uma função específica. Como as orelhas tocam o chão com facilidade, estas são capazes de trazer odores do chão para o nariz, tal mecanismo é complementado pela baixa estatura da raça.

Basset Hound Características

A percepção do cheiro também é intensificada por outra característica: o excesso de pele sobre os olhos. Quando o cão se abaixa para farejar, a pele cobre seus olhos e o deixa momentaneamente sem visão, de modo que possa concentrar-se inteiramente no olfato.

A cauda é longa, possui curvatura em formato de “S”, assim como ponta fina e branca. Esta ponta de cor branca torna possível que o cão seja avistado em meio à vegetação.

Basset Hound: Comportamento e Temperamento

Cães dessa raça são calmos e sonolentos quando adultos, porém os filhotes são agitados e brincalhões.

A natureza amigável torna a raça bastante indicada para famílias com crianças, todavia, é importante fiscalizar a atividade com crianças pequenas, de modo que o grande peso destes cães não cause nenhum acidente.

Estes cães se dão bem com desconhecidos e até mesmo com outros animais de estimação, inclusive, para cães cujos donos não ficam muito tempo em casa, recomenda-se outros animais para lhe fazer companhia.

Na verdade, o cão Basset Hound possui verdadeira aversão à idéia de ficar sozinho, e, nestas horas, sempre latem e uivam muito.

Também põem utilizar o latido para sinalizar quando querem alguma coisa ou sugerir que algo não lhe agradou. Igualmente, é possível ouvir um ruído peculiar, no caso, quase que um murmúrio que estes cães emitem. O ruído é bastante engraçado, pois pode transmitir a sensação de que o cão está falando em voz baixa.

A raça gosta muito de ficar no colo ou deitada, contudo, a prática de atividades físicas deve ser estimulada de modo a prevenir o sobrepeso. As atividades que exercitam o faro são as favoritas destes cãezinhos.

Ao passear pela rua, devem ser presos por uma guia, uma vez que possuem a tendência natural de perseguir pequenos pássaros, objetos e até mesmo odores.

Mesmo sendo calmos, a raça é bastante inteligente e aprende desde cedo a manipular a sua linguagem corporal para conseguir o que quer- o abanar de cauda é um exemplo disso.

Basset Hound: Adestramento

Pode ser bastante teimoso, e, por isso, precisa de um dono firme e consistente, com certa autoridade, mas, no entanto, sem ser agressivo, duro ou mal-humorado.

O adestramento correto pode evitar características de mal-comportamento, tais como latidos excessivos, comportamento agressivo ou morder as coisas compulsivamente. Tal ‘distúrbio’ comportamental é comum em cães de pequeno porte e recebe o nome de Síndrome de cachorros pequenos.

Como Cuidar de um Basset Hound Filhote: Cuidados e Doenças

Os filhotes da raça são bastante curiosos e brincalhões, possuindo facilidade em se aproximar das pessoas- na verdade, eles até gostam de ser carregados por elas.

Assim como todo cão, ele precisa de socialização desde filhote. Logo, é importante ‘apresentá-lo’ a várias pessoas, locais, experiências e cenários.

Como o filhote, diferentemente do cão adulto, é bastante agitado e brincalhão, recomenda-se que tenha por perto algo que possa roer.

Desde filhote, o cão deve ser acostumado a ser examinado e escovado. Suas patas, particularmente, podem ser sensíveis, logo recomenda-se que estas sejam delicadamente movimentadas com frequência. Também é importante examinar o interior de sua boca e orelhas; assim como checar se na pele, orelha, focinho e patas, há algum sinal de inflamação, inchaço, infecções ou arranhão. É preciso fazer dessa checagem uma experiência positiva para o cãozinho.

Como possuem pelagem curta, naturalmente vão repelir a sujeira e a água, não demandando uma grande periodicidade nos banhos. No entanto, é importante limpar áreas como as orelhas e dobras faciais, eliminando o excesso de sujidade e baba que se acumulam nestes locais.

Os pêlos devem ser escovados semanalmente com uma flanela, escova com cerdas especiais, ou ainda com uma luva específica para a raça.

Como as orelhas são longas e arrastam pelo chão, elas podem se sujar com facilidade. Neste caso, o problema é principalmente o couvido interno, o qual, devido à pouca circulação de ar, pode desenvolver infecções com muita facilidade. O correto é limpar o interior dos ouvidos pelo menos uma vez por semana, com uma solução recomendada pelo veterinário. O lado de fora também deve ser limpo com um pano úmido, secando o local em seguida para evitar a proliferação de fungos.

A frequência ideal para escovação dos dentes é de 2 a 3 vezes na semana, no entanto é ainda mais favorável se ocorrer diariamente.

Se as unhas não se desgastarem naturalmente, a frequência de corte recomendado é de 1 a 2 vezes por mês.

Basset Hound adultos são propensos a desenvolverem glaucoma, assim como trombofilia e infecções na pele (principalmente nas patas e dobras da pele). Logo, é preciso estar atento a sinais que indiquem necessidade de procura de um veterinário.

Basset Hound Filhote

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a raça Basset Hound, nosso convite é para que continue conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Lake Park. Padrão Oficial. Disponível em: < http://www.lakepark.com.br/index.php/pt-br/o-basset-hound-br/padrao-oficial>;

Petz. Guia de raças Basset Hound. Disponível em: <https://www.petz.com.br/cachorro/racas/basset-hound/>;

Vida Animal. Basset Hound. Disponível em: <https://vidanimal.com.br/basset-hound/>;

Wikipédia. Basset Hound.  Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Basset_Hound>.

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *