Home / Plantas / Heliconia Wagneriana

Heliconia Wagneriana

Você Conhece a Helicônia Wagneriana?

Essa excêntrica planta atrai os olhares de todos. Está presente em vasta quantidade nos países tropicais e pode ser encontrada facilmente no Brasil.

Também é chamada de bananeira do mato, heliconia ou de caeté. Mas seu nome científico é Heliconia e está presente na família das Heliconiaceae, a qual é a única representante. Estima-se que existam de 200 a 250 espécies; onde estão as Heliconia Rostrata, Helliconia Velloziana, Heliconia Wagneriana, Heliconia Bihai, Heliconia Papagaio, entre muitas outras. 

Todas espécies possuem caracteristicas semelhantes como por exemplo, conter inflorescências – eretas ou pendentes – avermelhadas e invertidas, além de suas vistosas brácteas sobrepostas em um mesmo, ou diferente eixo. Mas também possuem sua própria beleza, sua própria peculiaridade.

No caso da Heliconia Wagneriana, espécia a qual trataremos aqui, ela possui belíssimas inflorescências com brácteas amarelo pálido, com a lateral rosada e com a borda verde brilhante. São pequenos detalhes, que quando observamos com atenção podemos disntigui-los uns dos outros e apreciar a beleza natural de cada planta.

Habitat da Helicônia Wagneriana

Elas são de origem latino americana, mais precisamente no Noroeste da América do Sul, onde localizam-se o Equador e o Peru. 

São regiões localizadas na faixa tropical, próxima à linha do Equador. Fato que faz o sol estar mais presente e com maior intensidade.

As plantas helicônias – de ótima adaptabilidade a regiões tropicais – aproveitaram o clima, a vegetação e as longas faixas tropicais para espalharam-se e proliferaram a espécie em vastas áreas da América do Sul até algumas regiões do Sul do Pacífico.

Um fato interessante é que, apesar de gostarem de sol e calor, muitas vezes elas estão presentes em regiões úmidas e chuvosas. Tendo ótimo desenvolvimento em florestas densas e quentes, como a Floresta Amazônica e a Mata Atlântica.

Estão geralmente em beiras de rio, em barrancos, áreas abertas e preferem altitudes inferiores aos 600 metros.

Elas desempenham uma função curiosa em meio selvagem. Devido ao seu rizoma – caule que cresce na horizontal e subterrâneo – ela ajuda na prevenção de encostas, na contenção de erosões e terraplanagem.

A Heliconia e Sua Beleza

No Brasil elas também estão presentes quase todos os Estados; mas podem ser encontradas facilmente compondo jardins, áreas externas e decorações, tendo principalmente função ornamental.

Sua beleza natural, rara e excêntrica logo passou a chamar a atenção dos seres humanos, que logo incorporaram a planta em jardins e demais decorações.

O crescente desejo do humano em usa-las na decoração de ambientes, passou a movimentar a economia da planta, virando um grande comércio e hoje elas podem ser encontradas em viveiros ornamentais, lojas agricolas, lojas on-line.

Elas são comercializadas tanto como semente, como também os bulbos da planta; os bulbos são apenas a parte subterranea, basta planta-los e eles nascerão.

Mas nem tudo são maravilhas, a decorrente queimadas e desmatamentos passaram a afetar as populações selvagens das Heliconias.

Além disso, um fator que é vital  qualquer espécie de ser vivo, seja planta, animal, é a extinção do seu habitat; se o habitat de qualquer ser vivo for extinto, e ele nao se adaptar a outro, ele morre.

Fato que acontece com a heliconia e outras diversas plantas. As decorrentes queimas de florestas e desmatamento, submetem os seres vivos que ali habitam a perderem seu habitat. 

Como muitas plantas são sensíveis, elas não conseguem se adaptar em outras áreas, o que leva a diminuição da população e em alguns casos, até a extinção da espécie.

No Brasil existem espécies de heliconia em extinção – Angusta, Cintrina, Farinosa, Lacletteana e Sampaiona. Hoje são apenas cinco, mas se não nos atentarmos e preservarmos as florestas esse número pode ser muito maior.

As cinco espécies habitam ou habitavam a Mata Atlântica, que foi a floresta mais devastada ao longo dos anos no Brasil, sendo visível o impacto em algumas espécies de heliconias.

Lembre-se, se você deseja obter uma heliconia em seu jardim, procure lojas próprias, especializadas, por que elas apenas reproduzem a planta e comercializam seus bulbos, não desmatam florestas.

Plantio da Heliconia Wagneriana

Você pode adquirir os bulbos facilmente em viveiros ou em lojas on-line.

O primeiro passo é o preparo do solo, é recomendado que seja arenoso, onde a água possa infiltrar nas camadas mais profundas. Reserve um espaço considerável para a planta, pois ela pode atingir um crescimento de até 3 metros.

Outro fator fundamental é o clima, se você mora em regiões frias, será dificil a adaptabilidade da planta, já que ela prefere locais úmidos e quentes. Mas isso não te impede de tentar, é necessário que a planta receba sol pleno, diariamente.

Plantio da Heliconia Wagneriana
Plantio da Heliconia Wagneriana

Para quem mora em regiões quentes, de clima tropical, basta posiciona-la de acordo com a iluminação solar e esperar o crescimento da planta. O interessante é que após o crescimento dos seus rizomas, você também poderá reproduzi-las.

É necessário também que ela receba um pouco sombra durante certo período do dia; e nas regiões mais frias, que ela fique imune as geadas.

A divisão de seus rizomas é o mais utilizado para a proliferação da espécie. Eles podem ser facilmente retirados e plantados em outros lugar, sem que a planta seja prejudicada.

Outro passo que merece atenção é na hora do plantio. Atente-se a profundidade que irá plantar o bulbo. Não pode ser muito raso, mas também não pode ser profundo, o recomendado é que cave um buraco de aproximadamente 10 centímetros. Coloque o bulbo ali e cubra com terra arenosa.

As regas devem ser feitas diariamente, ela é uma planta que adora água. Mas é importante destacar que o solo não deve ficar encharcado, pois isso dificulta o crescimento da planta.

O periodo de maior florescimento da Heliconia é no verão, apesar de algumas espécies florescerem o ano todo, com excessão do inverno.

Com uma espécie em seu jardim, você poderá acompanhar o ciclo de vida, o crescimento, o florescimento e acima de tudo admirar a beleza da Heliconia; também podemos citar inumeras outras plantas que merecem ser vistas, cultivadas e admiradas.

É fundamental que busquemos preservar a natureza, nossas mais lindas árvores e flores; que com isso estaremos cuidando de todas as vidas, as que habitam as florestas e também as que não habitam, inclusive as nossas.

Veja também

Cravo do Maranhão

Plantas em Extinção na Caatinga

Este grande cerrado no nordeste do Brasil fornece habitat para uma variedade de espécies de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *