Home / Animais / Alimentação do Camelo: o que Eles Comem?

Alimentação do Camelo: o que Eles Comem?

Alguns animais possuem uma alimentação bem peculiar devido ao ambiente em que vivem. Inclusive, quanto mais inóspito o habitat de certos seres, mais eles precisam arrumar formas diferentes de se alimentar, e de como o seu organismo irá absorver os nutrientes necessários para a sua subsistência.

É o caso do camelo, que precisa se virar em condições extrema de grandes áreas desérticas, e que, por isso mesmo, precisa de um sistema de alimentação diferente da maioria dos animais, em especial, quase se trata de beber água.

Vamos saber um pouco mais sobre isso a seguir.

O Camelo e os Seus Hábitos Alimentares

Em se tratando do tipo de alimentação que consome, podemos dizer que a maior parte dos camelos é herbívora, com uma dieta composta de uma quantidade razoável de sal. Isso implica dizer que eles comem muitas plantas e vegetais salgados que são encontrados em desertos. Contudo, em períodos de escassez, podem se alimentar de outros tipos de comida.

De um modo geral, os camelos comem todo tipo de plantas e vegetais que crescem em áreas desérticas. Ramos, folhas secas, , ervas daninhas, sementes, grãos, frutas frescas ou secas, e mais uma variedade de possibilidades compõem o cardápio desse animal um tanto exótico.

Essa pouca exigência é uma facilitadora eficaz, visto que os camelos vivem em ambientes com poucas possibilidades de alimentação vasta e diversificada. Portanto, poder comer de tudo um pouco facilita bastante a sobrevivência desses seres em lugares difíceis (até mesmo para nós, seres humanos).

Mas, como os camelos conseguem comer todo tipo de planta nos desertos (incluindo as espinhosas)? Simples: devido aos seus peculiares lábios. Graças a uma musculatura bem flexível (mas, resistente), os camelos podem abocanhar plantas de diversas texturas, mesmo que elas sejam bem duras e tenham espinhos.

Armazenamento e Sistema Digestivo

Uma das maiores táticas que o camelo possui para sobreviverem em ambientes em condições desfavoráveis é o fato de terem como armazenar comida em suas corcundas (que também são chamadas de corcovas).

Nessa parte do seu corpo, esses animais podem armazenar até 36 kg de gordura, o que os mantém com energia suficiente por um bom tempo, principalmente quando não há muita comida à disposição. Em alguns casos, devido a esse reservatório providencial, eles podem passar até 2 semanas sem se alimentarem.

Já o sistema digestivo desse bicho é um caso à parte, possuindo uma incrível capacidade de aproveitar o máximo de comida consumida. Mesmo em momentos em que o camelo coma de maneira esporádica, seu sistema digestivo está sempre preparado para absorver os nutrientes necessários para a subsistência dele naquele ambiente ali.

O estômago desse animal possui ainda a capacidade de digerir a comida diversas vezes. Além disso, o incrível corpo dos camelos tem como absorver a umidade das plantas consumidas, conseguindo, dessa forma, uma dose extra de água (que, evidentemente, eles também armazenam).

Corcundas: Grandes Reservas de Alimentos

Como visto antes, as corcovas dos camelos servem como uma grande dispensa, que vai, aos poucos, armazenando todas as substâncias retiradas da comida ingerida. Isso vale tanto para produtos sólidos, quanto para água também. Por sinal, quanto mais as corcundas do animal armazenam água e gordura, mais elas aumentam de tamanho.

Interessante notar, no entanto, que o mecanismo inverso ocorre com o passar do tempo. Ou seja, quando o animal precisa dos nutrientes armazenados em sua corcunda, ele vai retirando-os aos poucos, com ela diminuindo de tamanho. Inclusive, pode chegar num determinado em que toda a reserva de nutrientes é retirada da corcunda, fazendo com que ela fique caída de lado.

Camelo Corcundas Grades

Importante salientar ainda que a gordura que se encontra nas corcundas do camelo retém calor, já que se encontra armazenada em um único local. Assim, esse animal não precisa armazenar muita gordura em outras partes, o que faz com que o seu corpo não esquente muito.

Como é, Afinal, a Dieta do Camelo?

Como os camelos vivem em ambientes hostis, como dunas e terras bem áridas, eles precisam se vira com o que têm à disposição. Por exemplo, a dieta normal de um animal desses é feita à base de plantas secas, cactos, raízes, galhos espinhosos, entre tantos outros alimentos similares. Por sinal, eles comem plantas que qualquer outro animal não comeria, como aquelas com alto teor de sal, por exemplo.

Com relação à água, os camelos não precisam beber de maneira constante. Às vezes, passam um dia inteiro sem beber uma gota de água sequer. Porém, quando resolvem (ou precisam) beber esse precioso líquido, fazem com gosto. Estudos indicam que esses animais, quando é necessário, podem beber até 75 litros de água de uma única vez!

Por sinal, quando não há água potável nas redondezas, os camelos se contentam com água salgada mesmo, em especial, em lagos e lagoas. E, mais uma vez, vale a incrível resistência do camelo: nenhum outro animal conseguiria beber uma água com um teor tão alto de sal.

Quando não encontram um pingo sequer de água, esses animais podem percorrer longas distâncias sem muitos problemas, visto que o seu senso de direção é fantástico.

Vida no Deserto

Além da questão de uma alimentação diferenciada, com um sistema que ajuda na boa absorção de nutrientes, mesmo em condições desfavoráveis, os camelos possuem outros métodos eficazes para sobreviverem nos desertos. Um desses mecanismos está nos olhos: ele possui nada menos do que três pálpebras, que servem como proteção contra a areia do deserto.

Outro ponto que ajuda muito o camelo a se sair bem nessas condições é que esses animais têm a capacidade de fechar as narinas também para evitar inalarem grãos de areia em suas caminhadas. Ou seja, trata-se de um corpo bastante adaptado pára condições nem um pouco favoráveis.

O Camelo se Encontra em Risco de Extinção?

Assim como muitos animais selvagens que temos na natureza hoje em dia, os camelos também são seres que correm certo risco de extinção. E muito disso se deve à destruição constante de seus habitats naturais.

Em certas áreas do mundo, como a China e a Mongólia, por exemplo, tanto a mineração, quanto a atividade industrial estão afetando e diminuindo o número de camelos nesses países. Por sinal, fora os seres humanos, o principal predador que os camelos enfrentam é o tigre.

Por fim, podemos dizer que em condições normais o camelo pode viver entre 40 e 50 anos de idade, mais ou menos.

Veja também

Diferenças Entre Raças de Cães Maltês, Poodle, Shih-Tzu, Yorkshire e Bichon Frise

Porque as necessidades de todos são tão diferentes, vamos nos concentrar na comparação entre algumas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *