Home / Animais / Cachorro Morre De Olho Aberto? Como Saber Se Ele Morreu?

Cachorro Morre De Olho Aberto? Como Saber Se Ele Morreu?

Quando se tem um animal de estimação, a última coisa que se quer é que ele morra. Porém, muitos acabam partindo com poucos anos de vida por vários motivos. No caso dos cachorros, que são tão amados por boa parte de seus donos, é realmente triste quando morrem.

Mas, como saber se um cachorro está sem vida? Como identificar isso? E eles podem morrer de olhos abertos? Bem, essas e outras questões abordaremos a seguir.

Cães Podem Morrer De Olhos Abertos? Quais Sinais De Que Morreram?

Identificar quando um cãozinho morre não é uma tarefa tão complicada assim. O primeiro passo é verificar se o coração dele continua batendo ou não.

Para conferir o pulso do animal, basta colocar dois dedos na parte onde o coração fica localizado (que é perto da articulação do cotovelo), ou então na parte de cima do interior de sua coxa, que é onde está uma das principais artérias do cachorro. Caso não haja pulso, é porque o animal morreu.

Cão Morrendo
Cão Morrendo

Outra forma de averiguar essa questão é percebendo se o cão está ou não respirando. Só que é bom lembrando que a respiração do animal pode continuar por algum tempo após o término dos batimentos cardíacos.

Para conferir se o cão está mesmo respirando, segure um pequeno espelho próximo às suas narinas. Um pouco de condensação se formará caso o animal ainda respire. Segurar um lenço de papel na frente do seu focinho ou da boca, e observar se o lenço se move, também é outra maneira de conferir isso.

E, quanto aos olhos? Bem, neste caso, o cão continuará de olhos abertos, mesmo após falecer. Seu olhar ficará vago, distante, como se ele estivesse “olhando para o nada”. Com a confirmação da falta de pulso e de respiração, é a comprovação da morte do animal.

Por sim, para ter a máxima certeza de que o cachorro está realmente morto, basta verificar se há contrações musculares nele. Mesmo após a parada cardíaca e respiratória, os músculos das pernas podem se contrair por certo tempo, o que indica que ainda há atividade elétrica em seus músculos, e só.

E, O Que Fazer Quando O Cachorro Morrer?

Em primeiro lugar, após o falecimento desse animal de estimação, o recomendável é ligar para o veterinário que o atendia, pois ele dará as orientações necessárias. Inclusive, caso o seu cão tenha sido eutanasiado pelo veterinário por qualquer motivo que seja, ele conversará com você a respeito do que acontecerá com o corpo do animal.

Existem duas decisões a serem tomadas em casos assim: ou você pode escolher enterrar o seu cachorro, ou mesmo cremá-lo. Bom dizer que existem serviços profissionais para ambos os casos. O veterinário também dará orientações a esse respeito. Inclusive, é bom lembrar que o enterro em sua própria residência pode ser considerado ilegal, devido a problema com saúde pública.

E, caso não queira nem enterrar e nem cremar o cachorro, você também tem como contratar um serviço específico para recolher o animal de sua residência.

Quais as Principais Causas De Mortes Súbitas Em Cães?

Mortes Súbitas Em Cães
Mortes Súbitas Em Cães

Dentre as principais causas de mortes repentinas em cães, uma das mais corriqueiras são problemas do coração. Tais patologias podem tanto ser congênitas, quanto genéticas, ou mesmo por influência de sua raça específica.

No caso de doenças cardíacas adquiridas, uma das mais comuns é a endocardiose ou doença valvular, que provoca degeneração das válvulas cardíacas. Os sintomas de enfermidades como essas incluem apatia, cansaço extremo, tosse e desmaios.

Há também a questão da intoxicação quando se fala em morte súbita de cães. Substâncias como produtos de limpeza, inseticidas e pesticidas em geral, e até mesmo alimentos pode causar envenenamento no animal. Alguns dos principais sintomas disso são vômitos, febre, diarreia, tremores musculares e pupilas dilatadas.

Problemas digestivos também podem causar morte súbita em cães, especialmente quando comem mais do que é necessário. Pode acontecer se, por exemplo, abrirem o lixo da sua casa, e encontrarem algo que lhes agrade.

Uma grande quantidade de alimentos pode ocasionar fermentação no estômago, além de poder ocasionar a chamada síndrome de Torção/Dilatação Gástrica. Esse problema é caso de emergência, e o cão precisa ser socorrido rapidamente. Os sintomas são ânsia de vômito, inquietação, salivação abundante e fraqueza.

E, por fim, podemos citar hemorragias internas como causa prováveis de mortes súbitas em cães. Ela pode ser ocasionada por algum problema específico de saúde, como, por exemplo, um tumor, ou por algum trauma causado por acidentes ou brigas.

Cachorro Morrendo na Grama
Cachorro Morrendo na Grama

Um dos indícios disso é a mudança repentina de comportamento do animal. Já os sintomas incluem gengivas sem cor, respiração ofegante, sangue que sai pelos orifícios, letargia e temperatura corporal baixa. Aqui, o socorro também precisa ser rápido, até porque o animal precisará de uma cirurgia.

Como Lidar Com a Morte De Seu Cão De Estimação?

Pra quem tem um animal de estimação qualquer, especialmente, um cachorro, enfrentar a sua morte, certamente, não é uma tarefa fácil. Primeiro, é preciso decidir entre enterrar e cremar o animal, e isso será uma decisão pessoal do seu dono. Caso queira ficar com as cinzas dele, o dono terá que optar pela chamada cremação individual.

A questão de lidar com as memórias de um cãozinho de estimação também não é nada fácil. O mais recomendável, por exemplo, é doar os antigos utensílios e brinquedos dele para outras pessoas que tenham um pet desses. Mas, isso somente quando o dono se sentir preparado para se desfazer desses objetos.

E, claro, se você conhece alguém que tenha perdido um cãozinho de estimação, ou qualquer outro pet, é necessário ter respeito ao luto daquela determinada pessoa, pois, para muitos, aquele animal de estimação era como se fosse da família, um companheiro inseparável. Oferecer outro animal de estimação pode ser uma ajuda e tanto, mas somente se esse for o desejo do enlutado.

E, em caso de ter perdido um cão de estimação há algum tempo, e continuar muito triste, é preciso considerar a ideia de procurar um psicólogo, e evitar que se entre em depressão profunda.

Veja também

Patos e Gansos

Qual é a Diferença entre Pato e Ganso?

Hoje viemos esclarecer mais algumas dúvidas sobre a diferença entre o pato e o ganso, …

Um comentário

  1. Tome oliveira silva

    A morte de un cachorro e tão doloroza quanto de un ente querido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.