Home / Animais / Arraia Jamanta Gigante: Tamanho e Fotos

Arraia Jamanta Gigante: Tamanho e Fotos

A arraia é um dos animais que despertam a curiosidade do ser humano. Muitos não possuem informação, mas, só de observar uma delas no oceano, ficam fascinados. Este é o lado bom, entretanto, existe uma face mais obscura: O seu ferrão e os ataques contra as pessoas. Será que isso é verdade? A Arraia jamanta é um animal que deve ser temido?

As respostas para as perguntas ditas no parágrafo anterior serão respondidas logo mais, no decorrer do artigo. O que acha de continuar com a leitura? Vamos lá!

Arraia Jamanta: Características Físicas

Um dos maiores peixes que podemos encontrar, a arraia jamanta pode alcançar até sete metros (contando de ponta a ponta de suas “asas”). Seu peso pode ultrapassar uma tonelada, dependendo do seu tamanho e espécie.

Uma das características que diferencia ela dos outros peixes é sua boca terminal, além de possuir uma mandíbula sem nenhum dente.

Nomes Populares

Muita gente não a conhece por arraia, mas sim por morcego do mar ou peixe-demônio. Isso se dá por causa de sua aparência: Suas nadadeiras encefálicas são muito semelhantes a chifres.

Por causa disto, muitas lendas foram ligadas a elas. Infelizmente, pela ignorância do povo, em um período do tempo elas foram caçadas apenas porque alguns acreditavam que as arraias eram más.

Um dos motivos por ela ser tão temida (e ganhar esses apelidos) é pela ligação com os tubarões. Muitos acreditam que elas são uma espécie de tubarão! E, nós sabemos qual é a fama desses grandes do oceano. Terríveis, devoradores, cruéis. Isso acabou passando para as arraias.

Coloração

Sua tonalidade é bem variada, não dá para especificar apenas uma cor. O que elas têm em comum é que grande parte possui uma coloração escura na parte externa do corpo, como o preto e o verde-escuro. Já a parte interna, o ventre, sempre é mais clara. Quando não é branco, uma cor bem pálida aparece.

As suas manchas possuem uma características muito interessante: São como marcas de identificação (como as digitais da mão humana). Cada uma é única.

Animais Tranquilos

Diferentemente da crença popular, as arraias são animais extremamente dóceis. Dificilmente brigam entre si, atacam um animal ou partem para o ataque para cima de humanos. A única exceção está quando elas se sentem ameaçadas. Seu ferrão, uma defesa natural, sempre é usado quando o seu bem-estar (ou até a sua vida) está comprometida.

Ela quase nunca usa o seu ferrão, porém, caso seja necessário, sempre é ativado. Seu poder é tão forte que, caso atinja uma pessoa, sua pele terá muita dificuldade em cicatrizar. Além disso, é bem provável que todo o tecido fique necrosado!

Mesmo que um ataque seja perigoso — embora, dificilmente aconteça — ele não é fatal. A não ser que atinja um órgão vital, como o coração ou pulmão, por exemplo. Caso isso aconteça, será bem difícil da pessoa sobreviver. A morte é quase instantânea.

Contato Com os Seres Humanos

Apesar de possuir uma poderosa arma em sua cauda — o seu conhecido ferrão — ela é mansa. Não oferece nenhum perigo, caso não se sinta encurralada. É bem comum encontrar mergulhadores que mantém contato direto com elas. Caso você ache que elas fogem, está completamente enganado. Elas até gostam desse contato!

Elas são dóceis e permitem que o mergulhador se aproxime dela.

Embora as arraias pertençam ao mesmo grupo dos tubarões com seus esqueletos cartilaginosos, eles mostram ser um pouco mais tolerantes à presença humana. Elas são alimentadores de filtro que comem organismos marinhos minúsculos, incluindo zooplâncton, pequenos peixes e crustáceos.

Elas têm dentes, mas apenas na mandíbula que eles usam para mastigar sua comida. Estes dentes não são afiados o suficiente para rasgar a carne e muitas vezes dependem de seu tamanho grande para evitar predadores como a orca, mas se estes são insistentes, eles são capazes de nadar rapidamente para fugir. Uma manta geralmente se move a uma velocidade de 14 km / h, mas pode atingir explosões de até 35 km / h.

Os mergulhadores dizem que esses gigantes gentis podem nadar ao redor deles de maneira lenta e graciosa, e se perguntam quem está observando quem.

Onde Elas Vivem?

Arraia Jamanta Gigante no Fundo do Mar
Arraia Jamanta Gigante no Fundo do Mar

Não é um animal tão difícil de ser encontrado. As arraias adoram um local onde as águas estão rasas, principalmente as costeiras. Portanto, o litoral do Brasil é uma boa pedida caso você esteja procurando-as. Adoram um solo arenoso. As águas tropicais do Atlântico é o lugar mais provável para ter um encontro com elas.

Tome cuidado para não pisar em uma acidentalmente! Isso é muito comum. Quase nunca houve relatos de agressividade da parte deste animal. Quando é tocado bruscamente, prefere se afastar.

Uma dica ótima para se seguir é: Quando estiver caminhando por um local onde sabe que há a incidência de arraias, procure dar passos pequenos. Assim, você consegue alertar o animal, para que ele não seja esmagado.

Outras Curiosidades

Você vê, tudo o que eles têm a fazer é abrir aquela boca enorme que eles têm e continuar nadando. Em média, uma arraia irá consumir cerca de 60 quilos de peixes pequenos e plâncton todos os dias, simplesmente por filtração!

Sua reprodução é bem lenta, comparado com a maioria dos animais: Elas dão à luz até 2 filhotes por ano (a não ser que nasçam gêmeos). O período de gestação acontece entre 10 e 13 meses.

Um dos mistérios sobre a arraia é se eles dormem ou não. Houve alguns experimentos para ver se há mudanças nas ondas cerebrais deles em determinados períodos, mas eles não foram confirmados. Eles têm que nadar o tempo todo para que o movimento possa ser usado para detectar o sono ou não. É possível que eles durmam parcialmente e que uma parte do cérebro seja desligada de uma vez para que isso ocorra.

Eles foram vistos mergulhando até 30 metros na água. No entanto, não se sabe se eles têm a capacidade de mergulhar mais do que isso. O interessante é que, embora eles não interajam muito entre si, eles fazem com vários peixes, tubarões e golfinhos.

 

Veja também

Habitat do Pelicano: Onde Eles Vivem?

Pertencentes à família Pelecanidae, os pelicanos são aves aquáticas que possuem um grande bico e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *