Home / Animais / Alimentação do Tigre: O Que Eles Comem na Natureza?

Alimentação do Tigre: O Que Eles Comem na Natureza?

O tigre, assim como outros grandes predadores, está no topo da cadeia alimentar, ao lado de criaturas igualmente fascinantes, como leões, leopardos, e por aí vai.

Mas, você sabe o que os tigres comem, de fato, quando estão em seu habitat natural? Então, vem descobrir com a gente.

Hábitos Alimentares dos Tigres

Os tigres, assim como qualquer outro grande predador natural, precisam comer grandes quantidades de carne diariamente para sustentarem os seus corpos enormes, dotados de uma poderosa musculatura. A maioria das subespécies de tigres consome cerca de 10 kg de carne de uma única vez, mas, existem outras que podem chegar a comer até 30 kg ao dia!

Entre os animais que servem de banquete para os tigres, podemos citar antílopes, javalis, veados, búfalos e outros bovinos, e até mesmo ursos. Quanto maior o animal, melhor; afinal, a quantidade de comida conseguida de uma única vez será muito bem-vinda, ainda mais se a presa servir de alimentação não pra um, mas pra vários tigres de um único grupo. Porém, isso não significa que eles não possam se alimentar de animais menores, como macacos, lebres, porcos e peixes. Vai muito da disponibilidade de alimento.

Agora, é bom ressaltar também que, apesar dos tigres não atacarem elefantes adultos (principalmente, os asiáticos), pela óbvia diferença de tamanho, é comum que eles cacem os filhotes destes, principalmente aqueles mais distraídos ou doentes, que acabam se tornando uma presa muito fácil para um caçador tão bom quanto um tigre adulto.

Esses felinos são hábeis caçadores noturnos, aproximando-se das suas presas em silêncio, mas, já foram relatadas caças em plena luz do dia. Digamos que os tigres são ótimos estrategistas, assim como a maioria dos felinos, investindo pesado no elemento surpresa de uma emboscada para garantir um alimento farto e suculento.

Como se isso tudo não bastasse, esses animais ainda são exímios nadadores, e adoram a água (ao contrário da maior parte dos felinos). Em terra, então, nem se fala! Fora da água, os tigres são bem ágeis e velozes, podendo andar sem grandes dificuldades por terrenos rochosos e ainda subir em árvores que possuam troncos grossos.

Mas, tem mais: os tigres conseguem saltar de 6 a 9 metros de distância, e cerca de 5 metros de altura. A visão desse animal não é lá muito boa, mas, em compensação, a audição e o olfato são muito apurados, o que garante uma grande eficiência na caçada.

Armas Poderosas Para Caçar

Além dos sentidos aguçados, os tigres possuem ferramentas muito úteis na hora da caça. Um bom exemplo disso são suas enormes presas, que podem chegar a 10 cm de comprimento. Outra ferramenta eficaz são suas garras, que podem medir 8 cm, que servem como espécies de ganchos quando estes animais atacam suas vítimas.

Tais armas são fundamentais, principalmente quando o tigre caça animais bem maiores do que o normal. No ataque, ele tende a morder primeiramente a garganta de sua vítima, usando as poderosas patas dianteiras para agarrar a presa. Um sistema de caça letal, digamos assim. O tigre, então, continua a morder o pescoço da presa até que esta morra por estrangulamento.

Além disso, é bom salientar que os tigres conseguem correr bem rápido, apesar do seu peso. Em geral, conseguem atingir velocidades de 50 km/h, mas há registros que confirmaram que algumas espécies chegam a alcançar 65 km/h, o mesmo que uma pessoa comum e bem treinada consegue correr. Ainda assim, são velocidades que eles atingem em curtos espaços (por isso, a necessidade de fazer uma emboscada bem sucedida). Inclusive, se a presa percebe a aproximação do tigre, este, em geral, desiste daquela caça em específico.

Após matar a sua presa, os tigres arrastam o corpo para escondê-lo em qualquer cobertura vegetal nas proximidades. E, isso, claro, exige grande força física, e não é à toa que esse animal come tanta carne de uma única vez (ele precisa de muita energia para conseguir um banquete tão vasto). E, isso sem contar que muitos tigres podem passar até duas semanas sem comer, portanto, é necessário sempre se alimentar em grandes quantidades.

A Importância dos Tigres na Cadeia Alimentar

Geralmente, vemos muito a expressão “determinado animal está no topo da cadeia alimentar”. E, um desses seres “privilegiados” é justamente o tigre, que assim como os tubarões, os crocodilos, e outros grandes felinos, como os leões, ocupam um lugar de destaque no ecossistema, e são imprescindíveis para o funcionamento deste.

No entanto, grandes predadores como os tigres, ao mesmo tempo em que desempenham papel importante para o equilibro natural (afinal, sem eles, populações de herbívoros se alastrariam pelo mundo de maneira desordenada), também são vulneráveis, em especial, devido à ação do homem, que, além de caçar esses animais indefinidamente, destroem seus habitats naturais com uma velocidade muito alta.

Exemplo do Tigre na Cadeia Alimentar
Exemplo do Tigre na Cadeia Alimentar

E, o que ocorreria se animais como os tigres desaparecessem? Primeiro, teríamos o que chamamos de cascata trófica, que é uma espécie de “efeito borboleta”, afetando bastante a cadeia alimentar como um todo. Isso, na prática, significa que com mais populações de animais que servem de alimento a esses predadores, vegetações inteiras iriam sucumbir, bem como outros problemas naturais ocorreriam, e prejudicariam o ecossistema inteiro.

Por sinal, um dos animais mais ameaçados de extinção atualmente é justamente o tigre-siberiano, que, além de sofrer com a caça predatória (que já chegou a dizimar de 30 a 50 espécimes por ano), ainda precisa enfrentar outras dificuldades, como doenças raras que estão acometendo muitos desses animais depois que os seres humanos passaram a interferir radicalmente em seus locais de residência na natureza. Pra se ter uma ideia, em 2005, cerca de 500 indivíduos habitavam 16 áreas que estavam sendo monitoradas por um determinado programa de preservação ambiental. Hoje, apenas 56 animais estão confirmados nesses mesmos lugares (uma queda bem significativa).

Perder esses animais tão fascinantes da natureza não significa apenas deixar de ver um animal tão bonito em seu habitat natural. Pelo fato da sua alimentação estar classificada no topo de uma cadeia complexa do ecossistema, a extinção dos tigres causaria muito transtornos, inclusive a nós, seres humanos.

Portanto, a grande questão é tentar salvar esses magníficos predadores da extinção; o quanto antes.

Veja também

Quantos Rinocerontes Existem no Mundo? Ele Está em Extinção?

Maior entre todos os rinocerontes, o rinoceronte-branco pertence ao grupo dos mamíferos perissodáctilos e sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *