Home / Plantas / Cebola é Raiz?

Cebola é Raiz?

A cebola (Allium cepa) é uma hortaliça amplamente utilizada na condimentação de alimentos. Acredita-se que começou a ser cultivada em civilizações antigas. Indícios apontam para uma provável origem no Afeganistão, Paquistão e Irã.

No Egito, foram encontrados documentos que fazem alusão ao consumo alimentar da cebola, além do seu uso na medicina, arte e, até mesmo, nos processos de mumificação. Sementes de cebola foram encontradas em tumbas egípcias do ano de 3.200 A. C.

A migração e ‘globalização’ da cebola ocorreu ao longo dos anos. Da Ásia, este alimento atingiu a Pérsia, o que propiciou disseminação pelos continentes Africano e Europeu.

Os colonizadores europeus foram os responsáveis por trazer a cebola até a América. Aqui no Brasil, a disseminação começou a partir do Rio Grande do Sul. Atualmente, nosso país é considerado um grande produtor, principalmente através das regiões Sul, Sudeste e Nordeste. Apenas no ano de 2016, o faturamento atingiu a marca de 3 bilhões de reais, sendo que 70 % da produção foi graças ao regime de agricultura familiar.

A cebola é conhecida pela grande capacidade de realçar o sabor de alimentos durante o cozimento, fritura ou preparo de assados. No entanto, também há a possibilidade de consumi-la crua (usualmente em saladas), ou durante o preparo de pratos mais diferenciados do usual, tais como patês, pães, biscoitos, entre outros. Os usos são inúmeros e dependem da criatividade do cozinheiro.

Nesse artigo, você conhecerá algumas características sobre esta hortaliça e descobrirá em qual classificação podemos enquadrá-la.

Afinal, cebola é raiz?

Venha conosco e descubra.

Boa leitura.

Propriedades Medicinais da Cebola

A cebola é muito eficaz no combate à infecções, também possui um ligeiro potencial detox ao estimular a eliminação de substâncias tóxicas através dos rins, através da qual demonstra conjuntamente um potencial diurético.

Outras propriedades incluem o auxílio nos casos de prisão de ventre, desordens intestinais, inchaço decorrentes de causas variadas. É excelente para aliviar quadros de reumatismo, em virtude da presença de minerais como o Cálcio, Fósforo e Ferro, além da vitamina C e vitaminas do Complexo B.

Nas situações de problemas do aparelho respiratório como gripes, resfriado, bronquite, tosse e quadros de asma aguda, recomenda-se o consumo de caldo de cebola cozido, após a adição de mel. Outra receita caseira, frequentemente empregada nos casos de inflamação na garganta, é uma mistura com mel, limão, cebola, e alho com aplicação direta na garganta em forma de compressa. As propriedades anti-inflamatórias da cebola, associadas aos outros ingredientes da fórmula, não demorarão a demonstrar resultado.

E se engana quem acha que as propriedades da cebola param por aí. Graças ao seu alto potencial antiinfeccioso, o consumo da cebola ajuda a eliminar vermes intestinais. Em caso de picada de insetos, a aplicação tópica de cebola é bastante eficaz.

Cebola frita ou assado auxiliar na dissolução de coágulos sanguíneos, também é um excelente preventivo para casos de enfarte.

Mesmo com todas as vantagens que o consumo da cebola traz para a saúde, não é indicado que pessoas com gastrite ou com elevado índice de acidez estomacal consumam a cebola crua.

As propriedades medicinais da cebola são incríveis, no entanto, ela não pode ser considerada como uma boa fonte nutricional, uma vez que o aporte de proteínas e aminoácidos essenciais é baixo.

Variedades de Cebola

Apenas no Brasil, são cultivadas 50 variedades de cebola, dentre elas a cebola roxa, amarela, branca, pérola e chalota.

Há 5 variedades de cebola roxa. As cebolas roxas e amarelas são as mais consumidas aqui no país. Cebolas brancas são mais facilmente encontradas desidratadas ou em conserva. As cebolas de tom amarelo são mais benéficas, a nível de propriedades medicinais, do que as cebolas de cor roxa.

Uma grande vantagem da cebola, qualquer que seja a variedade, é a sua conservação, a qual é bastante prática e não demanda refrigeração durante um tempo prolongado (usualmente de 3 a 5 semanas). Uma curiosidade é que cebolas roxas se conservam por um tempo maior do que as cebolas amarelas e brancas.

Mesmo com essas excelentes condições de conservação, a cebola que for picada ou ralada deve ser conservada por tempo não superior a um dia dentro da geladeira e em um pote hermeticamente fechado. Contudo, cebolas picadas em cubos ou em rodelas que forem congeladas, podem se conservar por um tempo significativamente superior, atingindo a marca de até mesmo 6 meses.

Afinal, Cebola é Raiz?

A cebola é considerada um bulbo, ou seja, um caule especializado. Além do bolbo visível, há um caule subterrâneo localizado na base da cebola. Este segundo caule é rodeado de folhas dispostas em camadas.

Outros alimentos bastante consumidos na culinária também despertam curiosidade, como é o caso da batata, cenoura, nabo e beterraba. No caso da batata, ela também é um caule especializado. No entanto, o mesmo não se repete para as cenouras, nabos e beterrabas, os quais são considerados raízes. Essas raízes são grossas e, em virtude disso, são chamadas de raízes tuberosas.

Além das cenouras, nabos e beterrabas, existem outros vegetais do tipo raízes, como é o caso da mandioca e batata-doce.

Características do ‘Pé de Cebola’

Esta vegetação é do tipo herbácea e monocotiledônea. A raiz é ramificada, fasciculada e superficial. Na base do bulbo, está localizado o caule subterrâneo, o qual é em formato de disco curto.

No bulbo, estão localizados as bainhas das folhas. Essas folhas possuem um formato cilíndrico. Em relação à flores, elas se dispõem em um formato que lembra muito um guarda-chuva, o qual recebe o nome de umbela.

Os frutos da cebola não são comestíveis e consistem em uma cápsula com poucas sementes.

Desenvolvimento Destacado no Caule: Diferenciando Tubérculos, Rizomas e Bulbos

Quando o órgão de reserva nutricional se localiza no caule, ele pode adquirir um formato oval, como é caso dos tubérculos, a exemplo da batata; pode adquirir um formato que lembra ramificações, como é o caso dos rizomas, a exemplo do gengibre; ou ainda pode adquirir um formato arredondado cônico, como é caso dos bulbos de cebola e alho, por exemplo.

*

Agora que você já sabe que a cebola se enquadra na classificação de caule com reserva nutricional em formato de bulbo, continue conosco e conheça outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

G1. Brasil produz 50 variedades de cebola. Disponível em: < https://g1.globo.com/economia/agronegocios/agro-a-industria-riqueza-do-brasil/noticia/brasil-produz-50-variedades-de-cebola.ghtml>;

Mundo Estranho. Qual a diferença entre raiz, tubérculo e bulbo? Disponível em: < https://super.abril.com.br/mundo-estranho/qual-a-diferenca-entre-raiz-tuberculo-e-bulbo/>;

Portal São Francisco. Cebola. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/cebola>;

Renascença. Cebolas, batatas e cenouras: afinal o que são? Disponível em: < https://rr.sapo.pt/rubricas_detalhe.aspx?fid=63&did=139066>.

Veja também

Flores de Cravo em Ritual Fúnebre

Flor de Cravo de Defunto Significado

Os Seres Humanos e Seus Rituais Desde que passamos a nos organizar como sociedades nós, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *