Home / Animais / Bicho da Seda dá Lucro? Vale a Pena Trabalhar com Isso?

Bicho da Seda dá Lucro? Vale a Pena Trabalhar com Isso?

Durante o processo de crescimento, a mariposa passar por uma fase em que é apenas uma larva e se esconde dentro de um casulo. É exatamente durante esse períoso que o bicho da seda trabalha para a fabricação do fio utilizado nos tecidos. Bonita e leve, a fibra pode ser uma opção interessante e economicamente viável para aqueles que desejam trabalhar com esta matéria prima. No artigo de hoje vamos falar um pouco a possibilidade de ganhar dinheiro com esse pequeno animal.

Fabricação do Fio da Seda

A seda é sempre uma queridinha no mundo da moda sendo sempre usada para a composição de looks diferenciados e valorizados. A produção do fio do tecido se chama sericultura e pode ser um negócio muito rentável.

Essa prática de criação do bicho da seda (nome científico Bombyx mori L.) é realizada há muito anos pelos chineses para a produção de roupas. No Brasil, a atividade começou logo após a colonização pelos portugueses.

Porém, mesmo com a perspectiva de bons negócios, a produção do fio da seda e as exportações têm gerado menos lucro com as variações no preço do dólar. A ciência também tem atuado para melhorar a produção e proporcionar mais retorno financeiro.

Vale a Pena Trabalhar Nesse Setor?

A resposta é sim! Mesmo com a diminuição de retorno em função das variações do mercado, ainda é muito lucrativo realizar a criação de bichos da seda com a pretensão de fabricação do fio da seda. Isso acontece porque o investimento realizado no início do negócio é baixo e o retorno financeiro pode acontecer de forma rápida.

O período do ano em que a produção é mais intensa segue de outubro até maio. A ciência tem trabalhado para que a produtividade desse setor seja ainda mais intensa e lucrativa, já que diversas pesquisas são realizadas para aprimorar a criação do animal.

No Brasil existem áreas que possuem produções bem consolidadas, como é o caso dos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo. Essas regiões já chegaram a produzir mais de quatro mil toneladas de casulos.

Como é Feito a Criação do Bicho da Seda?

As larvas são criadas em locais especializados e  lá vivem as diversas fases da sua vida. São alimentados com folhas de pé de amora quando ainda são lagartas. Assim, elas precisam desse cuidado para que possam iniciar a fase posterior em que eles começam todo o processo de  formação do casulo.

Durante esse período, a lagarta cresce de forma incrível e chega a ganhar quase dez centímetros. Assim, os bichos da seda começam a tecer a sua “casa temporária” que será essencial para a produção do fio do tecido.

Dados indicam que ao logo no segundo ano de cultivo já é possível lucrar com a criação desse animal. É importante destacar que cada bicho da seda pode gerar mais de quinhentos ovos em cada processo de reprodução.

O processo de reprodução do bicho da seda acontece com o acasalamento das mariposas já formadas. Assim, a fêmea pode chegar a colocar mais de quatrocentos ovos que darão origem às larvas. Com o  crescimento delas, tornam-se lagartas que fabricarão o seu casulo. Somente após todo esse processo é que surgem as mariposas em fase adulta.

Para Quem vai Começar

Bicho da Seda na Mão do Criador
Bicho da Seda na Mão do Criador

Caso você tenha interesse em iniciar a produção de casulos de bicho da seda é importante iniciar com lagartas que possuem mais de um centímetro de comprimento. Isso significa que ela estará no seu terceiro ciclo de vida e deve iniciar em breve a construção do casulo.

É possível adquirir lagartas já com esse tamanho, bem como todos o aparato necessários para  o cultivo. Lembre-se de ter o alimento ideal para o desenvolvimento de suas larvas e invista nas folhas da amoreira que trazem melhores resultados.

A higiene do local de cultivo também é muito importante. Procure galpões ventilados e com temperatura indicada para cada momento da vida do bicho da seda. A umidade do ar também deve ser cuidadosamente controlada. Uma área de 36 metros quadrados é possível produzir mensalmente mais de cinquenta quilos de casulos.

Fique atento e escolha sempre as melhores infraestruturas para que o bicho da seda possa produzir cada vez mais. Lembre se alimentar os animais com folhas novas, limpas e frescas. Uma amoreira pode durar por mais de quinze anos servindo de alimento para essa espécie e o mais indicado é cultivar a planta nas proximidades dos galpões onde são produzidos os casulos.

Com apenas seis meses de plantio é possível que as primeiras folhas sejam colhidas. De forma geral, é uma planta que não requer grandes cuidados. Fique atento para as regas e evite que a amoreira seja atacada por pragas.

A seda é um tecido muito sobre, brilhoso e resistente. Essa qualidade faz dela uma alternativa sempre procurada para a fabricação de roupas nos mais variados estilos. Caso você esteja procurando novas alternativas de negócios, a criação de bicho da seda pode ser uma alternativa muito rentável e prática.  Vale a pena o investimento e esforço já que os resultados aparecerão de forma rápida.

Agora que você já conhece os detalhes da produção do fio da seda e a possibilidade de ganhar dinheiro com isso, que tal nos deixar um comentário nos contado o que achou do nosso artigo? Não se esqueça de compartilhar nossos conteúdos nas suas redes sociais e com os seus amigos. Esperamos encontrar você mais vezes aqui no Mundo Ecologia. Até mais!

Veja também

Meu Cachorro Está Estranhando Todo Mundo. E Agora?

Os cachorros ganharam enorme importância na vida das famílias brasileiras. Esses animais se tornaram tão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *