Home / Animais / Aranha Marrom: Habitat, Picada, Ataque e Necrose

Aranha Marrom: Habitat, Picada, Ataque e Necrose

É raro alguém se deparar com uma aranha marrom, porque essas criaturas de oito patas são reclusas e preferem ficar sozinhas. Elas tendem a viver em espaços interiores e exteriores onde as pessoas não vão a maior parte do tempo. Se você se encontrar no mesmo lugar com uma, no entanto, não vai querer atacá-la! Vai querer sair do seu caminho pois, se ela se sentir pressionada, pode te picar.

Aranha Marrom: Características E Habitat

Aranhas marrons são uma das duas aranhas mais comumente encontradas principalmente nas regiões sudeste e sul do Brasil e podem causar problemas reais se picarem alguém. Elas produzem veneno nocivo que pode causar uma ferida dolorosa no local da picada. Pode causar sintomas ainda mais graves em algumas pessoas. Se alguém tiver um confronto com uma aranha marrom, é aconselhável que um médico lhe dê uma checada, apenas por precaução.

Uma aranha marrom pode não ser apenas marrom, mas também meio bronzeada. Tem uma área em forma de violino na metade frontal do corpo, com o pescoço do violino apontando para o abdome da aranha. Pode ser maior do que outras aranhas que esteja acostumado a ver. Seu corpo pode variar em tamanho de um 1,5 cm a 5 cm, e suas longas pernas fazem parecer ainda maior.

A maioria das aranhas tem oito olhos, mas uma aranha marrom tem seis. Dois são frontais e os outros quatro laterais (dois de cada lado da cabeça). Aranhas marrons são encontrados principalmente em espaços interiores, como sótãos, garagens ou armários escuros. Ao ar livre, ela se esconde em lugares também úmidos, por exemplo, sob troncos, sob alpendres ou dentro de pilhas de rochas.

Aranha Marrom: Picada, Ataque E Necrose

Uma mordida pode não machucar a princípio ou mesmo deixar uma marca. Para algumas pessoas, parece uma alfinetada muito leve; não chega nem mesmo a assemelhar-se com uma picada de abelha. Dentro do primeiro dia ou dois depois de ter sido mordido, você pode perceber: dor ou vermelhidão no local da picada, uma ferida profunda (úlcera) que se forma onde você foi mordido, com a pele no centro ficando roxa, febre, arrepios, náusea, dor nas articulações, fraqueza, convulsões ou coma (muito raro).

Ser picado por uma aranha é muito difícil de acontecer. Picar seres humanos não é interessante para aranhas pois não somos considerados alimentos para elas. Aliás, as mandíbulas de muitas aranhas nem sequer podem perfurar a pele humana (há muitas exceções também). Morder um humano seria um ato defensivo, no caso de serem surpreendidas ou acuadas, tipo colocando a mão ou o pé onde há uma. Ou também pode acontecer caso ela esteja dentro de uma roupa sua que você resolver vestir sem investigar antes e acabar imprensando a aranha em seu corpo.

Aranha Marrom Em Cima de um Tênis
Aranha Marrom Em Cima de um Tênis

Todas essas são circunstâncias que podem ocorrer com uma aranha marrom. Ela não estará te atacando mas sim se defendendo. E se ocorrer, os sintomas só aparecerão depois, não na hora da picada. Você perceberá depois o local ficar avermelhado, vai começar a coçar e a doer. Um “olho” (como um furúnculo) vermelho ou roxo se desenvolverá ao redor da mordida. O local poderá começar a empolar ou inchar. E se não for tratado logo, é possível que a região ao redor da picada comece a necrosar. A pessoa pode também sofrer calafrios, febre e dor de cabeça.

Não existe remédio feito especificamente para a picada de aranha marrom em humanos (até pela raridade do evento). O máximo que o médico fará é prescrever antibióticos para os sintomas mais básicos. No caso de necrosar, pode ser preciso uma cirurgia ambulatorial de remoção. Casos mais graves podem ocorrer a pessoas mais suscetíveis como falha nos rins, icterícia, sangue na urina ou até mesmo coma.

Que fique claro, entretanto, que pelo menos outras 40 condições podem levar a sintomas semelhantes. Certifique-se então que seu problema foi mesmo causado por uma aranha marrom. Se possível capture ou fotografe a aranha se estiver convicto que foi picado por ela.

Diagnóstico e Tratamento

Como acabamos de dizer, seu médico vai querer ter a certeza de que você foi, de fato, mordido por uma aranha marrom. Ajudará se você puder descrever como era a aranha. Algumas pessoas tentam pegar o inseto para mostrar ao médico. Tudo bem, contanto que você possa fazer isso com segurança. Você pode apenas tentar tirar uma foto dela. Atenção especial se a mordida tiver ocorrido em crianças pequenas! Se você suspeitar que seu filho pequeno foi mordido por uma aranha marrom, consulte o seu médico imediatamente. Seus corpos não podem evitar os efeitos perigosos do veneno da aranha.

Para adultos, a maioria das picadas de aranha marrom pode ser tratada em casa com bons resultados. Mesmo assim recomendamos que procure um médico por prevenção em no máximo 36 horas após a picada. Cerca de 10% dos casos de mordidas causam úlceras ou bolhas que prejudicam tanto a sua pele que você precisa de cuidados médicos. No entanto, se os seus sintomas são leves e você insistir em se cuidar sozinho, tente estes remédios caseiros simples (sugestões que valem ser tomadas mesmo se tiver a intenção de ir ao médico em seguida):

Limpe com sabão e água e aplique um creme antibiótico. Se você foi mordido em um braço ou perna, mantenha-o levantado enquanto estiver descansando. Isso pode reduzir o inchaço. Coloque gelo na picada. Tome algum remédio paliativo para tratar da dor (cuidado com o uso de remédios sem receita). Mas, acima de tudo, preste atenção para sintomas mais graves. Consulte um médico imediatamente se você notar algum destes sintomas:

Limpando a Mão Com Sabão
Limpando a Mão Com Sabão

A mordida formou uma úlcera ou bolha com um centro escuro (azul, roxo ou preto); você está com muita dor (intensa e constante); você tem uma infecção se alastrando no local da picada; você está com dificuldade para respirar. Outra consideração a fazer é que algumas picadas de aranha podem ter esporos de tétano, então você pode precisar de uma dose de tétano depois de ter sido mordido. Se você tem uma infecção, você pode precisar de antibióticos.

Espécies de Aranha Marrom

A aranha marrom da qual falamos até agora pertence aos aracnídeos do gênero loxosceles. A taxonomia reconhece mais de 120 espécies desse gênero atualmente e muitos destes são recorrentes aqui em território brasileiro. Dentre as espécies que podem ser encontradas por aqui, destacamos:

Loxosceles adelaida, loxosceles amazonica, loxosceles anomala, loxosceles chapadensis, loxosceles gaúcho, loxosceles hirsuta, loxosceles immodesta, loxosceles intermedia, loxosceles laeta, loxosceles muriciensis, loxosceles niedeguidonae, loxosceles puortoi, loxosceles similis e loxosceles willianilsoni.

Veja também

Quais São os Sintomas da Doença do Carrapato?

Carrapatos, um parasita amplamente distribuído em muitos ambientes naturais e com o qual os caminhantes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *