Home / Animais / Araçari-Miudinho ou Araçari-Limão: Características e Fotos

Araçari-Miudinho ou Araçari-Limão: Características e Fotos

 Quem já viu um a araçari-miudinho não esquece jamais! Uma ave multicolorida que também  é conhecida como ou araçari-limão e pode ser encontrada em algumas regiões do nosso país. Faço o convite para que você conheça um pouco mais sobre as características dessa espécie tão rara. Preparado? Vamos lá!

O araçari-miudinho ( nome científico Pteroglossus viridis) pode ser encontrado nos estados do Amazonas, Pernambuco, Alagoas, Mato Grosso, Maranhão e até em algumas regiões bolivianas. Também conhecido como araçari-limão ou araçari verde ele apresentam uma característica muito marcante: possuem no máximo quarenta centímetros e pesam um pouco mais que cem gramas.

Características do Araçari-Miudinho

Os machos possuem pelagem preta na região do pescoço e a causa e também as asas apresentam detalhes na cor verde. O bico possui as cores vermelha amarela, preta e laranja. Já nas proximidades dos olhos, a ave apresenta coloração azul. Ou seja, uma verdadeira festa de cores que enche os nossos olhos com tanta beleza.

Já as fêmeas do araçari-miudinho possuem, ainda, a cabeça amarronzada com detalhes mais avermelhada.

Araçari Miudinho

O araçari-miudinho possui um bico bem alongado que parece muito com os que encontramos nos tucanos. Eles podem emitir alguns sons muito intensos que podem ser escutados até mesmo em uma longa distância. São animais que se alimentam basicamente de frutas e folhas.

Subespécies do Araçari-Miudinho

Umas das subespécies de araçari-miudinho mais conhecidas é o araçari-miudinho de bico riscado ( nome científico  Pteroglossus inscriptus inscriptus) que pode ser encontrada até mesmo em alguns estados nordestinos. Conforme o seu próprio nome destaca eles possuem uma marca no maxilar na cor preta que lembra muito um risco.

São aves que costumam andar em grupos e se alimentam com vegetais, ovos e até pequenos animais vertebrados e invertebrados. Não existem estudos que mostram com precisão a forma de reprodução dessa espécie, mas acredita-se que elas realizam o cruzamento com apenas um par por vez.

O araçari-miudinho de bico riscado pode voar solitariamente ou grupos. Apreciam ficar nas árvores ou em busca de locais que possuam uma alimentação rica em frutas podendo atacar ninhos de outras espécies de animais para procurar uma forma de alimento.

A subespécie pode ser encontrada em territórios bolivianos, colombianos, amazônico, além dos estados brasileiros de Alagoas e Pernambuco.

Outra subespécie do araçari-miudinho é o Pteroglossus inscriptus humboldti  em que a presença das marcas que se assemelham a um risco é menos frequente. Também se alimentam de frutas e auxiliam na dispersão de sementes pela natureza quando liberam os restos de alimentos que consomem.

Durante a fase de reprodução o animal escolhe uma árvore que possui um buraco para fazer um ninho e depositar os ovos. Podem ser botados até quatro pequenos ovos que darão origem a novos filhotes completamente sem penas e que não conseguem enxergar nos primeiros dias de vida.

Ave Rara

Por ser uma ave muita rara não se sabe muito sobre o araçari-miudinho. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Estado de Goiás teve como objetivo a catalogação de algumas espécies que são nativas do cerrado brasileiro e que podem ser encontradas em diversas regiões do país. Dentre os animais registrados encontra-se o araçari-miudinho, em especial, o Araçari-miudinho-de-bico-riscado que foi  visto pela primeira vez no estado.

Outra pesquisa que também tentou desvendar os hábitos e formas de desse bicho descobriu que  o araçari-miudinho está realizando migração da região amazônica para o pantanal do Brasil. Não se sabe exatamente o motivo da mudança, mas acredita-se que ela está relacionada com o aumento das temperaturas.

Pteroglossus Inscriptus Humboldti

Do ponto de vista do equilíbrio da natureza, essa migração das aves não representa uma boa notícia já que os animais que já viviam no Pantanal vão passar a disputar alimentação com os “novos moradores”.

Outras Informações Sobre o Araçari-Miudinho

Para encerrar nosso artigo preparamos algumas informações e curiosidades sobre uma das aves mais  lindas e coloridas que existem. Confira:

  • Pertencem à família dos Ramphastidae e a ordem dos Piciformes. As aves dessa ordem geralmente possuem um médio porte e costumam ter as árvores como habitat natural. Existem mais de quatrocentas espécies, entre elas, os pica-paus e também os tucanos.
  • O som que o araçari-miudinho emite parece muito com o barulho de veículos como as motos e os carros. Interessante, não é mesmo?
  • Costumam habitar matas mais fechadas e preferem uma alimentação baseada em frutos e alguns insetos.
  • É uma espécie muito pequena e nunca chega a passar dos quarenta centímetros de comprimento.
  • A reprodução do animal acontece geralmente entre o período que vai de fevereiro até junho, mas pouco se sabe sobre a espécie devido a falta de pesquisas sobre o animal. A descoberta da espécie foi possível graças ao acesso às fendas de árvores que são feitas pelos pica-paus. É muito comum que o araçari-miudinho realize a sua reprodução nessas cavidades arbóreas.
  • Os ovos são chocados por aproximadamente quarenta dias. Podem nascer até quatro novas pequenas aves.
  • Como estão sempre procurando frutas para se alimentarem os araçaris podem ser encontrados também em plantações.

E você? Já conhecia o araçari-miudinho? Nós aqui do Mundo Ecologia ficamos encantados com as cores e exuberância desta ave! Que tal nos deixar um comentário contando o que achou do nosso artigo e nos sugerindo novas pautas sobre animais e plantas?

Aproveite e compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais e não se esqueça de nos visitar sempre que possível, ok? Diariamente disponibilizamos novos conteúdos e curiosidades sobre os mais diversos temas ligados à natureza e ecologia. Até a próxima!

Veja também

Comportamento do Marisco, Hábitos e Modo de Vida do Animal

Por definição, mariscos ou frutos do mar seriam algumas espécies de moluscos ou crustáceos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *