Home / Animais / Cavalo Dole Gudbrandsdal: Características, Historia e Fotos

Cavalo Dole Gudbrandsdal: Características, Historia e Fotos

Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre o cavalo da raça Dole e do Gudbrandsdal, nativos da Noruega. O cavalo Dole é separado por dois sub tipos:

  • Dole Trotter
  • Gudbrandsdal ( Trabalho com carga pesada)

Dole Gudbrandsdal parecido com o pônei Dales vindo da Inglaterra.
Eles vêm do mesmo lugar e foram viajando de país em país até ter sua raça registrada.

 

História do Cavalo Dole Gudbrandsdal

Acredita que a raça seja nativa de Oslo ligado a costa do Mar do Norte, mais especificamente no Vale do Gudbrandsdal. Muito semelhante a outra raça conhecida com Friesian, acreditam que o Dole pode ser seu descendente. Alguns garanhões tiveram grande participação no desenvolvimento da raça, são eles Mazarin, Odin, Veikle Balder, Dovre, Toftebrun estes últimos no período de 1840 a 1860.

 

Características do Cavalo Dole Gudbrandsdal

Vamos conhecer um pouco agora das características físicas e comportamentais dessa raça, ele é curiosamente conhecido com cavalo de tração só que em miniatura, a altura dessas raças variam bastante entre eles mesmos.
Ele possui uma cabeça bem semelhante a de um pônei, ela é delicada, com uma bela cabeleira que se estende até o dorso contrastante com o restante do seu corpo. Possui um pescoço robusto e forte, ombros fortes também, bastante musculoso, embora sejam curtos, são ossudos e suas patas são cabeludas.


Uma mistura de raças foi feita para atingir essa perfeição, eles são delicados, pequenos e ao mesmo tempo rápidos, as cruzas são feitas de maneira consciente a partir de pura sangue inglês para manter o padrão da raça.
A Altura média da raça varia de 1,40 a 1,52 m de altura.
A pelagem deste animal tem uma coloração castanha que predomina, mas ela pode variar puxando para o avermelhado ou preto, a crina do animal é bem avantajada, é possível encontrar cabelos brancos tanto na crina quanto nos pelos das patas.
O comportamento desse animal é de fácil adaptabilidade, é uma raça resistente e que vive bastante. É um cavalo paciente e ativo.

Fotos do Cavalo Dole Gudbrandsdal

A raça pode sofrer algumas variações também de acordo com o ambiente onde eles estão, na Noruega geralmente ficam nas florestas e são pesados e fortes, em locais onde a alimentação é mais limitada acaba alterando essa estrutura e é o que leva a diferenças de tamanho dentro da mesma raça, por isso com o tempo alguns animais foram perdendo altura. Um exemplo é o cavalo Piquira que existe aqui no nosso país.

Utilização do Cavalo Dole Gudbrandsdal

Os cavalos maiores e mais fortes são frequentemente utilizados em ambientes rurais, para trabalharem no arado ou setores de madeireiro. Os animais que são mais rápidos são utilizados para serem montados, para puxar charretes entre outros. O setor agrícola é o que mais se aproveita da raça para os trabalhos mais pesados ele é muito utilizado. Para as corridas de arreios geralmente são utilizados os Doles Trotter.
Essa é a raça mais fácil de ser encontrada na Noruega, a mais importante também. Mesmo sofrendo algumas mudanças por conta dos cruzamentos das raças, tem conseguido se manter a qualidade da raça. Assim ela consegue atender muito bem no setor da agricultura, realizando as tarefas necessárias com muita qualidade.
A procura pela raça cresceu muito no século XX, e teve um pico especialmente na época da segunda guerra mundial.

Curiosidades Sobre o Cavalo Dole Gudbrandsdal

Considerado um cavalo de tração, é um cavalo luxuoso e de uma beleza inigualável e peculiar, com uma coloração que chama a atenção pode onde eles passa. Ele possui uma associação que foi fundada no ano de 1967, conhecida como Associação Nacional Dolehorse. É uma raça antiga nativa da Noruega e descendente de diversas outras raças dos quais possui muita semelhança. Embora fortemente utilizado no setor agrícola por serem pesados e forte, hoje em dia a tecnologia mecanizou muito processos necessitando cada vez menos da força animal, por isso a criação desses cavalos diminui um pouco, mas muitos continuam preservando a criação da raça.
Os cavalos dessa raça são colocados em testes para serem classificados, a versão mais pesada passa por testes de força e tração e também de trote. Radiografias são feitas de seus pés e suas pernas para tentar identificar qualquer problema que possam impedir a sua reprodução com qualidade. Já os mais leves, a subespécie Dole Trotter precisam performar bem na corrida para serem usados para reprodução. Os Dole trotadores foram escolhidos a dedo, depois de vários experimentos através do cruzamento de diversas raças até alcançar o ponto perfeito. Odin é um cavalo inglês utilizado, ele é uma cavalo puro sangue e um trotador famoso, esse foi o caso de mais sucesso. Dali surgiu um cavalo leve, que ao mesmo tempo forte com um trote perfeito e com muita força nas patas posteriores. Diversas raças foram utilizadas e fazer parte da linhagem dessa raça, todos foram importantes para que o desenvolvimento que ele teve e ao que ele é hoje. A principal diferença visivel entre as duas raças é:
Dole Trotter: Maior que o Doler Gudbrandsdal, também é mais pesado, embora muito semelhantes a cabeça mais afinada também diferencia os dois. Forte e resistente.
Possuem um pescoço forte e com uma crista, todo seu corpo é muito musculoso e forte, as costas são inclinadas e longas. A versão mais pesadas tem as pernas um pouco mais curtas, ossos e músculos mais curtos, mais densos também.

Veja também

Hábitos da Joaninha

Hábitat da Joaninha: Onde Elas Vivem ?

Há quem considere as joaninhas os insetos mais amados do planeta. Isto ocorre, pois são …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *