Home / Plantas / Tudo Sobre Ervilha

Tudo Sobre Ervilha

Existe uma frase atribuída a Heráclito, um pensador e filósofo, onde se diz: “Se felicidade estivesse nos prazeres do corpo, diríamos felizes os bois, quando encontram ervilha para comer.” O que será que esse filósofo quis dizer com isso? E o que a ervilha tem haver com o assunto afinal? Bom, melhor deixar a filosofia pra lá! Vamos falar de ervilha…

Falando de Ervilha

A ervilha refere-se à planta pisum sativum, bem como a sua pequena semente redonda e comestível ou a vagem ( fruto ) em que a semente cresce. O pisum sativum foi uma das primeiras plantas cultivadas por humanos e continua sendo uma importante cultura alimentar hoje. Esta espécie é um membro da família das leguminosas , fabaceae, juntamente com feijão e amendoim. Algumas outras espécies pertencentes à família das leguminosas também são chamadas de ervilhas, incluindo o grão de bico (cicer arietinum) e o feijão-caupi ou veandro-preto (vigna unguiculata). Costumam ser classificados “família das ervilhas”.

Através de uma relação simbiótica com as bactérias fixadoras de nitrogênio, as ervilhas desempenham um papel na conversão do nitrogênio atmosférico em uma forma que as plantas podem utilizar. Esta relação harmoniosa e mutuamente benéfica entre diversas espécies também é utilizada na agricultura para a reposição de solos com baixo teor de nitrogênio devido ao plantio de culturas não leguminosas.

A Ervilha como Planta

A planta de ervilha é uma erva anual e pode ser um arbusto ou videira, dependendo da variedade. À medida que cresce rapidamente, as hastes são delgadas e pequenas em diâmetro. Podem crescer entre 30 a 150 cm. A ervilha pode tolerar a geada e, portanto, pode brotar no início da primavera. As flores são brancas, rosa ou púrpura e florescem sequencialmente a partir do fundo da planta. Ervilhas cultivadas são auto-polinizadoras. As frutas , chamadas “vagens”, contêm de 2 a 10 sementes, chamadas “ervilhas”.

Debulhando sua História

A ervilha é nativa da Ásia Ocidental e Norte da África. Diz-se que as ervilhas selvagens ainda podem ser encontradas no Afeganistão, no Irã e na Etiópia. Elas parecem ter sido cultivados pela primeira vez no início da agricultura no Oriente Médio, talvez há uns 10 mil anos atrás. O cultivo de ervilha se espalhou pela Europa e pelo leste até a Índia há cerca de 4.000 anos atrás. Somente no primeiro século EC, as ervilhas foram introduzidas na China e, logo depois, em 1492, no Novo Mundo.

Plantas de ervilha exigem clima frio. Elas não se dão bem quando a temperatura sobe acima de 27 °C. Por outro lado, elas podem suportar temperaturas no ponto de congelamento ou um pouco abaixo. Se a geada ocorrer e a parte aérea principal for morta, novos brotos se originarão sob a superfície do solo. Em alguns lugares, de acordo com sua cultura de cultivo, as ervilhas são plantadas no outono e crescem durante o inverno e em outras são plantadas no início da primavera.

O cultivo de ervilha, como o cultivo de outras leguminosas, adiciona nitrogênio ao solo e é freqüentemente feito como parte de sistemas de rotação de culturas. Desde 1980, a produção mundial de ervilhas tem aumentado de forma generalizada com a França , a China e a Rússia como os maiores produtores mundiais. Os dois maiores usos de ervilhas são para alimentação humana e animal. Na Europa, a maioria das ervilhas é usada para alimentar animais.

Algumas das razões pelas quais a ervilha se manteve popular são que ela amadurece cedo e pode crescer em condições frias e semi-áridas. Ao longo dos séculos, diferentes variedades foram desenvolvidas para diferentes usos e em muitos lugares várias instituições estão trabalhando em futuras variedades melhoradas. Tanto a semente redonda como a vagem com a semente são consumidas como parte da dieta alimentar humana. Nutricionalmente, as ervilhas são uma boa fonte de carboidratos e proteínas , além de ferro e vitaminas B e C.

A Ervilha como Alimento

Nos tempos antigos, as ervilhas eram cultivadas principalmente por suas sementes secas. Junto com favas e lentilhas, estas formaram uma parte importante da dieta da maioria das pessoas na Europa durante a Idade Média. Por volta de 1600 e 1700, tornou-se popular comer ervilhas “verdes”; isto é, enquanto eles são imaturos e logo depois de serem escolhidos. Isso foi especialmente verdadeiro na França e na Inglaterra , onde se dizia que comer ervilhas era “tanto uma moda quanto uma loucura”. Novas variedades de ervilhas foram desenvolvidas pelos ingleses durante esse período, que ficaram conhecidas como “ervilhas de jardim” e “ervilhas inglesas”. A popularidade das ervilhas verdes se espalhou para a América do Norte. Com a invenção do enlatamento e congelamento de alimentos, as ervilhas verdes tornaram-se disponíveis o ano todo, não apenas na primavera como antes.

Ervilhas frescas são frequentemente comidas cozidas e aromatizadas com manteiga ou hortelã como um vegetal de acompanhamento. Ervilhas frescas também são usadas em tortas, saladas e caçarolas.  As vagens de ervilha não se mantêm bem quando são colhidas e, se não forem usadas rapidamente, são melhor preservadas por secagem, enlatamento ou congelamento em poucas horas após a colheita.

Ervilhas secas são muitas vezes transformadas em uma sopa ou simplesmente comidas por conta própria. No Japão e em outros países do Leste Asiático, incluindo Tailândia, Taiwan e Malásia, as ervilhas são torradas e salgadas e consumidas como salgadinhos. No Reino Unido, as ervilhas são usadas para fazer pudim ou mingau, um prato tradicional. Na América do Norte, um prato tradicional é a sopa de ervilha, feita a partir de ervilhas secas. Na culinária chinesa, brotos de ervilha são comumente usados ​​em frituras.

No Reino Unido , ervilhas desidratadas, reidratadas e amassadas, conhecidas pelo público como ervilhas, são populares, originalmente no norte da Inglaterra, mas agora de forma onipresente, como acompanhamento ou empadas com carne. As ervilhas processadas são ervilhas maduras que foram secas, embebidas e então tratadas termicamente (processadas) para evitar a deterioração, processo semelhante a pasteurização. Ervilhas cozidas às vezes são vendidas secas e revestidas com wasabi como um lanche picante.

O Cultivo de Ervilha no Brasil

Cultivo de Ervilha
Cultivo de Ervilha

Como já vimos no artigo, o plantio de ervilha tende a dar melhores resultados em regiões mais frias do que as existentes no território brasileiro mas existem algumas regiões em que a adaptação foi possível. A principio, devido ao clima mais favorável, o plantio concentrou-se na região sul do país, aproveitando-se dos níveis de temperatura mais baixas por volto do mês de julho. Com o tempo, porém, percebeu-se o grande potencial possível na regiões de cerrado, no mês de abril, após a temporada das chuvas.

A iniciativa revelou-se um sucesso, tanto que as produções nessas regiões superou mesmo as produções da região sul, tendo atualmente o maior resultado de produtividade do país. As condições climáticas do cerrado brasileiro possibilitou um cultivo acima dos 40% de produtividade por hectare, uma média até mesmo maior que a mundial. Hoje podem ser vistas plantações de ervilhas, além da região sul, nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e também em Minas Gerais.

Veja também

Como Plantar Cravos por Estaca

A Grande Mudança da Nossa Espécie Os seres humanos, conhecidos cientificamente como Homo sapiens, é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *