Home / Animais / Ancestrais Dos Ursos: Espécies Que Foram Extintas Com Fotos

Ancestrais Dos Ursos: Espécies Que Foram Extintas Com Fotos

Os mamíferos são uma classe de animais vertebrados do reino animal, eles são divididos basicamente em dois tipos: os aquáticos e os terrestres. No grupo dos terrestres temos uma grande quantidade de espécies e os ursos são, sem dúvida, uma das mais conhecidas por pessoas no mundo inteiro.

Como sabemos, com o passar dos anos o planeta foi evoluindo geologicamente (terra) e também os animais visto a grande necessidade de sobrevivência; com isso as espécies de ursos foram surgindo. Até que chegássemos às espécies que conhecemos atualmente houve um longo processo, e tudo iniciou com um patriarca.

Espécies De Ursos No Mundo Atualmente

Os ursos são animais muito conhecidos no mundo inteiro, diferentes espécies estão distribuídas por todo o tipo de habitat estando adaptados para cada situação que enfrentam. Atualmente existem em torno de oito espécies de ursos, são eles:

  • Urso de Óculos
    Urso de Óculos
    Urso de Óculos
  • Urso Polar
    Urso Polar
    Urso Polar
  • Urso Panda
    Urso Panda
    Urso Panda
  • Urso Pardo
    Urso Pardo
    Urso Pardo
  • Urso Negro Americano
    Urso Negro Americano
    Urso Negro Americano
  • Urso Negro Asiático
    Urso Negro Asiático
    Urso Negro Asiático
  • Urso Malaio
    Urso Malaio
    Urso Malaio
  • Urso Beiçudo
    Urso Beiçudo
    Urso Beiçudo

De um modo geral todos estes animais possuem as mesmas características comportamentais como o pelo grosso, garras poderosas, bons nadadores e excelentes escaladores de árvores.

Todas estas espécies foram surgindo com o passar do tempo mas nem sempre foi assim.  Há 20 milhões de anos atrás o nosso planeta era mais quente e praticamente todo coberto por florestas. Nelas surge o primeiro personagem dessa longa história: o urso da alvorada.

Ancestrais dos Ursos: Urso da Alvorada

Possuidor de um aspecto semelhante ao de um lobo, o primeiro urso existente costumava viver nas árvores pois assim ele evitava o conflito e competição com outros grandes animais carnívoros.

Um dos pontos fundamentais para a evolução dos ursos, como os conhecemos hoje, foi a dentição deste animal. O urso da alvorada tinha uma arcada dentária bem flexível o que lhe permitia comer tanto carne como também plantas.

As mudanças na terra eram constantes, sendo que o clima era uma das maiores mudanças; com isso, o primeiro urso precisava agora adaptar-se para que pudesse sobreviver. Assim aquele primeiro animal evoluiu, de um anima que vivia somente em árvores para o que os pesquisadores chamam de urso cinzento (originador das espécies que conhecemos atualmente).

Dentição de um Urso
Dentição de um Urso

Ancestrais Dos Ursos: O Início Das Subdivisões

No período das grandes glaciações (calculado em 14 milhões de anos atrás) o urso cinzento migrou para a região da Eurásia, ali ele se deparou com a grande falta de alimento que compunha sua base alimentar: a carne; mediante essa nova situação o urso cinzento se dividiu em duas novas espécies.

Na região sul, mais especialmente na Índia, o animal teve que se alimentar de insetos como cupins e formigas, com isso o seu corpo foi criando uma estrutura que lhe permitisse realizar suas atividades. Equipado de um focinho bem alongado, seu aspecto é semelhante ao de um tamanduá, ainda sim ele não perdeu todos os dentes.

Mais acima, na China, o animal se adaptou a uma dieta movida a bambu que é uma matéria em grande abundância do país. Diante disso, ele desenvolveu uma estrutura junto ao polegar e seus dedos que lhe permitiam segurar firmemente o bambu para quebra-lo facilitando assim a sua digestão; surge daí uma das espécies mais conhecidas: o panda.

Ancestrais dos Ursos: Subdivisões na América

Enquanto ocorriam todas essas mudanças, na América do Norte os ursos evoluíram ao chamado urso gigante de focinho curto. Diferente dos ursos da região asiática, estes eram predominantemente carnívoros.

Animais portadores de dentes grandes e também de tamanho considerável podendo chegar aos 3,20 m. Este animal não tinha uma anatomia que lhe permitisse ser um exímio caçador, ainda sim tinha um porte bem intimidador para qualquer outro animal, inclusive os grande carnívoros.

Urso Polar se Alimentando
Urso Polar se Alimentando

Ancestrais Dos Ursos: A Extinção De Algumas Espécies

Como visto, os ursos foram se adaptando e evoluindo simultaneamente tanto na Ásia como na América; com o passar do tempo as mudanças climáticas permitiram que as espécies existentes viessem a se encontrar e, como se sabe, a luta por território é algo que sempre existiu no mundo animal e sempre existirá.

Os Ursos da Ásia e também aqueles que surgiram da divisão (beiçudos e pandas) mais o urso gigante entraram nessa briga. O resultado disso foi a extinção de algumas espécies.

Ancestrais Dos Ursos: O Surgimento De Novas Espécies

Passado mais um período de tempo, o clima voltou a se modificar; com isso o urso gigante já não tinha mais estrutura para suportar o clima relativamente quente que lhe fez perder suas presas o que lhe afetava diretamente em sua competição com o urso pardo e em sua dieta. A partir disso o urso pardo toma conta desse novo cenário territorial.

Ilustração do Urso Gigante
Ilustração do Urso Gigante

Outro fator decisivo no desaparecimento do urso gigante foi o grande desenvolvimento da tecnologia que permitiu ao homem aprimorar suas técnicas de caça; isso lhe afetou de duas maneiras sendo uma direta e outra indireta. Diretamente quando ele era o alvo da caça e indiretamente a partir do momento em que outros animais que compunham sua cadeia alimentar eram caçados.

Ancestrais dos Ursos: Encurralados no Ártico

Como não falar do urso polar, este evoluiu dos ursos castanhos que terminaram “presos” no Ártico, calcula-se que isso aconteceu por volta de 2 milhões de anos atrás; Eles foram atraídos diante da possibilidade de alimento de outros mamíferos com as focas quando, em certo momento, o gelo de derrete e os ursos pardos agora isolados evoluem ao hoje adaptado urso polar.

Ancestrais Dos Ursos: Outros Ancestrais

De maneira paralela aos ursos comentados anteriormente, surge um novo urso na Eurásia: o urso das cavernas. Segundo os pesquisadores ele viveu há cerca de 1,2 milhões de anos atrás em um ambiente de clima muito frio.

O que justifica o nome deste animal era o tempo em que ele passava em período de hibernação. Como o clima era muito ameno, bem característico do Plistocénico, ele gastava mais tempo hibernando dentro das cavernas.

Urso das Cavernas
Urso das Cavernas

Não se sabe ao certo qual o motivo da extinção desta espécie, o que se acredita é que como a terra seguiu em constante mudança climática isso afetou diretamente o seu habita natural. Ainda falando na sua extinção, outra hipótese levantada é a da influência humana; as primeiras comunidades humanas partilhavam de um mesmo ambiente com estes animais podendo entrar em disputas por cavernas, por exemplo.

Veja também

Diferenças Entre Raças de Cães Maltês, Poodle, Shih-Tzu, Yorkshire e Bichon Frise

Porque as necessidades de todos são tão diferentes, vamos nos concentrar na comparação entre algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *