Home / Animais / Caxinguelê, Esquilo Brasileiro ou Serelepe: Características e Fotos

Caxinguelê, Esquilo Brasileiro ou Serelepe: Características e Fotos

Quando falamos em esquilo, logo nos vem à mente o Tico e o Teco dos desenhos animados. Só que o esquilo brasileiro Caxinguelê (Sciurus aestuans), é mais tímido, que os esquilos norte-americano de Walt Disney. Vive em áreas remanescentes da Mata Atlântica e Amazônia, por isso não é visto nos parques como seus irmãozinhos famosos.

Conhecido também como serelepe, esquilo brasileiro, catiaipé, quatipuru, serelepe-acutipuru, quatimirim e caxinxe, o caxinguelê é muito importante para a diversidade ecológica. No outono, quando o alimento é mais abundante, ele tem o costume de estocar sementes em buracos que faz na terra, cobrindo-os com folhas. Como tem o olfato muito apurado, volta para buscá-las quando delas necessita, mas muitas vezes se esquece onde as escondeu.

Caxinguelê no Galho de Uma Árvore

Fotos do Caxinguelê

Às vezes, ao levar sementes para sua toca, no alto da árvore, algumas caem e o serelepe não volta para buscá-las.  Por outro lado, quando desce ao solo pode ser capturado por um predador, e as sementes ficam abandonadas na terra. Nos três casos as sementes permanecem no solo até germinarem, contribuindo com o bioma.

Caxinguelê Sob Tronco de Árvore

Pertence a uma espécie arborícola e só desce da árvore para enterrar sementes e procurar alimentos. Dorme nas forquilhas formadas pelos troncos da árvore, onde constrói seu ninho. Ali protege os filhotes dos predadores, pois geralmente seu ninho fica mais de quatro metros distante do solo

O caxinguelê é um esquilo tropical proveniente da América do Sul e, além do Brasil, pode ser encontrado na Argentina, Venezuela, Suriname, Guiana e Guiana Francesa. O nome vem do termo africano kaxinjiang’elê, que que quer dizer rato de palmeira.

Características do Caxinguelê

  • É um animal mamífero.
  • É esguio, ágil e tímido.
  • Desafia a gravidade ao descer de frente, na vertical.
  • Mede cerca de 20 centímetros de cumprimento.
  • Possui cauda peluda e longa, que passa de 18 centímetros.
  • Tem olhos grandes e orelhas pequenas.
  • Quando adulto pesa até 300 gramas.
  • Tem visão e audição extremamente apuradas.

  • Os dentes têm crescimento contínuos.
  • Possui mandíbulas e incisivos muito fortes.
  • Seus primeiros passeios pelas árvores começam logo após três meses.
  • É barulhento e alegre.
  • Vive até 15 anos.
  • Vive sozinho ou em pares.
  • Tem hábitos diurnos e passa quase todo o tempo em cima das árvores.
  • Consegue saltar de um galho a outro numa distância de cinco metros.
  • Tem como estratégia ficar parado, na tentativa de passar despercebido quando é avistado, e foge em seguida.
  • Como qualquer esquilo brasileiro, o serelepe nunca hiberna, ao contrário dos esquilos americano.

Reprodução do Serelepe

  • Atinge sua maturidade sexual com um ano de idade, quando começa a caçada às fêmeas em cima das árvores.
  • Os períodos mais intensos de reprodução ocorrem do início da primavera ao início do verão.
  • A gestação é de 28 dias.
  • A fêmea reproduz de três a dez filhotes, duas vezes por ano, mas a média é de quatro ou cinco filhotes.

  • Os filhotes nascem cegos e sem pelos. Os pelos chegam a partir do oitavo dia e os olhos se abrem após o nono dia.
  • Alertas aos predadores, as fêmeas constroem mais que um ninho, assim podem fugir de um para outro quando são atacadas.
  • Quando muda de casa a mamãe caxinguelê carrega os filhotes pela pele do pescoço.

Habitat do Esquilo Brasileiro

Gosta de árvores altas, mais antigas, onde descobre lugares ocos para fazer seus ninhos, reproduzir, guardar comida e manter seus filhotes em segurança. No Brasil pode ser visto nos seguintes lugares:

  • Áreas da Mata Atlântica, da Bahia ao Paraná.
  • Jardim Botânico do Rio de Janeiro
  • Litoral brasileiro, como Angra dos Reis e Ilha Grande (Parque Estadual)
  • Região da Costa Verde, no Rio de Janeiro

Alimentação

Prefere alimentos energéticos e duros, pois necessita gastar os dentes, mas consome também outros tipos de alimentos.

  • Frutos secos
  • Sementes de palmeiras
  • Sementes de sapucaias
  • Ovos de pássaros
  • Cogumelos
  • Frutas
  • Pinhões da araucária (na região Sul)
  • Insetos
  • Brotos de Árvores

Termômetros de Qualidade

Os esquilos são considerados indicadores da saúde da mata, pois quando são muitos em uma área, é sinal que ali tem poucos predadores, como os pequenos carnívoros, felinos, macacos e aves de rapina.

Caxinguelê Andando Pela Árvore

Predador Mais Temido

Um dos mais temidos predadores do caxinguelê e de outros irmãozinhos da mesma espécie são as cobras, em especial as cascavéis, que caçam à noite e têm nos esquilos uma parte significativa de sua dieta.

Mas os serelepes são espertos e sabem distinguir as cobras pelo barulho de seus chocalhos, que indicam o tamanho da cobra conforme a intensidade do barulho. Os papais ficam alertas e defendem seus filhotes a esses ataques. Se for preciso, mudam rapidamente de toca.

Esquilo em Casa

O IBAMA não permite a criação do caxinguelê em casa pois é um animal silvestre e tem seu habitat em florestas e matos. Os esquilos da espécie que são comercializados em lojas de animais foram criados em cativeiros e não se recomenda tê-los como animais de estimação. Qual dúvida, consulte as leis brasileiras.

Família Sciuridae

Esta família de mamíferos roedores é formada por 279 espécies, que são classificadas por 51 gêneros e três tipos: arborícolas, voadores e terrestres.

  • Esquilos Arborícolas

Dois Esquilos Se Tocando

Possuem anatomia adaptada a viver nas copas das árvores, têm hábito diurno e sentido apurado. 90% de seu tempo eles passam em cima das árvores e só descem ao solo da floresta para procurar alimentos, seja da fonte ou do estoque que fazem nos buracos, os quais deixam cobertos por folhas.

  • Esquilos Voadores

Esquilo Abraçado ao Galho de Árvore

Também são arborícolas, mas tem olhos bem desenvolvidos e grandes, pois têm hábitos noturnos. Possuem uma membrana de pele que une as patas traseiras às dianteiras, e assim podem voar, planando de uma árvore à outra. Sua cauda achatada é usada como leme e direciona o voo.

  • Esquilos Terrestres

Esquilo na Grama

São animais diurnos que fazem túneis por baixo da terra para construir seus ninhos. Possuem patas desenvolvidas para escavar, cauda mais curta e orelhas pequenas. Vivem em colônias, por isso são considerados os esquilos mais inteligentes.

Espécies de Esquilos no Mundo

  • A família dos esquilos, a Sciuridae, da ordem Rodentia se espalha por todo o mundo, com exceção da Austrália.
  • Somente entre as espécies terrestres e arborícolas existem mais de 230 espécies. Já no grupo de esquilos voadores existem 43 espécies.

  • A espécie mais comum de esquilos é a europeia, que apresenta cauda longa, pelos compridos nas orelhas e pelagem avermelhada.
  • O menor esquilo é o pigmeu africano, com 13 centímetros de comprimento.
  • O maior esquilo (que pode ter até 90 centímetros de altura) é o esquilo gigante das Ásia.

Classificação Científica

Caxinguelê Subindo na Árvore
  • Reino – Animalia
  • Filo – Chordata
  • Classe – Mammalia
  • Ordem – Rodentia
  • Família – Sciuridae
  • Subfamília – Sciurinae
  • Tribo – Sciurini
  • Gênero – Sciurus
  • Espécie – S.aestuans
  • Nome binomial – Sciurus aestuans

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *