Home / Animais / Borboleta do Manacá: Caracteristicas, Nome Cientifico e Fotos

Borboleta do Manacá: Caracteristicas, Nome Cientifico e Fotos

A borboleta manacá (nome científico: Danaus plexippus) é um inseto traça da família Nymphalidae, da subfamília Danainae e do gênero Danaus.

É uma borboleta migratória, muito famosa na América, porque milhões de indivíduos migram em grupos por mais de 4000 quilômetros, duas vezes por ano, de agosto a outubro no sul (especialmente no México) e na primavera ao norte.

A borboleta manacá é de veios alaranjados e com bordas em preto, o ápice e a borda das asas são adornados com manchas brancas. A superfície dorsal da asa traseira do macho possui um ponto adicional, ausente na fêmea, sendo este último mais marrom. É uma borboleta grande com envergadura que varia de 8,6 a 12,4 cm e pesa cerca de 0,5 gramas.

A lagarta é muito colorida, com faixas brancas, pretas e amarelas. Possui dois pares de filamentos carnudos pretos, um par logo atrás da cabeça e o outro na parte traseira do corpo. A lagarta mede 10,2 centímetros e pesa 12,9 mg.

Biologia

É uma borboleta muito colorida, tanto no estágio larval (lagarta) quanto no estágio final (borboleta). Essas cores devem ser um sinal para predadores em potencial, um fenômeno chamado aposematismo. Os ovos são depositados em plantas do gênero Asclepias, que contêm alcalóides e cardenólidos tóxicos para muitos animais, mas não para a borboleta manacá. Após o nascimento do ovo, a larva consome as folhas de Asclepias, armazena cardenólidos (um esteróide), o que o torna indigestível para seus predadores de vertebrados, especialmente aves.

A borboleta manacá migra de abril a outubro e tem uma fase de diapausa do final do outono à primavera.

Distribuição

Uma espécie onipresente, está presente em toda a América do Sul e na América do Norte, Ilhas Canárias, Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné, Nova Caledônia e até as ilhas Mascarena.

Na Europa, ele é um migrante ocasional nos Açores e um migrante excepcional em Portugal, França, Grã-Bretanha e Irlanda.

Seus habitats são diferentes, dependendo da estação, mas passam o inverno nas florestas sagradas de abetos do estado de Michoacán, no México.

floresta amazônica, também conhecida como selva amazônica ou amazônica, é uma floresta equatorial localizada na bacia amazônica da América do Sul. Com uma área de 5,5 milhões de km², ou cerca de dez vezes mais que a França, é a maior floresta do mundo. A floresta amazônica abrange nove países, principalmente o Brasil: quase dois terços de sua área total estão no Brasil (63%); o terço restante é compartilhado pelo Peru (13%), Colômbia (10%) e, em menor grau, Equador, Venezuela, Suriname, Guiana, Bolívia e Guiana Francesa.

Composto por cerca de 390 bilhões de árvores e 16.000 espécies diferentes, a floresta amazônica é o maior recipiente de biodiversidade do mundo. Há quase 60 vezes mais árvores adultas na floresta amazônica do que seres humanos em todo o planeta.

Habitat

As florestas tropicais da América abrigam mais espécies do que as florestas tropicais da África e da Ásia. Sendo a maior floresta tropical da América, uma em cada dez espécies animais ou vegetais do mundo vive na floresta amazônica, que constitui a maior coleção de animais e plantas.

A Amazônia é o lar de aproximadamente 2,5 milhões de espécies de insetos, e atualmente pelo menos 40.000 espécies de plantas, 2.200 peixes, 1294 aves, 427 mamíferos, 428 anfíbios e 378 répteis foram cientificamente classificados na região. Os cientistas determinaram que entre 96.660 e 128.843 espécies de invertebrados existem apenas no Brasil. Uma em cada cinco espécies de aves do mundo vive na floresta amazônica e uma em cada cinco espécies de peixes vive em seus rios.

Em 2013, a floresta amazônica consistia em cerca de 390 bilhões de árvores e cerca de 16.000 espécies. O inventário florestal foi elaborado por uma equipe internacional de cientistas em um estudo publicado em 18 de outubro de 2013. Devido ao imenso tamanho da floresta, esse resultado exigiu o trabalho de mais de cem pesquisadores de todo o mundo, reunidos no Rede ATDn (Amazon Tree Diversity Network).

Amazônia
Amazônia

A diversidade de espécies de plantas é a maior da Terra. Alguns especialistas acreditam que um quilômetro quadrado pode conter mais de 75.000 tipos de árvores e 150.000 espécies de plantas superiores. Um quilômetro quadrado da floresta amazônica pode conter 90.790 toneladas de plantas vivas. Atualmente, cerca de 438.000 espécies de plantas com interesse econômico e social foram identificadas na região e muitas outras ainda precisam ser descobertas ou classificadas.Esse imenso território está ameaçado pelo desmatamento: desde 1970, cerca de 18% da floresta original desapareceu devido ao desmatamento e às atividades humanas. Para preservar esse ecossistema, várias partes da floresta amazônica são protegidas e três delas estão incluídas na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Um dos aspectos mais curiosos da migração de borboletas-manacá é que sua jornada do sul para o norte é feita por grupos de várias gerações, enquanto a jornada do norte para o sul é de apenas uma geração. As borboletas nascidas no outono entram em uma fase de diapausa, que lhes permite sobreviver no inverno. Isso permitirá que eles migrem da região dos Grandes Lagos e do sul da Califórnia para o estado de Michoacán, no México, onde poderão viver em um estado de inatividade (diapausa) nas florestas sagradas de abetos. As borboletas-manacá estão presentes em um número tão grande que, às vezes, nem um pouco da casca das árvores em que repousam não pode ser distinguida.
As borboletas-manacá se reúnem em enxames à noite e voam durante o dia, se a temperatura estiver alta o suficiente.

Migração De Borboletas-Manacá
Migração De Borboletas-Manacá

Todo esse ciclo é necessário para fortalecer a reprodução em março, antes de partir para o norte. A jornada para o norte afeta, portanto, várias gerações.

As razões para essa migração e como as borboletas estão no mesmo lugar que seus predecessores permanecem em parte um enigma. Sabemos que a borboleta manacá usa o sol como uma espécie de bússola localizada em seu cérebro e “relógios naturais” localizados em suas antenas. Os pesquisadores mostraram que uma leve queda de temperatura é o sinal para começar a migrar para o norte.

Danaus plexippus tobagi, que é uma espécie sedentária nas Índias Ocidentais. A floresta amazônica representa mais da metade das florestas tropicais remanescentes do planeta e constitui a maior e mais biodiversa floresta tropical do mundo. 60% da floresta está contida no Brasil, seguido pelo Peru com 13%, Colômbia com 10% e com menores quantidades na Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa.

O setor pecuário da Amazônia brasileira, apoiado pela produção internacional de carne e couro, foi responsável por cerca de 80% de todo o desmatamento na região e cerca de 14% do total anual de desmatamento no mundo, e é a principal causa mundial de desmatamento. Em 1995, 70% das terras anteriormente na forma de florestas na Amazônia e 91% das terras desmatadas desde 1970 foram convertidas em pecuária. Grande parte do desmatamento remanescente na Amazônia foi realizada pelos agricultores para obter terras para agricultura de subsistência em pequena escala ou para produção mecanizada de soja, palma e outras culturas.

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *