Home / Animais / Camaleão Kinyongia Tavetana: Características, Habitat e Fotos

Camaleão Kinyongia Tavetana: Características, Habitat e Fotos

Camaleões

Camaleão é o nome mais conhecido referente aos animais que são da família Chamaeleonidae. São répteis da ordem Squamata, próximos de lagartos, crocodilos, cobras, entre outros. Segundo pesquisas e estudos feitos com fósseis, esse animal foi distanciado da Agamidae há mais de 100 milhões de anos, e hoje existem cerca de 150 tipos, mas somente 80 estão descritas e detalhadas pelos órgãos.

A maioria deles estão na África, mais precisamente na ilha de Madagascar, além de outros locais próximos como península arábica, Espanha, Sri Lanka e algumas localidades da Índia. Cada espécie possui hábitos diferentes, que vão se adequando conforme seu habitat que são desertos, savanas, florestas tropicais e até mesmo montanhas. No Brasil, os camaleões que são vistos na floresta Amazônica foram colocados pelos portugueses durante o descobrimento do país, conseguiram se adaptar bem ao solo, mas não são nascidos e pertencentes da região.

Suas características bem específicas da espécie são o que chamam atenção dos seus pesquisadores e admiradores desses animais. Seus olhos grandes, que conseguem ir para direções opostas, a mudança de coloração de suas escamas conforme o calor, situações estressantes, reprodução, disputas por território, além de uma língua que possui quase que o dobro do seu tamanho algumas vezes com uma incrível sucção em sua ponta, que faz com que os insetos se agarrem nela e eles engulam esses pequenos insetos.

Sua alimentação também é algo que varia bastante, porém, em grande parte são insetívoros e comem gafanhotos, baratas, formigas, alguns camaleões de tamanhos maiores podem ingerir pequenos roedores e até mesmo pequenos pássaros. Porém, outros são vegetarianos, e embora possuam a mesma função da língua, preferem comer frutas e folhas encontradas ao seu redor.

Características dos Camaleões

Nem todos os camaleões mudam de cor, alguns são de cores que camuflam com a paisagem, mas não se modificam. Quando existe a transformação, os camaleões podem fazer essa mutação em alguns segundos. Embora algumas pessoas achem que ele faz isso de caso pensado, a maioria das vezes é o ambiente que manda como umidade, calor e situações estressantes como a presença de predadores.

Seus olhos conseguem ter duas imagens e isso auxilia em sua caça, já que conseguem ter uma visão da presa e outra para saber se o local é seguro. Isso é feito da mesma forma que os felinos, os camaleões ficam escondidos, esperando a hora certa de se aproximarem e quando o momento aparece, eles jogam sua língua que possui uma espécie de ventosa na ponta e capturam o inseto ou animal.

Mudança de Cor do Camaleão
Mudança de Cor do Camaleão

São animais extremamente solitários e apenas as fêmeas conseguem conviver em mais de uma, mas geralmente também ficam sozinhas. Quando existe outro macho por perto, eles mudam para uma cor mais vibrante e se inflam, o ganhador é aquele que consegue ficar maior, e apenas algumas vezes existe um combate ou algo do tipo. O perdedor volta para uma coloração marrom ou escura e se distancia. Isso acontece em disputas de território e por fêmeas.

As fêmeas geralmente são menores e com cores mais vibrantes. Algo interessante sobre elas é que conseguem utilizar a mudança de cores para indicar que estão carregando ovos e por conta disso, não tem interesse e nem podem ter relações.

Quando os machos encontram uma e querem chamar a atenção, as cores são mais claras, em tons pastéis. Não existe nenhum cuidado parental com os filhotes, apenas as fêmeas colocam os ovos, escondem na terra e ficam por perto até a eclosão que pode demorar um pouco de tempo. Depois com o nascimento é cada um por si, e as fêmeas vão acasalar novamente.

A quantidade de ovos depositados varia bastante podendo ser de 20 a 100 ovos por desova dependendo da espécie. As fêmeas também levam desvantagem no quesito de vida, já que além de serem menores, seu tempo de vida também é menor. Podendo viver até mesmo metade do tempo que os machos.

Precisam de locais quentes para sobreviver já que suas escamas são frias, e eles não possuem sangue, porém o contato direto sobre eles, fazem com que se queimem e por isso é necessário ter sombra por perto. Eles conseguem enxergar assim como alguns insetos, os raios ultravioletas e sua audição não chega a ser nula como das cobras, porém, tem uma frequência bem baixa por ser tratar de ouvidos internos.

Camaleão Kinyongia Tavetana

Camaleão Kinyongia Tavetana
Camaleão Kinyongia Tavetana

Os Kinyongia é uma espécie relativamente nova, foi descoberta em 2005 até 2006. Até os dias de hoje são encontrados diversos novos, principalmente na África. Inclusive, a inspiração de seu nome, vem de um dialeto da região. Os machos possuem uma espécie de chifre em suas cabeças e um detalhe em seu nariz, que parece uma maçaneta de porta ou outro chifre que parece uma espada como caso do Tavetana.

Conseguem se camuflar e mudar de coloração, porém, a cor predominante é verde, e verde escuro, com leves detalhes em tons de marrom. Por serem animais que ficam em árvores, possuem 5 dedos que funcionam como uma pinça e independem que eles caiam ou tenham dificuldades para fugirem de seus predadores nessas locais, que geralmente são os felinos.

As fêmeas, assim como a maioria dos camaleões, descem ao solo para depositar seus ovos. Essa época de desova ocorre em período de calor, primavera e verão. Esses ovos demoram cerca de um ano para eclodir, um tempo considerado grande, porém, é em fator desses animais já nascerem prontos para viverem sozinhos e sem nenhum cuidado por parte de camaleões maiores. Possuem hábitos de caçarem e ficarem acordados durante o dia, e como são animais vagarosos, não chamam atenção, passando despercebidos a noite, como se fossem protuberâncias das árvores e parte dos galhos.

Por se tratar de uma espécie recém descoberta, existem poucas pesquisas e estudos científicos quando a sua conservação.

Camaleões Como Animais Domésticos

Em muitos países é liberado a venda e adoção desses animais, desde que os estabelecimentos estejam credenciados pelo IBAMA. Tenha preferência por animais que já tenham nascido em cativeiro e estejam acostumados com a presença de seres humanos, para evitar stress e até mesmo que eles acabam adoecendo e tendo um ciclo de vida curto.

Para saber mais como manter um habitat para sua sobrevivência e quais as melhores espécies, continue acessando o Mundo Ecologia!

Veja também

Tudo Sobre a Raça de Cachorro Pug: Características e Fotos

Tudo o que podemos falar sobre a raça de cachorro pug é que ela é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *