Home / Animais / Como Adestrar Um Cão Territorialista? Como Resolver?

Como Adestrar Um Cão Territorialista? Como Resolver?

Como a maioria das criaturas, incluindo os humanos, os cães são territoriais por natureza. Isso se baseia no fato de que a posse desses recursos considerados valiosos (incluindo território) é um bom presságio para a sobrevivência. Alguns cães são geneticamente predispostos a ter uma maior propensão para tendências agressivas. Vamos ver então como isso ocorre e como resolver.

Por que o Cão Tende a ser Territorialista?

Isso se deve em grande parte à criação seletiva de cães que são mais adequados para nos proteger, e essa questão da proteção é parte da razão pela qual os cães têm sido tão reverenciados como companheiros e assistentes de pessoas ao longo de muitos anos. Latir para nos alertar sobre invasores é muitas vezes uma expressão do instinto territorial dos cães, por exemplo.

No entanto, em alguns casos, uma tendência para proteger pessoas, lugares ou coisas se torna prejudicial para o relacionamento canino-humano. Alguns cães podem se tornar agressivos em relação a sua própria família, em um esforço para guardar as coisas que consideram suas posses. Isso pode incluir comida, brinquedos, pessoas e território.

Cães que exibem esse tipo de comportamento podem viver menos, e na pior das hipóteses podem causar sérios danos a pessoas e outros animais. Viver com um cão com problemas de agressão pode ser estressante e um tanto perigoso.

Não treinar o cão para a socialização desde cedo, não educar com limites e gentileza, lidar com a maturidade sexual do cão e também problemas médicos são outras razões que podem deixá-lo agressivamente territorialista. Muitos desses já são tendências genéticas, e portanto não há exatamente uma cura. Mas é possível controlar e minimizar significativamente tais tendências agressivas.

Surpreendentemente, para algumas pessoas, os cães que apresentam um temperamento mais reservado ou medroso como um filhote podem atingir a adolescência ou a idade adulta e desenvolver problemas de agressão. À medida que o cão amadurece, os indicadores sutis de um problema em potencial são frequentemente negligenciados até que sejam amplificados pela experiência (ou falta dela em relação aos exercícios anti-agressivos que todos os filhotes devem participar o mais rápido possível).

Entender os Sinais

Quais são os sinais de estresse do seu cão? Que sinais seu cão usa para dizer a estranhos que gostaria de ter mais espaço? Você observou seu cachorro com as orelhas empinadas, rosnando, pelos das costas arrepiado, olhos fixos, se dirigindo para cima com uma postura congelada para a frente ou latindo para uma pessoa?

Se o seu cão está dando estes sinais de que vai atacar ou de que está atacando as pessoas, então você ou um dono anterior não soube adestrar bem o cão e permitiu que as pessoas o deixassem com medo, agora ele acha que tem que se proteger ou defender-se sempre. Sinais de distância mais sérios são mais óbvios e podem incluir rosnados, congelamento, ondulação labial, apresentação de dentes, ressalto de ar, latidos rápidos, ficar de pé e imóvel com contato visual direto.

Se um aviso para manter distância não funcionou, o cão pode sentir a necessidade de morder para se manter seguro. Se o seu cão ignorar este aviso, é possível que ele não tenha tido tempo para dar outro aviso ou, possivelmente, o seu cão não seja tolerante e irá reagir muito mais rapidamente à sua natureza. Aprenda a identificar os sinais de estresse do cão, para que você possa saber como resolvê-los.Você nunca deve puni-los de forma muito severa, pois isso pode resultar em um cão que não pode expressar seu medo, portanto ele pode morder sem aviso.

Os principais sinais de que vai morder sem aviso que o cão dá é: desviar o olhar de uma pessoa, desviar o focinho, mover o pescoço para mais longe, fechando a boca e rosnar internamente, mover as orelhas para trás, enrugar a testa, o corpo do cão ficar mais rígido e o branco dos olhos frequentemente aparecer porque ele arregalou os olhos. É ai que é preciso distanciá-lo e quando o cão se acalmar, apoiá-lo entrando em ação para reduzir o estresse.

Lembre-se, nem todos os cães têm a mesma tolerância, seu cão pode esperar três segundos antes de morder quando estiver estressado, enquanto outro cão pode ser mais tolerante, esperando 10 segundos e mostrando os sinais citados. Conhecer os sinais de estresse do seu cão é essencial para o sucesso de adestra-lo. Este é um aviso muito bom ao qual você deve respeitar, pois corrigir um cão por ter medo de pessoas nunca funciona.

Como Adestrar o Cão Territorialista?

Mude o ambiente para que o seu cão não seja colocado em situações que desencadeiem o seu medo ou o induzam a ultrapassar os limites. Qualquer nova experiência negativa pode piorar seu medo. Isso também significa impedi-lo de ter comportamentos indesejáveis para que não se tornem um hábito. O bom manejo deve ser praticado enquanto você treina seu cão. Procurar compreender o seu cão é um passo importante para mudar seu comportamento.

Treinamento ou sensibilização e contra-condicionamento é uma técnica de modificação de comportamento amplamente difundida, cujo objetivo final é mudar a resposta emocional (que leva a uma mudança geral na abordagem do cão ao sujeito) em direção a um determinado gatilho. O contra-condicionamento é uma abordagem clássica de condicionamento, em que combinamos algo que criou uma reação desagradável ou assustadora com algo altamente recompensador para o cão.

Se você usa guloseimas em vários exercícios diferentes em que seu cão não tem medo, então seu cão provavelmente tem uma resposta emocional positiva à presença de guloseimas que criam o oposto de uma resposta de medo. Se, a qualquer momento durante o treinamento, você deixar dar de comer como recompensa, desacelera o progresso, e o cão dá um passo para trás em seu treinamento. Esta é a maneira como seus cães dizem que não estou confortável com a situação atual.

Cão Territorialista

Usando treinamento de reforço positivo para ensinar seu cão algum controle emocional pode ser muito eficaz com cães territoriais. Ensine seu cão a “sentar” e “ficar” em ambientes diferentes para ajudar seu cão a vê-lo como seu líder.

Qualquer cão que tenha um bom líder baseado na confiança mútua progredirá mais rapidamente com essa receita. Portanto, seja um bom líder de matilha para o seu cão e peça muitos comportamentos ao longo do dia e recompense com comida, brinquedos ou carinho. É mais provável que esses cães procurem seu líder para orientação quando um convidado chegar. Prática de controle de emoções em ambientes neutros é extremamente útil para cães territoriais.

Sempre inicie cada sessão de treinamento em um ambiente em que seu cão esteja calmo e abaixo do limite. Ambientes mais próximos de casa, na sua rua, garagem ou mesmo em casa. Simplesmente pegue alguns pedaços de comida em sua mão e diga a palavra “venha”, quando o cão olhar para você, diga “isso, aqui!” e lance-lhe um petisco. Afaste-se e repita “aqui” de novo e o elogie quando ele começar a vir até você, o recompensando com mais dois petiscos.

Prática Frequente e Observação Constante

Tenha em mente que cada cão irá progredir em um ritmo diferente, esse ritmo é definido pelo cão. Os fatores que afetam a resposta do seu cão podem incluir muitas variáveis, como ele cheira, se move, sua altura, o sexo, se fazem contato visual direto, se ficam nervosos, se inclinam-se para frente ou batem os pés, o grau de vínculo, etc.

Isto é como uma receita, se você deixar de fora um ingrediente, seu prato final não será o que você esperava. Todos os ingredientes devem ser incluídos durante um período de tempo. Somente a prática constante é que trará um resultado satisfatório, pelo menos até ter plena certeza que seu cão está devidamente treinado. E ainda assim, nunca pode deixar de observar seus sinais diante de situações novas.

 

Veja também

Cisne: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Subfamília e Gênero

Cygnus é o gênero taxonômico com o qual as maiores aves aquáticas da família anatidae …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *