Home / Plantas / Bananeira Ornamental de Jardim

Bananeira Ornamental de Jardim

Taxonomia e Nomenclatura da Espécie Musa Ornata

Musa ornata, conhecida popularmente como Bananeira Ornamental de jardim, é uma das várias espécies de banana cultivadas como plantas ornamentais pela sua bela folhagem. É uma planta arbustiva e pertence à família botânica Musaceae. Essa família faz parte da classe Liliopsida, do grupo das monocotiledôneas. Apresenta 45 espécies, distribuídas em três gêneros: Musa, Musella e Ensete (Santos-Cerejo et. al, 2007).

O gênero Musa é o mais representativo, com cerca de 40 espécies e o gênero Ensete o menos representativo, como apenas uma espécie, Ensete vetricosum. Muitas espécies dessa família são cultivadas como plantas frutíferas, entretanto há aquelas que ocupem posição de destaque nos jardins, principalmente as do gênero Musa. O gênero Ensete também pode ser visto embelezando os jardins, com suas folhas grandes e “brilhantes”.

Segundo Cheesman (1947) o gênero Musa pode ser dividido em quatro seções: Eumusa, Rhodochlamys, Callimusa e Australimusa. Essa divisão é baseada no número de cromossomos e caracteres morfológicos, e esta classificação permanece aceita até hoje pelos botânicos. A Musa ornata pertence a seção Rhodochlamys, juntamente com as espécies: Musa velutina, M. laterita, M. rubra, M. aurantiaca, M. rosea, M. mannii, M. siamensis e M. sanguinea. As plantas desta seção são conhecidas por suas brácteas coloridas e pelo número cromossômico básico de 2n = 22.

Bananeira Ornamental em Casa
Bananeira Ornamental em Casa

Origem e Distribuição Geográfica

Oriunda do continente asiático, mais precisamente da Índia, a espécie chegou a América Central e do Sul por volta do século 19, onde tornou-se naturalizada. Como hibrida-se facilmente com outras espécies, resultou no surgimento de vários híbridos nas regiões tropicais da América.

Esta espécie é amplamente distribuída em todas as regiões tropicais, mas muitas vezes é mal nomeada. Foi descrita pela primeira vez em 1824 nas plantações de banana da Índia. No México ela também pode ser encontrada em grandes quantidades, embora as mudas sejam frequentemente oferecidas comercialmente com um nome diferente, Musa violacea.

No Brasil ela é cultivada em todo território, sendo encontrada facilmente nas regiões de Mata Atlântica. É cultivada pelo seu valor comercial e ornamental. É popularmente conhecida como bananeira, devido seu aspecto ser semelhante ao de uma banana. Apesar de atraente, seus frutos tendem a não serem comestíveis, devido seu gosto amargo.

Características Morfológicas

São plantas de porte considerado baixo, se comparado com as bananeiras comestíveis, apresentam pseudocaule verde, grande número de perfilhos (que são ramos laterais), folhas verdes, inflorescência ereta com uma média de cinco pencas por cacho e quatro frutos por penca. Os frutos são pequenos (com média de 5,5 cm de comprimento e 1,5 de diâmetro) de coloração verde, com sementes pretas, e o coração (que é inflorescência masculina) é delgado e de coloração rosa-claro ou rosa-violáceo (Santos-Cerejo et. al, 2007). A planta pode chegar a uma altura de 1,5 a 3,0 m. As folhas podem crescer até 1,8 m de comprimento, 360 mm de largura e podem ser usadas para arranjos de flores de corte tropical.

Floração e Frutificação

A bananeira ornamental não tem época certa para a sua floração. Ela pode florir durante o ano todo, em qualquer uma das quatro estações. A floração irá depender da época em que a bananeira ornamental foi plantada. A frutificação ocorre normalmente nos meses de abril a novembro.

Adapta-se muito bem ao clima tropical, mas também podem ser encontradas em regiões de clima subtropical e equatorial. É uma planta que deve ser cultivada em ambientes quentes e úmidos, por isso aprecia ser cultivada a sol pleno. A irrigação precisa ser feita com frequência e regularidade, porém deve-se evitar o excesso, para que o solo não fique encharcado, podendo atrair fungos e sufocar as raízes, condição que pode levar a planta à morte. O solo ideal para o seu cultivo é um solo fértil, de preferência com uma boa quantidade de matéria orgânica.

Propagação

Propagação da Bananeira Ornamental
Propagação da Bananeira Ornamental

A sua propagação pode ser através da divisão dos rizomas (que é um caule, subterrâneo e rico em nutrientes), das mudas que se formam de maneira natural pela divisão dos rizomas e também através das sementes.

A propagação por divisão dos rizomas, consiste em realizar corte nos rizomas com objetivo de gerar novas plantas. Quando são feitos esses cortes, a planta irá de forma natural gerar mudas. Com isso é possível realizar um novo plantio.

A propagação por meio de sementes, se dá como ocorre com as demais espécies vegetais. Basta pegar as sementes que foram geradas pelas flores da bananeira e fazer a sua dispersão em locais apropriados para o cultivo. Seguindo os procedimentos necessários de irrigação, adubação e luminosidade, a germinação das sementes se dá por volta de 15 a 30 dias.

Doenças que Podem Afetar as Bananeiras Ornamentais

Bananeira Ornamentada Doente
Bananeira Ornamentada Doente

As doenças mais comuns são as fúngicas. Essas podem causar muitos danos à planta. Os fungos entranham-se na planta, absorvidos juntamente com a água da seiva bruta, infectando o pseudocaule e as folhas. A quentura e a umidade, condições essenciais para o crescimento desta planta, também ajudam na proliferação dos fungos, gerando condições ideais para o desenvolvimento deles. O mal-do-Panamá é uma das doenças fúngicas que atinge essas plantas, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. cubense que está disseminada em todas as regiões produtoras de banana do mundo. Além desta, existe a sigatoka-negra, causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis. Para controlar a dispersão desses fungos, é necessária a exploração da variabilidade genética existente para selecionar ou gerar genótipos resistentes. O controle químico também é uma forma de controlar essas doenças.

As principais formas de disseminação são o contato das raízes de plantas sadias com plantas doentes, pelo uso de material de plantio infectado ferramentas de desbaste transportando solo contaminado. O fungo também é disseminado por água de irrigação, de drenagem e de inundação, assim como pelo homem, por animais, pela movimentação de solo.

Raiz Doente de Bananeira Ornamental
Raiz Doente de Bananeira Ornamental

Também podem afetar as plantas as doenças provocadas por bactérias, que devem, acima de tudo, ser combatidas através da prevenção, evitando que se propaguem, seja  desinfetando utensílios, seja através do combate a insetos onde as bactérias se hospedam. As principais doenças bacterianas que atingem essas plantas são: Murcha-bacteriana, causada pela bactéria Ralstonia solanacearum e Podridão-mole, causada pela bactéria Erwinia carotovora.

As doenças causadas por vírus geralmente são transmitidas por insetos hospedeiros e podem estar relacionadas a outras culturas de vegetais já infectados. As doenças virais mais representativas são: estrias da bananeira, causada pelo vírus Banana streak virus (BSV) e Mosaico da bananeira, causada pelo vírus do mosaico do pepino Cucumber mosaic virus CMV).

Veja também

Como Plantar Cravos por Estaca

A Grande Mudança da Nossa Espécie Os seres humanos, conhecidos cientificamente como Homo sapiens, é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *