Home / Animais / Bijupirá: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

Bijupirá: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

A classificação científica de um ser vivo diz muito sobre ele, e é por isso que devemos estudar ainda mais sobre ela, mesmo que em um primeiro momento esse assunto pareça chato ou até mesmo muito complexo.

Porém, a verdade é que com uma explicação detalhada tudo fica mais simples de se entender, e isso é exatamente o que ocorre com a classificação científica também: quando você estuda ela de maneira minuciosa tudo passa a fazer mais sentido e se torna mais simples de se entender.

Dessa maneira, estudar a classificação científica do bijupirá com certeza fará com que você entenda ainda mais sobre esse animal que é conhecido como o “salmão brasileiro” por conta do seu gosto parecido com o do salmão, e que promete alavancar a economia do nosso país.

Portanto, continue lendo o artigo para entender como funciona a classificação científica do bijupirá e o que cada um dos seus elementos significam.

O Reino do Bijupirá (Animalia)

Antes de mais nada, devemos entender que os seres vivos estão basicamente classificados em diversos reinos que os dividem de acordo com as suas características. Nesse caso, temos atualmente os seguintes reinos na Ecologia: reino Monera (bactérias), reino Fungi (fungos), reino Protista (protozoários e algas), reino Plantae (plantas) e reino Animalia (animais).

O Peixe do Reino Animalia - Bijupirá
O Peixe do Reino Animalia – Bijupirá

Dessa forma, podemos ver que os seres vivos são divididos de forma bem abrangente na categoria “reino” e também bem óbvia, já que fica mais do que claro que uma planta e um animal não se tratam da mesma coisa, por exemplo.

Nesse caso, fica claro que o reino ao qual o bijupirá pertence é o reino Animalia, já que ele é um peixe e os peixes são animais.

O Filo do Bijupirá (Chordata)

A classificação de reino com certeza é uma categoria muito necessária para que a gente consiga entender exatamente como os seres vivos são divididos de maneira básica, mas ao mesmo tempo ela é abrangente até demais, o que pode criar confusão.

Filo Chordata
Filo Chordata

Isso porque no reino Animalia temos por exemplo tanto um rato quanto uma águia e também um polvo fica mais do que claro que esses animais são completamente diferentes uns dos outros e por isso existe uma necessidade de maior diferenciação.

Nesse caso, a classificação de filo foi criada justamente para deixar tudo mais específico. Nesse caso, podemos dizer que o bijupirá faz parte do filo dos cordados.

A Classe do Bijupirá (Actinopterygii)

Os cordados são todos os seres vivos do reino Animalia que são vertebrados, anfioxos ou tunicados, e mais uma vez encontramos uma classificação extremamente abrangente, já que um cordado pode ser tanto um ser humano quanto um sapo, por exemplo.

Dessa forma, podemos dizer que a classificação de “classe” foi criada justamente para especificar ainda mais a classe. Nesse caso, podemos dizer que o bijupirá pertence à classe Actinopterygii assim como por exemplo o peixe espada e o peixe lanterna.

Dessa forma, vemos que a classe já vem se tornando algo mais específico, já que agora estamos falando que todos os animais presentes nela são na verdade peixas, e não animais completamente aleatórios com algumas poucas características em comum que são levadas em consideração.

A Ordem do Bijupirá (Carangiformes)

Após isso, devemos levar em consideração que fazem parte da família Actinopterygii tanto o peixe espada quanto o cavalo marinho e mais uma vez podemos perceber que esses animais não são assim tão parecidos para que a separação em classificações pare por aí, não é mesmo?

Peixes Espada
Peixes Espada

Dessa maneira, a ordem foi criada com o mesmo intuito de todas as outras classificações: dividir os seres vivos de maneira mais específica para que estudos fossem feitos de maneira mais simples e pontual.

Assim, podemos dizer que agora o bijupirá encontra-se inserido na classificação Carangiformes; ou seja, ele faz parte do grupo de animais que possuem uma ondulação leve no corpo, assim como muitos outros, sendo que essa ondulação sempre acaba antes de chegar à cauda.

Dessa forma, foi assim que os cientistas conseguiram diferenciar esses animais de uma maneira mais precisa e também bem mais simples de se entender, já que agora ela fala de estruturas que são completamente visuais, e não mais de fatores internos.

A Família do Bijupirá (Rachycentridae)

Apesar de toda essa especificação, os cientistas pensaram que animais com uma leve ondulação no corpo podem ser muitos, e por isso muitos peixes completamente diferentes também estavam encaixados na mesma ordem, o que com certeza fazia todos os estudos bem mais difíceis.

Peixe da Família Rachycentridae
Peixe da Família Rachycentridae

Dessa maneira, a classificação de família foi criada para deixar tudo ainda mais específico e agora animais que pertencem à mesma família realmente são muito parecidos entre si de todos os modos possíveis, mas ainda não idênticos.

No caso do bijupirá podemos dizer que a sua família recebe o nome de Rachycentridae e por isso muitos outros seres vivos com características parecidas com as dele também fazem parte dessa família.

O Gênero do Bijupirá (Rachycentron)

Por fim, o conceito de gênero veio a ser criado mais tarde para especificar ainda mais a família e fazer com que organismos praticamente idênticos de todos os modos possíveis ficassem juntos no mesmo grupo, já que assim tudo realmente seria mais fácil.

Nesse caso, podemos afirmar que o gênero do bijupirá é o Rachycentron, e também devemos sempre nos lembrar que dentro desse gênero existem diversas espécies que se tratam de animais idênticos de acordo com o nome científico, e então esse é o ápice da classificação científica dos seres vivos.

Bijupirá - Gênero Rachycentron
Bijupirá – Gênero Rachycentron

Portanto, agora você já sabe tudo sobre a classificação científica do bijupirá e também entende qual é a utilidade geral que ela possui para a ciência, já que essa utilidade realmente é muito grande e deve ser comentada sempre para que todos entendam que deveriam aprender um pouco sobre o assunto.

Gostou de aprender sobre o bijupirá e gostaria de saber ainda mais informações com muita qualidade sobre esse peixe que vem se tornando cada vez mais famoso em nosso país? Então você pode conferir também esse artigo: Como Criar o Peixe Bijupirá? Como Fazer Passo a Passo

Veja também

Pato-de-Crista: Características, Nome Cientifico, Habitat e Fotos

A criação de patos é muito comum no Brasil, já que não exige grande trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *