Home / Plantas / Pé de Banana Enxertada

Pé de Banana Enxertada

Enxerto é uma técnica de horticultura em que tecidos de plantas são unidas de modo a continuar o seu crescimento em conjunto. A parte superior da planta combinado é chamado o enxerto enquanto a parte inferior é chamada de porta-enxerto. O sucesso desta união requer que o tecido vascular cresça em conjunto e essa união é chamada de inosculação. A técnica é mais comumente usada na propagação assexuada de plantas cultivadas comercialmente para os negócios hortícolas e agrícolas.

Isso é Possível em Bananeiras?

Para um enxerto se unir, o estoque de raiz e o pedaço de broto a ser anexado a ele devem possuir tecido cambial, uma fina camada de células dentro dos feixes vasculares que se dividem para criar uma união bem-sucedida. Plantas monocotiledôneas (bananas, palmeiras, lírios, gramíneas e assim por diante) não possuem um câmbio.

Nas plantas existem tipos especiais de tecidos chamados tecido meristemático.

O tecido meristemático são três tipos que são:

1) Meristema apical (responsável por aumentar a altura da planta chamada crescimento primário).

2) Meristema intercalar (responsável por aumentar a altura do internódio, ou seja, também mostra crescimento primário).

3) Meristema lateral (responsável pelo aumento da largura do caule, ou seja, crescimento secundário).

O cambium é um dos tipos de meristema lateral. O próprio cambium é de dois tipos: 1) câmbio vascular (presente entre os vasos, ou seja, xtlum e pholem) e 2) cambio da cortiça (presente abaixo da epiderme).

O câmbio ajuda a ligar as duas partes do caule. Monocotiledôneas não possui cambium, portanto, enxerto não é possível em monocotiledôneas.

Então o que é Enxerto de Banana?

Para que ocorra uma enxertia bem-sucedida, os tecidos do câmbio vascular das plantas de estoque e de copa devem ser colocados em contato um com o outro. Ambos os tecidos devem ser mantidos vivos até que o enxerto tenha sido “ingerido”, geralmente um período de algumas semanas. O enxerto bem-sucedido requer apenas que uma conexão vascular ocorra entre os tecidos enxertados. Enxerto de banana é apenas o nome popular dado a uma das oito técnicas conhecidas de enxerto usualmente utilizadas.

O enxerto de banana (também chamado de enxerto de quatro abas) é comumente usado para nozes, e tornou-se popular com essa espécie em Oklahoma em 1975. Ele é anunciado para a máxima sobreposição do câmbio, mas é um enxerto complexo. Requer diâmetros do mesmo tamanho para o porta-enxerto e o enxerto. A casca do porta-enxerto é cortada e descascada em quatro abas, e a madeira dura é removida, parecendo-se um pouco com uma banana descascada. É um enxerto difícil de aprender.

Conhecendo a Técnica

O enxerto de banana, ou enxerto de quatro abas, é um procedimento de propagação bem-sucedido e de fácil execução para amadores e horticultores profissionais. É ideal para árvores de pequeno calibre até dois centímetros e meio de diâmetro. Os enxertos de bananas são mais bem sucedidos quando as peças do enxerto e do porta-enxerto estão próximas do mesmo diâmetro. O melhor ajuste é obtido quando o rebento é ligeiramente maior que o estoque.

Consiste básica e resumidamente em cortar dois caules de diâmetros muito próximos e descascar os dois como se descasca uma banana, mantendo o máximo de madeira nos dois troncos. Sendo que no tronco do porta enxerto, um pedaço do caule será cortado sobrando sua casca e câmbio para cobrir o caule que será enxertado em seu lugar. Tudo deve ser coberto adequadamente e cuidado durante algumas semanas até que o procedimento seja bem sucedido.

Outras Técnicas de Enxerto Usuais

Enxerto de aproximação: Abordagem de enxertia ou integração usada para unir plantas que são difíceis de serem unidas. As plantas são cultivadas juntas e então unidas para que cada planta tenha raízes abaixo e crescimento acima do ponto de união.

Enxerto de broto: Também chamado de brotamento de broca, usa um broto em vez de um galho. O enxerto de rosas é o exemplo mais comum de enxerto de botões. Neste método, uma gema é removida da planta parental, e a base da gema é inserida por baixo da casca da haste da planta, a partir da qual o resto da parte aérea foi cortada. Qualquer broto extra que comece a crescer a partir da haste da planta é removido.

Enxerto de fenda: Na fenda, um pequeno corte é feito no pedúnculo e, então, a extremidade pontiaguda do enxerto é inserida no pedúnculo.

Enxerto de chicote: No chicote, o enxerto e o rebanho são cortados e depois unidos. O ponto enxertado é então preso com fita adesiva e coberto com cera macia para evitar desidratação e infecção por germes. Também conhecido como o enxerto de chicote e língua, este é considerado o mais difícil de dominar, mas tem a maior taxa de sucesso, pois oferece o contato mais câmbio entre o descendente e o estoque. É o enxerto mais comum usado em fruteiras comerciais de cobertura.

Enxerto esboço: É uma técnica que requer menos estoque do que o enxerto de fenda, e mantém a forma de uma árvore. Também os enxertos são geralmente de 6 a 8 botões neste processo.

Enxerto de furo: O enxerto de furos leva menos recursos e menos tempo. É melhor feito por um jardineiro experiente em enxertos, pois é possível acidentalmente levar a ferramenta muito longe no estoque, reduzindo as chances de sobrevivência do enxerto. O enxerto de furador pode ser feito usando uma chave de fenda para fazer uma fenda na casca, não penetrando completamente na camada do câmbio. Em seguida, insira o descendente encravado na incisão.

Enxerto de Furo
Enxerto de Furo

Enxerto folheado: Folheado de enxerto, incrustação, é um método utilizado para estoque maior do que 3 cm de diâmetro. O enxerto é recomendado para ser tão grosso quanto um lápis. Fendas são feitas do mesmo tamanho que o rebento no lado do galho, não no topo. A extremidade do rebento é moldada como uma cunha, inserida e envolvida com fita adesiva nos ramos do andaime para lhe dar mais força.

Os tipos mais comuns de plantas em que usualmente se realizam processos de enxerto nas culturas mundiais são maçãs, abacates, limões, laranjas, tangerinas, uvas, nozes, pêssegos, pêras, etc.

Veja também

Como Plantar Cravos por Estaca

A Grande Mudança da Nossa Espécie Os seres humanos, conhecidos cientificamente como Homo sapiens, é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *