Home / Animais / Alimentação do Dogue Alemão: O Que Eles Comem?

Alimentação do Dogue Alemão: O Que Eles Comem?

alimentação do dogue alemão, seja filhote ou adulto, deve ser aquela específica para os cães que possuem porte grande. Não é à toa que se deve considerar as necessidades nutricionais reais do animal.

Suplementos extras também são válidos, bem como qualquer tipo de alimentação indicada pelo veterinário. O que for benéfico para a raça, pode ser incluído na dieta diária do pet.

Agora, se você quer entender um pouco mais acerca dos tipos de alimentos e sua relação com a saúde do dogue alemão, confira as informações que preparamos.

A Tabela do Crescimento da Raça

É fato que a alimentação do dogue alemão deve ser proporcional ao seu tamanho gigante. Sua tabela relacionada ao crescimento monstra como que ele alcança, em pouquíssimo tempo, um peso bem considerável. Isso realmente é um trabalho pesado para as suas articulações e ossos.

Seu rápido desenvolvimento exige que a alimentação do animal seja cuidadosamente inspecionada. Se for filhote, a atenção deve ser redobrada. Essa preocupação nos seus primeiros meses será fundamental na manutenção da boa saúde para o resto da vida.

Dogue Alemão

A alimentação do dogue alemão vai variar conforme a idade. Isso porque a necessidade nutricional de um filhote para um cachorro adulto ou idoso obviamente não é a mesma.

O peso e altura de um macho adulto, varia entre 54 a 90 kg, medindo 80 a 90 cm de comprimento. Já a fêmea pode chegar a 59 kg e medir 84 cm.

Alimentação do Dogue Alemão: Natural ou Ração?

Hoje em dia, encontra-se facilmente nas casas especializadas, vários tipos de ração e alimentação natural distintas. Há aqueles que gostam de combinar ambas as modalidades para seus pets, e há aqueles que optam por uma ou outra. Os “patês” também são muito comuns e enriquecidos com vitaminas.

Assim, pode-se dizer que não há uma opção melhor do que a outra. Sendo algo que faz bem para o organismo canino, e que tenha sido indicada sob supervisão veterinária, é válido.

O que deve ser levado em conta é a necessidade calórica do pet. Especialmente a da raça é bastante elevada, variando entre 1.940 Kcal/diárias para fêmeas e 2.480 Kcal/diárias para os machos.

Prós e Contras de Cada Tipo de Alimentação

Caso os tutores ainda fiquem na dúvida sobre a melhor alimentação do dogue alemão, é possível listar prós e contras de diversos tipos:

  • Alimentação natural – Esse tipo de dieta é claramente saudável e bastante indicada. Ao escolher alimentos frescos, pode-se monitorar a qualidade, o que impacta na saúde geral do cão. Sem contar que raramente existe rejeição por parte do animal e supre, sem maiores problemas, as carências nutritivas;
  • Dieta crua – Diferente da alimentação natural, a dieta crua é tal como o próprio nome diz, não tem nenhum cozimento. Entretanto, peixes e carnes precisam ser dourados para que não sejam contaminados. A vantagem é menos tempo de preparação e mais nutrientes;
  • Ração – Não existe problema nenhum na ração, desde que ela não contenha corantes e que venha descrita como “nutricionalmente completa”. Nem sempre marcas famosas são melhores que as mais baratas. O importante é, também, o valor nutricional;
  • Patês: Os patês, ou comidas úmidas, precisam ter uma nutrição completa. Como a maioria das embalagens é pequena, deve-se verificar sempre a quantidade suficiente para suprir as carências da alimentação do dogue alemão. Tutores devem ficar atentos também às diarreias que eventualmente podem ocorrer.

A escolha é livre para cada tipo de alimentação, entretanto, deve-se ficar atento para não misturar uma com outra. Isso pode ocasionar problemas na digestão.

Quantidade de Alimentação do Dogue Alemão

O consumo diário vai variar conforme a fase do cão. Filhotes precisam comer várias vezes ao dia. Adultos podem comer apenas duas frações diárias. Mas existem algumas especificações que podem ser seguidas como base.

O filhote necessita de alimentação mais constante, ainda mais se estiver muito pequeno. Seguir o que o veterinário recomenda quanto garante o crescimento adequado e uma ótima condição de saúde.

Os pets pequenos de até 3 meses devem se alimentar até 4 vezes por dia. De 4 até 5 meses, devem ter a alimentação dividida em 3 vezes ao longo do dia. Acima dos 6 meses já podem comer pela manhã e à tarde, como os animais adultos.

Abaixo, segue uma listagem de porções. Mas é preciso lembrar que existem variações quanto a cada animal e quando a cada alimentação.

Idade (meses)MachoFêmea
2410 gramas350 gramas
3520 gramas430 gramas
4615 gramas500 gramas
5755 gramas580 gramas
6 a 7860 gramas600 gramas
8 a 18890 gramas610 gramas

 

Quantidade para Adulto

A alimentação do dogue alemão adulto é medida em quantidade conforme o peso do pet. Na tabela a seguir é possível entender melhor.

Peso (kg)Quantidade (gramas)
45500
50520
55550
60585
65590
70650
75720
80775
85800
90860

 

Além da alimentação, os tutores devem prestar atenção na hidratação. O dogue alemão precisa de água abundante e fresca sempre. Os recipientes precisam estar limpos para evitar que bactérias e sujeiras se acumulem e sejam repassados para o organismo do cão.

Cuidados que o Tutor Precisa ter com a Alimentação

Como citado acima, essa raça precisa de cuidados especiais quanto aos ossos e articulações. Ele é um animal suscetível a doenças relacionadas ao seu tamanho, por exemplo, a displasia do quadril.

Sem contar que a questão do sobrepeso pode propiciar o surgimento de diversos outros problemas. Tanto por isso é extremamente importante cuidar da questão calórica para controle do peso do animal. Sem excesso, sem problemas articulares e cardíacos.

Outro problema que pode afetar o pet é a torção gástrica, uma vez que vem da sua morfologia. Assim, algo que os tutores devem evitar é a alimentação antes dos passeios diários.

A escolha de uma alimentação do dogue alemão que preserve a estrutura óssea e a massa muscular é extremamente benéfica. Inclusive, a recomendação é que, segundo orientações veterinárias, ocorra a ingestão de suplementos.

 

Veja também

Pato-de-Crista: Características, Nome Cientifico, Habitat e Fotos

A criação de patos é muito comum no Brasil, já que não exige grande trabalho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *