Home / Animais / Besouro da Figueira: Características, Nome Cientifico e Fotos

Besouro da Figueira: Características, Nome Cientifico e Fotos

Você gosta de figo? Este alimento é bastante característico das cidades mineiras, sendo utilizado de diversas maneiras: seja in natura, como doce e até como remédio.

Porém, para termos este “fruto” em mãos, sua árvore deve ser bem cultivada para que “frutifique”. O que ocorre, é que esse vegetal pode ser atingido por uma bonita, mas perigosa praga: o Besouro-da-Figueira. Porque este inseto é tão prejudicial a essa árvore? Quais são suas características?

A figueira pertence ao gênero Ficus, que por sua vez, faz parte da família Moraceae, a mesma da amora e da jaca. Costuma se dar bem em regiões de clima tropical e subtropical, onde haja presença de água.

Essa árvore produz um falso fruto (uma flor suculenta com a estrutura modificada) conhecido como figo: alimento bastante nutritivo, utilizado para aliviar a prisão de ventre e doenças pulmonares. Além disso, esse vegetal produz um látex capaz de remover verrugas e calos; e produzir queijos por seu poder de coagulação.

Ela tem o tamanho pequeno, medindo de 2 a 8 metros de altura. Tem o tronco com a casca fina de coloração acinzentada. Suas raízes são bastante enervadas, porém frágeis.

Pragas

Sua principal praga é o Besouro-da-figueira. Essa praga pode provocar a perda de até 80% das produções de figo no Brasil. Muitos produtores se limitam a fazer somente o controle químico, mas esquecem de supervisionar a plantação à procura do besouro, que por muitas vezes, sobrevive. Mas, porque esse inseto é tão resistente?

Besouro da Figueira Características

Características do Besouro-da-Figueira

O Besouro-da-figueira (Acrocinus longimanus) é um animal artrópode da classe dos insetos. Pertence aos coleópteros (Coleoptera), ordem que contém insetos como os escaravelhos, gorgulhos, besouros e as joaninhas. Sua família são os cerambicídeos, ou serra-paus, que contêm mais de vinte e cinco mil espécies. Alguns de seus membros são: 

  • Eburiini (Eburia quadrigeminata)
  • Broca dos ponteiros (Diploschema rotundicolle) 
  • Broca do tronco (Macropophora accentifer)
  • Serra-pau (Enoplocerus armillatus)

Anatomia 

É um inseto grande e chamativo. Seu corpo mede de 7 a 9 centímetros de comprimento. Sua carapaça apresenta um mix de cores em forma de mosaico, onde preto, branco e laranja, formam diferentes (e únicos) desenhos. Essa bonita característica faz com que esse animal não passe despercebido a nenhum olhar. 

Os machos se diferenciam das fêmeas por terem as dianteiras bem desenvolvidas, que podem atingir até 15 centímetros, o que possibilita o animal ter um tamanho de até 30 centímetros. Seu corpo segue a estrutura comum de um artrópode: exoesqueleto de quitina, dois pares de asas, um par de antenas e a divisão do corpo em 3 partes: cabeça, tórax e abdome. 

Possuem olhos compostos e antenas extremamente longas assim como todos os integrantes de sua família. Já o tórax desses insetos é mais estreito que o resto de seu corpo, com espinhos nas laterais. Além disso, possuem três pares de pernas.

Possuem élitros (espécie de asas endurecidas) bem desenvolvidos, com espinhos no ápice e asas atrofiadas ligadas ao abdome. Também possui cinco divisões chamadas de esternitos.

Comportamento

Estes besouros, apesar do tamanho, voam muito bem. Muitas vezes são capturados longe de seu habitat, pois são atraídos por luzes fortes provenientes de casas, acampamentos ou cidades. 

Quando capturados, produzem um ruído estridente bem característico resultante do esfregamento da superfície inferior do pronoto contra a face superior do mesonoto, partes de sua mandíbula. Apesar de grande, não é um inseto peçonhento.

Habitat e Alimentação do Besouro-da-Figueira

O Besouro-da-figueira comumente habita as regiões tropicais, tanto áreas de matas quanto áreas urbanas (como pomares e jardins). São encontrados geralmente em galhos e sobre matéria orgânica vegetal em decomposição. 

Besouro da Figueira em seu Habitat

Por frequentarem estes vegetais, a alimentação quando adultos é da casca; e quando larvas/pupa, do tecido lenhoso e matéria orgânica de árvores como a figueira, jaqueira, eucalipto e o piquiá.

Reprodução do Besouro-da-Figueira

Na época de reprodução as fêmeas botam de 10 a 15 ovos em escavações com o formato de elipse (de 2 a 6 cm), próximo à base de seus ramos. Após depositá-los, com o auxílio das mandíbulas, fazem um profundo sulco ao redor do ramo, formando uma espécie de cintura; o ramo danificado morre e cai no solo. 

Após eclodirem de seus ovos, a medida que vão crescendo, as larvas e pupas se alimentam de seu lenho, formando “túneis” (ou galerias), completando o seu desenvolvimento. Essas larvas chegam a medir cerca de 13 cm de comprimento, quando então se transformam em pupas no interior dos troncos.

Essa fase de crescimento é a mais longa do ciclo biológico, variando entre 6 meses a 2 anos. Os adultos têm vida mais curta, mas o suficiente para se reproduzirem.

Malefícios do Besouro-da-Figueira

Normalmente, o ataque do Besouro-da-figueira ocorre no tronco principal e nos primeiros ramos que saem para formar a copa da árvore. Porém, seu ataque só se torna visível quando estes ramos começam a secar. 

O que ocorre é a obstrução na passagem de seiva ocasionada pelas larvas e, também, a entrada de microorganismos que se alimentam da matéria em decomposição. Caso não seja tratada, após um período de três anos, a figueira acaba morrendo.

Não se tem muita informação sobre as táticas de manejo específicos no controle de Besouros-da-figueira. Porém, podem ser utilizadas técnicas de uso geral, como a destruição dos ramos infestados, o recolhimento manual de larvas e besouros (vistos a olho nu); e a aplicação da calda de fumo ou outro gás tóxico aos insetos, nos orifícios abertos.

Receita Calda de Fumo

Esta é uma receita natural e simples de se fazer. Como preparar:

  • Dissolva 50 gramas de sabão em barra em dois litros de água quente; 
  • Complete com 15 litros com água fria; 
  • Misture um quilo de folhas e talos de fumo picados e deixe de repouso por 24 horas;
  • Coe o líquido em um tecido de algodão 

Aplique injeções da calda de fumo dentro nos orifícios dos “túneis” ou galerias feitas pelas larvas. Em seguida, tampe as entradas com parafina derretida. Caso o objetivo seja a colheita, a aplicação da calda deve ser feita 12 dias antes para que o figo para não fique com resíduo de nicotina. 

Curiosidades do Besouro-da-Figueira

  • Também é popularmente conhecido como arlequim-da-mata, arlequim-de-caiena, besouro-arlequim e broca-da-jaqueira;
  • São grandes alvos de colecionadores pela sua beleza; 
  • É um animal famoso e já ilustrou capa de disco do cantor Ney Matogrosso no álbum “O cair da tarde” de 1997

Veja também

Alimentação da Irara: O Que Elas Comem

Animais existem aos milhares ao redor do mundo, incluindo animais que são maltratados e traficados. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *