Home / Animais / Alimentação do Bicho-da-Seda: o Que Eles Comem?

Alimentação do Bicho-da-Seda: o Que Eles Comem?

Já ouviu falar no bicho da seda?  Você sabia que esse pequeno animal é responsável pela produção de um nobre tecido? Acompanhe nosso artigo e conheça um pouco mais sobre ele. Preparado?

O Que Come o Bicho da Seda?

O bicho da seda é um animal que nasce a partir de ovos da mariposa. Durante a sua fase de larva, esses pequenos bichos iniciam um intenso crescimento à medida que o tempo vai passando. Todo esse desenvolvimento deve-se ao intenso processo de alimentação do animal.

O principal alimento do bicho da seda são as folhas, em especial, as da amoreira. Elas garantem que o animal possa chegar a medir cinco centímetros de comprimento. Depois disso, o bicho começa a fabricar o casulo, componente essencial para a fabricação da seda.

Esse casulo é muito delicado e fabricado cuidadosamente pelo animal. Ele é formado por apenas um fio que entrelaçado apresenta o formato do número oito. Para ter uma noção de como o trabalho do bicho da seda é primoroso, em apenas três dias, ele consegue fiar mais de mil metros para construir o casulo.

Característica do Bicho da Seda

O bicho da seda (Nome científico Bombyx mori) passa por quatro fases distintas no seu ciclo de vida: ovo, nascimento das lagartas, pupa e indivíduo adulto. O casulo é quebrado e logo em seguida, a pupa se transforma em uma linda mariposa por volta do décimo segundo dia.

De forma geral, o bicho da seda vive por cerca de quinze dias e chega a colocar mais de trezentos ovos durante a sua curta jornada de vida. Estima-se que existem mais de 400 espécies de bicho da seda que são frequentemente modificados para um aprimoramento das criações da espécie.

Informações Sobre a Produção da Seda

Atualmente o maior produtor de seda é a China. No Brasil, a produção de bicho da seda se concentra nas regiões sul e sudeste. A fibra da seda é ecológica e exige pouca utilização de inseticidas para o seu cultivo.

Uma lenda chinesa conta que uma rainha estava debaixo de uma amoreira quando um casulo caiu na sua xícara e acabou soltando um de seus fios. Assim, surgia a produção da seda! Para se ter uma ideia de como esse tecido é valorizado, ele era vendido em troca de ouro pelos antigos romanos.

Alguns estudos indicam que a seda é fabricada há mais de cinco mil anos e os segredos da sua confecção foram mantidos guardado a setes chaves por muito tempo. Os ovos do animal foram levados para o continente Europeu e, assim, a sericultura começou a se expandir por todo o mundo. No nosso país, a produção iniciou ainda no século XIX, no estado do Rio de Janeiro.

Boa parte da produção da seda brasileira é exportada e apenas uma pequena fatia do negócio é aproveitada no próprio país. A culinária asiática costuma utilizar o bicho da seda como ingrediente para diversos pratos culinários. E você? Conseguiria encarar um bichinho da seda na hora do lanche?

Como Criar Bicho da Seda

Como a alimentação do bicho da seda é composta basicamente de folhas da amoreira, é aconselhável que o criador também invista no cultivo da árvore para facilitar os cuidados com o animal.  Se você ficou curioso e ficou se perguntando o porquê dessa folha ser tão benéfica para o bicho da seda, nós vamos esclarecer agora!

As folhas da amoreira possuem um componente que estimula as glândulas do bicho da seda e a produção de uma secreção. Essa mesma secreção proporciona um endurecimento e uma qualidade melhor ao fio da seda.

Procure escolher terrenos planos para o cultivo da amora e opte por realizar as plantações entre abril e agosto. Não esqueça que um bom adubo no solo pode garantir excelentes resultados para a sua planta.

Após o aparecimento das primeiras folhas, realize a colheita e utilize na alimentação do bicho da seda.  O bicho da seda deve ser acomodado em um galpão e receber ventilação adequada. Um detalhe importante é que você deve procurar adquirir os bichos da seda quando eles estão em fase de lagarta. Além da ventilação é importante também ficar atento para a umidade do ar dentro do galpão.

Ficha Técnica do Bicho da Seda

Para encerrar vamos conferir as principais informações sobre esses animais? Veja:

Seu nome científico é Bombyx mori.

Pertence a classe Insecta e a Ordem dos Lepidóptera.

A alimentação do bicho da seda é basicamente composta de folhas do pé de amora.

Podem ser encontrados em todas as partes do mundo, mas a sua origem e a criação de forma sistematizada aconteceu no continente asiático.

A produção de seda por meio desse animal se chama sericultura.

Os ovos do bicho da seda devem permanecer em temperatura amena, sem ultrapassar os 25 °C.

Em cada incubação podem nascer milhares de bichos da seda.

Bicho da Seda na Mão do Criador
Bicho da Seda na Mão do Criador

Na Ásia é comum a utilização do bicho da seda tanto na culinária, quanto para tratar algumas enfermidades.

Encerramos por aqui e esperamos que você tenha conhecido um pouco mais sobre esse animal tão curioso.  Caso tenha ficado alguma dúvida sobre a alimentação do bicho da seda, fique à vontade para nos deixar um comentário logo abaixo. Você também pode compartilhar essas informações nas suas redes sociais.

Que tal aproveitar para conhecer um pouco mais sobre outras espécies de animais aqui no Mundo Ecologia. Esperamos te encontrar mais vezes por aqui! Até mais!

Veja também

Meu Cachorro Está Estranhando Todo Mundo. E Agora?

Os cachorros ganharam enorme importância na vida das famílias brasileiras. Esses animais se tornaram tão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *