Home / Natureza / Vulcão Vesúvio Está Ativo?

Vulcão Vesúvio Está Ativo?

Um Vulcão Milenar

O Vesúvio é um vulcão histórico da Itália. Ele é famoso por que em 79 d.C. entrou em erupção e destruiu as cidades romanas de Pompéia e Herculano; concretizando-se na história da humanidade como uma das maiores catástrofes causadas por atividades vulcânicas.

As cidades devastadas nunca foram reconstruídas. Muitos anos depois, já no Século XVIII; expedições para o Vulcão Vesúvio revelaram a presença das antigas cidades. Geólogos, antropólogos, arqueólogos passaram a investigar as cidades e encontraram diversos objetos, construções e até ossos das pessoas que residiam nas cidades destruídas.

O maior vulcão da Itália localiza-se no Sul do país, mais precisamente no Golfo de Nápoles. É o único vulcão que está no continente e outra erupção poderia causar grandes riscos. A população da região é considerada a maior entre as que residem próximas as áreas vulcânicas de todo a Terra, estima-se que cerca de 3 milhões de pessoas moram no entorno do Vulcão Vesúvio.

Sombras do Passado

Atualmente, Nápoles é a cidade mais próxima ao vulcão, está apenas a cerca de 10 km de distancia. A última erupção do vulcão não chegou nem perto da antiga, ela ocorreu em 1944 e caso ocorresse uma nos dias de hoje, diversas habitações humanas seriam destruídas pelas lavas vulcânicas.

Como forma de prevenção, a população dos arredores do vulcão, que além de Nápoles, existem diversos povoados – Boscotrecase, Trecase, San Giorgo a Cremano, Otaviano; ficam em alerta para uma futura erupção do Vulcão Vesúvio. Estruturas que estejam preparadas para tremores e uma fácil evacuação da área são possíveis medidas a serem tomadas pelas autoridades locais.

Os habitantes destas áreas temem que outra erupção possa ocorrer, apesar do vulcão não explodir a muitos anos; estão corretos em estarem atentos, pois um vulcão não entrar em erupção, não significa que ele não esteja em atividade no subsolo.

A catástrofe que deixou o vulcão famoso foi extrema, de grande magnitude; a última (1944), em contraponto, não causou nem metade dos danos. Mas foi essa última erupção que deixou toda a Europa em alerta, pois foi a única registrada nos últimos 100 anos em todo o continente.

O Vulcão Vesúvio Está Ativo?

O que gera duvida em muitas pessoas é o fato de vulcões ativos e inativos. É considerado ativo, qualquer vulcão que esteja em atividade – subsolo, erupção, atividades sísmicas, instabilidade; diversos autores preferem considerar qualquer vulcão que já entrou em erupção como ativo, apesar de estar parado há muitos anos.

Alguns vulcões são chamados de ‘dormente’, são os vulcões que não apresentam atividades na superfície, mas que a qualquer momento podem surpreender e entrar em erupção; por isso, são monitorados diariamente a partir de sismógrafos. Os vulcões extintos são aqueles que não apresentam mais atividades no subsolo, que dificilmente entrariam em erupção e apresentam poucos riscos.

O Vulcão Vesúvio está ativo; se levarmos em conta que sua ultima erupção foi em 1944, faz muito tempo que está parado. Mas no seu subsolo, ocorrem atividades sísmicas e quantidades imensas de magma acabam se movimentando. Logo, podemos considerar que seu interior está ativo; porém, ele não entrou em erupção, e os sismógrafos não registraram nenhuma alteração relevante nos movimentos internos, sendo pouco provável uma futura erupção, mas não impossível.

O fato é que qualquer vulcão que possua atividades no seu interior pode entrar em erupção; alguns entram com frequência, outros em um espaço maior de tempo, e ainda outros que estão parados há milhares de anos, mas que por possuírem atividades no seu interior não podem ser considerados extintos.

Hoje os vulcões são monitorados diariamente; qualquer atividade registrada fora do comum, já é um alerta para a população local, que teria de evacuar da área o mais rápido possível. Porém, se ele surpreende-se a todos com repentinas erupções, poucas medidas poderiam ser tomadas.

Vulcões Ativos Pelo Mundo

Existem diversos vulcões espalhados pelo mundo que estão na mesma situação do Vesúvio. Apresentam atividade no subsolo, porém há muito tempo não entram em erupção. Conheça agora alguns destes gigantes da natureza, que há muito tempo atrás já causaram grandes catástrofes naturais e que se algum dia repetirem tais feitos, muitos outros desastres podem ocorrer.

Colima, México

Com uma altitude de 3.800 metros, o Vulcão Colima é um dos mais ativos de todo o México, onde inúmeras erupções foram registradas em um curto espaço de tempo. Ele está entre os Estados de Jalisco e de Colima. O povoado mais próximo é o de La Yerbabuena, que em 2016 precisou ser retirado às pressas devido as atividades que ocorriam no vulcão.

Sua ultima erupção de grande magnitude foi em 2005, onde imensas nuvens cinzentas pairaram no ar e elevaram-se a mais de 35 km de altura; bombas vulcânicas, atividades piroclásticas e lavas estenderam-se a mais de 5 km ao redor do vulcão.

Mauna Loa, Havaí

Localizado na Ilha do Havaí, o Mauna Loa é considerado o maior vulcão ativo em escudo de toda a Terra; ele apresenta aproximadamente 90 km de largura e incríveis 4.169 de altitude. O que mais nos surpreende a cerca deste vulcão é saber que ele está ativo há mais de 700.000 anos.

Sua última erupção data de 1984; mas foi em 1926 e 1959, que suas atividades destruíram as aldeias próximas de sua área. A cidade de Hilo, uma das principais da ilha havaiana, foi construída em cima das lavas já ressecadas do vulcão.

Galeras, Colômbia

Localizado no Sul da Colômbia, este enorme vulcão apresenta incríveis 4.276 metros. Entrou em erupção pela ultima vez em 2009. Ele fica próximo aos povoados de Pasto, Nariño, Sandoná, Cansacá, Florida, etc. Cerca de 8.000 pessoas habitam áreas próximas à região do vulcão, que estava parado desde 1993, e em 2004 voltou a registrar erupções explosivas. São sinais de alerta para os povoados e para as autoridades locais.

Sakurajima, Japão

O vulcão Sakurajima localiza-se no Sul do Japão, na Província de Kagoshima. Ele está possui 1.117 metros de altitude. Em 1914, entrou em uma erupção tão intensa que a quantidade de magma liberado conseguiu conectar sua pequena ilha (Ilha Sakurajima) com a ilha de Kyushu, uma das principais ilhas do Japão. Sua última erupção data de 2016, onde bateu um recorde de erupções de tipo explosivas, com 31 erupções em apenas 1 dia.

Veja também

Principais Características do Agroecossistema

Como bem sabemos, todo o setor agropecuário é a base da nossa alimentação desde muitos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *