Home / Animais / Coelhos Enxergam no Escuro?

Coelhos Enxergam no Escuro?

Como sabemos, existem muitas raças de coelhos e mini coelhos ao redor do mundo. Para termos em números, são mais de 50 tipos de coelhos que estão espalhados e podem ser encontrados em qualquer lugar. Alguns deles vivem na natureza selvagem, já outros acabaram virando ótimos bichos de estimação.

Entretanto, todos eles dividem certas características básicas que os deixam peculiares e criaturas extremamente interessantes. Como por exemplo, poderem fazer diversas cambalhotas e manobras, roerem madeira e outros objetos (mesmo não sendo roedores). Uma dúvida é se esses animais tão diferentes, também conseguem enxergar no escuro, já que seu hábito é noturno. Por isso, vamos responder essa pergunta nesse post.

Características Físicas dos Coelhos

Os coelhos são divididos em diversas raças, em números são mais de 50 raças descobertas no mundo todo. Cada um deles se diferencia por certos comportamentos e algumas características físicas únicas, como coloração e tipo de pelagem. Alguns são maiores, outros menores. Umas raças possuem comportamentos mais dóceis e dependentes, enquanto outros são bem mais selvagens.

Entretanto, mesmo com essas diferenças, é possível coloca-los todos em uma mesma categoria de características básicas que são iguais em todos. Uma coisa interessante é que o albinismo é muito frequente nesses coelhos, não importa a espécie.

Visão do Coelho
Visão do Coelho

Seus pelos são fofos e macios em qualquer raça também, mudando apenas seu tamanho e coloração. Algumas espécies ficam com pelos muito grandes, já outros mantém sempre a pelagem bem curta. A cor dos pelos varia muito, cada raça pode variar em diversas cores, deixando sempre em aberto. As cores mais populares, entretanto, são: branco, bege, vermelho e cinza, mas é possível encontrar alguns de coloração azul.

Comportamentos na Natureza

Esses bichos costumam viver em matas que ficam próximas ao nível do mar e possuam solo mais macio e arenoso para ser mais fácil a construção de seus buracos e tocas. Não há apenas uma região em que eles são encontrados, podendo se ver coelhos em diversas paisagens e tempos.

Por serem animais não muito assustadores e que caçam e amedrontam, esses coelhos precisam desde filhotes a aprender como conseguir alimentos e sair sem ser perseguido e achado por inimigos e/ou predadores. Desta forma, evitando sempre contato com bichos que tendem a ataca-los, os coelhos possuem hábitos crepusculares. Isso significa que eles vão a ativa a partir do fim do dia e na noite, quando a maioria dos outros animais estão dormindo.

Na natureza então, esses coelhos costumam ser mais cautelosos e mais agressivos também. Não acostumados com pessoas ao seu redor, podem estranhar e ficarem estressados, atacando e mordendo quem estiver perto. Apesar de não ficarem comprando briga com qualquer animal, principalmente com maiores que eles, os coelhos podem sim se estressarem e atacarem.

Sua alimentação quando são livres pelas matas é baseada em vegetais, folhas e frutas basicamente. Sua lista de comidas é bem grande, o que facilita achar comida em qualquer lugar. Você pode ler um pouco mais sobre essa lista e o que os coelhos (tanto selvagens quanto domesticados) devem e podem comer aqui: O que os coelhos comem?

Esse fato da sua alimentação junto com a questão de que são muito bons procriadores, podendo ter mais de 10 filhotes em uma gestação, são os principais motivos que eles nunca ficam em risco de extinção e é achado tantas subespécies e raças de coelhos sempre. Afinal, até agora são 50 reconhecidas, mas daqui alguns anos o valor pode aumentar ainda mais.

Comportamentos em Cativeiros

Quando criados em cativeiros, ou seja, domesticados, alguns hábitos que eles costumam ter na natureza selvagem, são deixados de lado e eles tendem a aprender novos hábitos e truques. São animais bem flexíveis, que mesmo se passaram parte de sua vida em cativeiros, ao voltarem para a natureza, conseguem rapidamente se adaptar ao modo “original” do coelho.

Ao nascerem e levados para casas ou lugares do tipo, eles já têm o hábito de passar o dia dormindo e depois ficar acordado por toda a madrugada. Entretanto, como dissemos, eles são animais bem flexíveis, logo conseguem se adaptar ao nosso estilo de vida. Porém, é um processo lento e que requer muita atenção.

Apesar de demorarem um pouco, esses coelhos, mesmo que os selvagens, tendem a se apegar aos donos (alguns menos que outros), e se tornarem bem dóceis e brincalhões. As raças de mini coelhos são o maior exemplo de coelhos que dão certo para domesticar.

Coelhos Enxergam no Escuro?

Já que na natureza selvagem, seu lugar de origem antes de ser domesticado, os coelhos possuem hábitos somente noturnos, a resposta para essa pergunta é: sim, eles conseguem. Os coelhos conseguem enxergar no escuro, na realidade, sua visão melhora e muito quando está de noite/escuro.

Por serem animais crepusculares, os coelhos tendem a ter toda sua vida ativa na parte da noite, indo comer, andar e fazer tudo que faz. Até mesmo os domesticados demoram para perder esse hábito de ficar acordado a noite inteira. E mesmo quando perdem, sua visão noturna não deixa de ser aguçada e muito boa.

Durante o dia os coelhos conseguem enxergar de forma legal, sem ter muitos problemas. Entretanto, é a noite que sua visão fica melhor e o possibilita de na natureza sair para comer e entre outros afazeres. Assim como outros sentidos, todos ficam mais aguçados e atentos durante o período noturno.

Então ao cruzar com um coelho no meio da mata, ou livre por algum lugar, seja cauteloso, pois eles estão te vendo perfeitamente e qualquer movimento brusco pode os assustar. Para os que tem ou pretendem ter esses bichinhos em casa, é normal no meio da noite você levantar e vê-los correndo e brincando com os olhos bem abertos sabendo tudo que está fazendo.

Leia também um pouco mais sobre coelhos e mini coelhos aqui: Nicho Ecológico do Coelho e Curiosidades sobre os Coelhos

Veja também

História do Chimpanzé e Origem do Animal

O Chimpanzé é um mamífero e sua ordem é a dos primatas. Pertence à família …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *