Home / Animais / Baleia Bicuda: True, Ginkgo, Gervais, Perrin, Shepherd, Hector, Gray

Baleia Bicuda: True, Ginkgo, Gervais, Perrin, Shepherd, Hector, Gray

Existem cerca de 21 espécies de baleias bicudas pertencentes a família  Ziphiids e são encontradas em todos os oceanos do mundo.

Baleia-Bicuda-De-True (Mesoplodon mirus)

A Baleia-bicuda-de-true é um membro da família das baleias bicudas (Ziphiidae) encontrado entre o norte do Oceano Atlântico e o sul do Oceano Índico. Uma população, possivelmente geneticamente distinta, vive no hemisfério norte e ficou isolada da Nova Escócia, no Atlântico ocidental, até a Irlanda, no Atlântico leste, e até o sul, como a Flórida , as Bahamas e as Ilhas Canárias . Outra população vive no Hemisfério Sul e ficou na África do Sul , Nova Zelândia e Austrália . A espécie não habita o Atlântico Sul ou o Oceano Índico Norte e parece evitar águas tropicais. Nenhuma estimativa populacional foi estabelecida, mas acredita-se que seja uma das espécies mais raras de baleia.

Baleia-Bicuda-De-True
Baleia-Bicuda-De-True

Baleia-Bicuda-De-Ginkgo (mesoplodon Ginkgodens)

A baleia-bicuda-de-ginkgo é um cetáceo da família Ziphiidae encontrado em águas temperadas e tropicas do Pacífico e Índico. Esta espécie é conhecida a partir de avistamentos, encalhes e coleções amplamente dispersos (embora esparsos) em águas temperadas e tropicais do Oceano Indo-Pacífico.

Baleia-Bicuda-De-Ginkgo
Baleia-Bicuda-De-Ginkgo

Baleia-Bicuda-De-Gervais (mesoplodon Europaeus)

A baleia-bicuda-de-gervais é um cetáceo da família Ziphiidae encontrado em águas temperadas e tropicais do Atlântico Norte. A maioria dos registros é do leste e da costa do Golfo da América do Norte, de Nova York ao Texas, mas as baleias de bico de Gervais também são conhecidas de várias ilhas do Caribe. No Atlântico leste, eles são conhecidos do Canal da Mancha para a Guiné-Bissau na África Ocidental. Há também um encalhe na Ilha de Ascensão, no centro do Atlântico Sul.

Baleia-Bicuda-De-Gervais
Baleia-Bicuda-De-Gervais

Baleia Bicuda De Perrin ( Mesoplodon Perrini )

A Baleia bicuda de Perrin é a mais nova espécie de baleia de bico a ser descrito. Esta espécie só foi encontrada na costa da Califórnia entre San Diego e Monterey . Ela provavelmente vive na costa do Pacífico da América do Norte – e possivelmente em outras partes do Pacífico Norte – em águas com 1.000 metros de profundidade ou mais. No entanto, faltam evidências e os limites norte e sul de seu alcance são totalmente desconhecidos (embora a biogeografia de baleias de bico sugira que não chega ao Equador ). Nenhuma estimativa populacional ou avaliação do estado de conservação tem sido possível até agora.

Baleia Bicuda De Perrin
Baleia Bicuda De Perrin

Baleia-Bicuda-De-Shepherd (tasmacetus Shepherd)

A baleia-bicuda-de-shepherd é um animal raro, conhecido de apenas 21 encalhes no hemisfério sul. Como todas as outras espécies de baleias-de-bico, não se sabe se as baleias-de-bico de Shepherd são realmente raras ou raramente identificadas. Teoriza-se-se que as baleias de bico de Shepherd tenham uma distribuição circumpolar em águas frias e temperadas do hemisfério sul, especialmente na Nova Zelândia, Chile, Argentina e Tristão da Cunha.

Baleia-Bicuda-De-Shepherd
Baleia-Bicuda-De-Shepherd

Baleia-Bicuda-De-Gray (mesoplodon Grayi)

A baleia-bicuda-de-gray é um cetáceo da família Ziphiidae encontrado nas águas temperadas frias do hemisfério sul. Muitos encalhes desta espécie de baleia ocorreram fora da Nova Zelândia, mas outros aconteceram na Austrália , África do Sul , América do Sul e Ilhas Falkland . Esta espécie foi avistada em grupos ao largo da costa de Madagáscar e na área da Antártida . Estranhamente, um espécime encalhou na Holanda , em um hemisfério diferente e a milhares de quilômetros de distância de todos os outros encalhes. Não existem estimativas populacionais, mas acredita-se que sejam bastante comuns.

Baleia-Bicuda-De-Gray
Baleia-Bicuda-De-Gray

Características Comuns das Baleias Bicudas

As baleias bicudas (Família Ziphiidae), inclui animais ainda pouco conhecidos. São mamíferos marinhos de grande porte, assim como as demais baleias, porém diferem quanto ao fato de possuírem dentes e um bico bem definido.

Elas, caracteristicamente, têm longos e finos bicos; pequenas barbatanas dorsais; e nadadeiras curtas, arredondadas ou pontiagudas. Os machos geralmente desenvolvem uma grande testa protuberante com uma mancha branca ou leve, por outro lado, a testa da fêmea é muito mais suave. Ambos os sexos têm um focinho curto ou bico que varia em cores de marrom escuro nas costas até amarelo pálido na barriga.

As baleias-de-bico geralmente são alimentadores de sucção que se alimentam principalmente de peixes de lula em águas profundas que normalmente são encontrados em profundidades entre 200 a 2000 mts.

Os machos atingem um comprimento máximo de 9 metros, enquanto as fêmeas crescem apenas 7 metros.

Os machos também têm um par de dentes pequenos na mandíbula e os dentes da fêmea nunca penetram na pele.

Curiosidades das Baleias de Bico

A baleia de bico de Cuvier registrou o mergulho mais profundo de todos os cetáceos. Os dados de um satélite registraram um mergulho de quase 3 km. de profundidade que durou mais de uma hora e meia.

A baleia de bico do Baird é a maior baleia de bico e a segunda maior odontoceta. Pode atingir comprimentos de 12 mts. e pesar mais de 9 ton.

As baleias de bico se alimentam a grandes profundidades entre 800 e 1500 mts. Elas podem ficar submersas por mais de uma hora.

As fêmeas se reproduzem quando têm cerca de sete a dez anos de idade. Elas ficam grávidas por 12 meses, e ficam com seus filhotes por pelo menos um ano.

Todas elas se comunicam através da ecolocalização.

Elas são muito sociais; elas se organizam em grandes grupos que variam de quatro a dez indivíduos, com comportamentos altamente sincronizados.

Comportamentos e Hábitos das Baleias Bicudas

Os hábitos alimentares, o ciclo de vida, os hábitos de reprodução e acasalamento e outros dados relacionados ao comportamento dos animais são impossíveis de ser descritos em bases bem fundamentadas, pois a observação dos animais vivos são muito raras.

Várias espécies da família são algumas das criaturas mais desconhecidos no planeta e, em alguns casos nunca foram vistos no mar. Por estas razões, uma grande parte da história natural das abelhas bicudas é descrita a partir do estudo de espécimes encalhados.

Pouco se sabe sobre essa família de cetáceos ; uma espécie foi descrita pela primeira vez em 1995, o misterioso mamífero (Mesoplodon mirus) é muito raramente visto, mas ninguém sabe se isso indica que está em perigo ou simplesmente difícil de encontrar. Tão esquiva é a espécie que até agora só existiram três avistamentos ao vivo no Atlântico Norte – e pelo menos uma delas é incerta, e poderia ter sido a baleia de bico de Gervais da mesma cor.

Duas outras espécies são conhecidas apenas a partir de restos de esqueletos, e os corpos de espécies não descritas ocasionalmente chegam à costa, trazendo novas informações sobre esta fascinante espécie de baleias.

Veja também

Tartaruga De Aquário

Tartaruga De Aquário: Como Cuidar, O Que Dar Para Comer E Fotos

A gama de animais de estimação é muito grande pra escolher, e entre alguns dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *