Home / Animais / Aranha Classificações Inferiores e Famílias

Aranha Classificações Inferiores e Famílias

As aranhas são consideradas os aracnídeos mais numerosos do mundo. Ao redor do mundo, são aproximadamente 35.000 espécies distribuídas em 108 famílias. Estas espécies podem ser encontradas em uma grande diversidade de hábitats, desde meios aquáticos até extremamente secos, o que possibilita que sejam encontradas desde o nível do mar até as montanhas mais altas.

Uma observação importante é que o número de 35.000 espécies, de acordo com a literatura, ainda pode variar para 40.000 ou até 100.000.  No entanto, os pesquisadores reconhecem que ainda há muito trabalho a ser feito, uma vez que apenas estão descritas entre um terço e um quinto das espécies de aranhas existentes.

As aranhas são animais carnívoros e se alimentam de insetos ou pequenos invertebrados. A maioria das espécies é venenosa, sendo que em alguns delas o veneno é ativo nos seres humanos.

Neste artigo, você conhecerá importantes características sobre as aranhas, principalmente referentes à sua sistemática, ou seja, classificação científica e categorização taxonômica.

Então venha conosco e boa leitura.

Aranha Anatomia Comum às Espécies

Praticamente todas as aranhas vão apresentar características anatômicas em comum que incluem quatro pares de patas, um par de pedipalpos e um par de quelíceras inserido no prossoma (região anterior do corpo das aranhas).

O prossoma também pode ser chamado de cefalotórax, uma vez que envolve a zona cefálica assim como a zona torácica.

Os olhos estão posicionados na porção cefálica do prossoma, e a quantidade varia entre si até o número de 8. Esses olhos são bastante sensíveis a diversos tipos de luz e, de acordo com a sua posição são chamados de laterais anteriores (LA), laterais posteriores (LP), medianos anteriores (MA) e Medianos posteriores (MP).

A carapaça é formada por quitina, apresenta consistência rígida e é mais larga na porção posterior (na qual está posicionado o tórax) e mais estreita, assim como mais elevada, na porção anterior (na qual está posicionada a zona cefálica).

Na zona cefálica é que se encontram os olhos, a boca e as quelíceras. NA zona torácica, estão os pedipalpos, as patas ,as fóveas e o externo.

As aranhas também possuem pequenos apêndices pares responsáveis pela produção de seda, chamados fieiras. Em algumas aranhas, há uma placa chamada cribelo que se localiza na frente das fieiras, e auxilia na produção de um tipo especial de seda, o qual frequentemente é de consistência pegajosa, grande espessura e coloração branca ou azulada.

Algumas aranhas possuem uma estrutura rígida na frente na abertura genital, que recebe o nome epigíneo. Outras também possuem tufos de pêlos densos e espatulados entre as garras, cujo nome é fascículos inguinais, responsáveis por facilitar a adesão às superfícies lisas.

Em relação à anatomia interna, os envoltórios do corpo de uma aranha são a cutícula, a hipoderme e a membrana basal. A cutícula é formada pela exocutícula e pela endocutícula; a primeira é mais delagada, resistente e com pigmentos, ao passo que a segunda é mais espessa laminar e sem pigmentos. A hipoderme é considerada uma camada uniestratificada, cujas células podem ser cúbicas, cilíndricas ou achatadas. As células hipodérmicas se inserem na membrana basal, e originam as glândulas assim como as células tricógenas.

A musculatura das aranhas é formada por feixes estriados, disposição que se assemelha bastante aos músculos estriados dos invertebrados.

O sistema circulatório é do tipo aberto. Em relação ao sistema respiratório, há dois tipos de órgãos: os pulmões e as traquéias.

O tubo digestivo é composto por intestino anterior, intestino médio e intestino posterior. A excreção ocorre através dos túbulos de Maplpighi, assim como através das glândulas coxais. O sistema nervoso está situado no cefalotórax e é formado por sistema nervoso central e sistema nervoso simpático.

Aranha Classificação Taxonômica Geral

Genericamente (ainda sem entrar no mérito das espécies), a classificação científica para as aranhas obedece à sequência estabelecida abaixo:

Reino: Animalia;

Filo: Arthropoda;

Classe: Arachnida;

Ordem: Araneae.

Aranha Classificações Inferiores: Subordens

Aranha na Teia
Aranha na Teia

A Ordem Araneae contém 3 subordens com aproximadamente de 38 superfamílias e 108 famílias.

Na subordem Mesothelae, estão dispostas as aranhas de aspecto primitivo. No geral, são poucas espécies com distribuição geográfica limitada a poucos locais. As famílias dessa subordem são três, das quais duas são consideradas extintas (no caso, as famílias Arthrolycosidae e Arthromygalidae), a uma família remanescente é a Liphiistidae.

Diferentemente da subordem acima (a qual contém placas segmentares ao longo do corpo), a subordem Opisthothelae reúne aranhas sem placas segmentadas, também chamadas de escleritos. Esta subordem é considerada taxonomicamente superior à Mesothelae e em sua subdivisão agrupa a Infraordem Mygalomorphae e Araneomorphae (a qual contém as espécies de aranhas mais comuns).

Aranha Classificações Inferiores e Famílias: Liphistiidae

Liphistiidae
Liphistiidae

A família taxonômica Liphistiidae é considerada fitogeneticamente basal, ou até mesmo primitiva. Compreende 5 gêneros e 85 espécies de aranhas escavadoras asiáticas.

Entre os gêneros, estão o Heptathela, descoberto pelo pesquisador Kishida no ano de 1923, com 26 espécies distribuídas entre Japão, China e Vietnã; o gênero Liphistius, descoberto pelo pesquisador Schiodte no ano de 1849, com 48 espécies encontradas no Sudeste Asiático; o gênero Nanthela, descoberto pelo pesquisador Haupt no ano de 2003, com 2 espécies encontradas em países como Hong Kong e Vietnã; o gênero Ryunthela, também descoberto por Haupt (porém no ano de 1983), que abriga 7 espécies encontradas em áreas como Ryukyu e Okinawa; e, por fim, o gênero Songthela, descoberto pelo pesquisador Ono no ano 2000, com 4 espécies encontradas na China.

Bônus: Curiosidades Sobre as Aranhas

As aranhas são animais intrigantes e muitas informações sobre elas podem ser desconhecidas, por exemplo, você sabia que as aranhas praticam a reciclagem? Pois bem, aranhas comem as próprias teias de modo a auxiliar na produção de novas teias.

Comparativamente, em termos de gramas e espessura, a teia da aranha é mais resistente do que o aço. Isso sim é incrível.

As aranhas tem sangue azul, tal como as lagostas e caracóis, em razão do alto teor de Cobre em seu organismo.

A maioria das aranhas possui expectativa de vida de um ano, no entanto, algumas tarântulas podem viver quase duas décadas.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre o universo dos aracnídeos, o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Mega Curioso. Confira 21 curiosidades fascinantes relacionadas com as aranhas. Disponível em: < https://www.megacurioso.com.br/animais/98661-confira-21-curiosidades-fascinantes-relacionadas-com-as-aranhas.htm>;

Portal São Francisco. Anatomia das Aranhas. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/biologia/anatomia-das-aranhas>;

Wikipédia. Liphistiidae. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Liphistiidae>;

Wikipédia. Sistemática das aranhas. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Sistem%C3%A1tica_das_aranhas>.

Veja também

Habitat do Cavalo: Onde Eles Vivem na Natureza?

Espaços abertos e um cobertor de grama é o que os cavalos preferem ter ao …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *