Home / Natureza / Vulcão Osorno no Verão

Vulcão Osorno no Verão

Localizado nos Lagos Andinos do Chile, o grande Vulcão Osorno é considerado um dos grandes pontos de referência da região. Sua beleza é perceptível de longe, e fácil de ser identificado devido a sua simetria. Existe sempre uma dúvida de quando é o melhor período para conhecer o vulcão. Principalmente uma dúvida de que se é possível ver o vulcão tão bonito quanto fica no inverno, devido a neve.

Porém, viajar no inverno nem sempre é a melhor opção, seja por dinheiro, ou uma escolha pessoal. O Chile continua tendo seus encantos em qualquer época do ano, e o vulcão Osorno acompanha o mesmo estilo. Por isso, estamos aqui para desmistificar esse mito, contando que o vulcão fica muito bonito sim, também durante o verão e que é possível se divertir e deliciar tudo que ele tem a oferecer da mesma forma.

Sobre o Vulcão Osorno

Apesar de sua última erupção ter acontecido no ano de 1869, o Osorno ainda é mapeado e considerado ativo. Sua primeira erupção aconteceu em 1848. Sua paisagem ficou conhecido por ser um estratovulcão, logo, significa que tem o formato de cone, devido ao magma extravasado de seu interior.

Ele também chama a atenção devido a cor da terra dele, quando não está coberto de neve. É de uma cor bem escura, basicamente preta, pois é riquíssima em minerais. Essa cor tão diferente atrai os olhos, mesmo com vários outros ao redor. O solo também é cheio de pedras pequenas e médias, um detalhe que diz muito sobre sua estrutura.

Neve no Vulcão Osorno
Neve no Vulcão Osorno

Junho, julho e agosto são os meses mais frios e que são mais prováveis de nevar e deixar ainda mais branquinho o vulcão. Entretanto, essas nevascas e chuvas podem prejudicar seu passeio na estação de esqui e também a visibilidade do vulcão de outros lugares da cidade ou do redor. Enquanto que o verão te dá uma estabilidade do tempo, permitindo que tudo possa ser efeito sem nenhum contratempo.

A Estação de Esqui

Durante a maior parte do ano, o vulcão possui uma estação de esqui que pode te levar para dois pontos diferentes. Um na metade, e outro bem mais acima, e o máximo permitido para subir. Lá de cima, você tem uma vista incrível para tudo que há em volta, vulcões, cidades e montanhas.

O mais incrível disso é que quando você sobe, há o espaço para quem vai praticar esqui e um espaço público. Esse área pública permite que você faça selfies, vídeos e brinque com a neve do jeito que preferir. Muitas pessoas trazem até pedaços de madeira, papelão e outros artefatos para brincar e se divertir lá em cima. Há também um restaurante nessa estação para quem passa muito tempo lá.

Turistas na Estação de Esqui
Turistas na Estação de Esqui

A estação acaba atraindo muitos turistas por ser tão diferente. Especialmente no Chile, que os vulcões só chamam a atenção de quem pretende escala-los, como o vulcão Lascar. O valor por pessoa é 24.000 pesos, dando mais ou menos 130 reais. Estudantes e idosos costumam ter desconto na maioria das atrações no país, por isso, sempre carregue sua carteirinha para comprovar.

Visitando o Vulcão Osorno no Verão

Muita gente gosta de ver os grandes vulcões em sua melhor época: cobertos de neve. A paisagem se torna outra, deixando todo o redor muito mais interessante. Para muitos dos vulcões, até mesmo do Chile, lugar cheio deles, essa característica não dura o ano todo. O Osorno não entra nessa categoria.

Diferente de seus colegas de visual, o vulcão Osorno possui a chamada “neve eterna” que é uma geleira que cobre todo o topo do vulcão durante todo o ano. Claro que, no inverno, a quantidade de neve é bem maior, podendo chegar em mais de 350cm de neve, algo impressionante para brasileiros que quase não estão acostumados com isso.

Então se sua preocupação era em questão de se você veria ou não neve no vulcão durante o verão, a resposta é sim. Não há com o que você se preocupar. E mesmo estando verão, não espere que as temperaturas sejam quentinhas quando você subir pelo teleférico. O frio continua sendo comum, e é possível sim, na maioria dos dias fazer passeios de esqui e outros que ali existem.

Para quem é mais aventureiro, também há a opção de subir até o topo do vulcão. Você escolhe se vai primeiro com teleférico até o ponto mais alto possível com ele, ou vai andando. Depois disso é só continuar subindo pela trilha que ali existe. Para quem não tem costume, é necessário acompanhamento de um guia. Eles são preparados para qualquer situação, carregando tudo preciso, até mesmo oxigênio. Outro fator a ser considerado, é que até no verão, como falamos, sempre tem neve. O que deixa toda a subida e descida mais complicada e perigosa. Ter roupas apropriadas para isso, como luvas, casacos corta-vento e botas são imprescindíveis.

Quem vai chegando perto e subindo um pouco do vulcão com o carro, precisa ter mais cuidado nessa época. As estradas ficam livres de neve, mas bem escorregadias. O carro deve ser sempre 4×4 e se possível, ir com alguém que já conheça a área. Algumas agências fazem o passeio completo por um preço de 80.000 a até 200.000, dependendo sempre do tipo de passeio e a quantidade de pessoas que irão.

Seja algo mais leve como a estação de esqui, ou algo mais radical como subir até o cume do vulcão. Visitar o Vulcão Osorno é uma ótima opção de passeio para qualquer idade, seja crianças ou idosos. O verão te permitirá conhecer muitos outros atrativos além do vulcão, deixando ainda mais completa toda a sua viagem. Trazendo memórias inesquecíveis e histórias extremamente legais para contar quando voltar para casa.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *