Home / Natureza / Vulcão Osorno no Inverno

Vulcão Osorno no Inverno

O vulcão Osorno é uma das principais atrações do inverno no sul do Chile. O vulcão fica a cerca de 65km de Puerto Varas (porta de entrada da atração).

A cidade é belíssima, com paisagens deslumbrantes, temperaturas que oscilam entre 0 e 17°C no inverno (entre junho e setembro), além de estações de esqui e de patinação que competem pelo interesse dos visitantes com os inúmeros lagos, montanhas, rios, cascatas, hotéis luxuosos, entre outras atrações do lugar.

Ainda sobre os atrativos de Puerto Varas, o que se diz que é que ela é um charme!, com as suas casas tipicamente alemãs (o resultado da colonização da cidade), todas de madeira, em ruas limpas, silenciosas e arborizadas.

De lá os visitantes costumam partir em busca da aventura de conhecer monumentos como os vulcões Calbuco, a cascata de Petrohué, o lago Llanquihue, a Igreja do Sagrado Coração, entre outras maravilhas naturais.

A sua estrutura é elogiada até mesmo pelos mais exigentes, pois, apesar de pequena, é aconchegante e agradável. O seu quadro de hotéis é um dos melhores do sul do Chile. Os postos de turismo realmente funcionam. E os restaurantes, bares, cafés e lojas de artesanatos são, digamos, os melhores suportes para que se possa apreciar as atrações naturais da cidade.

E se isso não bastasse, toda essa exuberância faz parte da chamada Região dos Lagos do Chile, uma espécie de presente oferecido aos visitantes em plena Cordilheira dos Andes.

A Paisagem
A Paisagem

Uma paisagem com cerca de 50mil km2, repletos do que há de mais exótico em parques nacionais, lagos congelados, vulcões nevados (como o Osorno, no inverno), vales, desfiladeiros, saltos, fendas, escarpas, paredões, além de várias outras atrações só encontradas mesmo nesse impressionante trecho da Costa do Pacífico.

Como é a Visita ao Vulcão Osorno no Inverno?

O Osorno possui cerca de 2.660m de altitude. Ele é uma estrutura imponente e silenciosa que, durante o inverno, tem o seu pico todo coberto de neve. Por isso o recomendado é que o visitante, antes de pensar em aventurar-se até o seu topo, busque informações (até mesmo na internet) acerca das condições do tempo na região.

Será necessário saber, por exemplo, se há neve, se as estradas estão transitáveis, se nos dias mais frios os teleféricos funcionarão, se as pistas de patinação também estarão abertas normalmente, entre outras informações que evitarão com que essa experiência transforme-se em uma grandessíssima dor de cabeça.

Ao chegar na base do vulcão, será preciso subir cerca de 1440 m até encontrar a Estação Base do Teleférico – um local com boa infraestrutura, onde há restaurantes, lanchonetes, banheiros, vestiários, cafeterias, etc.

Desse ponto, o visitante deverá partir em um desses teleféricos até à primeira parte da subida (a Estação Primavera), a cerca de 1460m, de onde já poderá apreciar uma boa parte da cratera do vulcão, inclusive alguns lagos glaciais, o vulcão Calbuco, a cascata Petrohué, entre outros pontos turísticos.

Quem já teve a experiência garante que ela é simplesmente inesquecível! Mas não só pela beleza do visual a que se tem direito, mas também pela sensação de estar a alguns milhares de metros de altura, em um teleférico que te deixa praticamente ao ar livre, com modestos equipamentos de segurança, e uma estrutura que exige que você embarque e desembarque deles quase aos saltos.

Mas, apesar dos sustos, são raros os casos de acidentes durante uma visita ao vulcão Osorno no inverno ou em qualquer outro período do ano.

E essa é, sem dúvida, uma boa notícia para os milhões de visitantes que procuram essa singular região do Chile durante praticamente todo o ano.

Como Chegar até o Vulcão Osorno Durante o Inverno?

O trajeto pode ser realizado de carro com facilidade. A estrada possui uma boa estrutura, é toda ela asfaltada, bem sinalizada e com algumas curvas (que não chegam a assustar) nem um pouco desafiadoras. Na verdade, o trecho é fascinante!

Ele é cercado pela vegetação típica do sul do Chile, onde, vez ou outra, descortina-se ao lado um belo lago, uma manancial escondido, trechos de uma mata fechada, um exemplar da fauna da região, entre outras experiências que dificilmente podem ser apenas descritas.

Existe uma opção para se chegar ao vulcão Osorno saindo da região da cascata de Petrohué. A estrada é praticamente uma vereda, encolhida, e que serpenteia o entorno do Osorno até desembocar na base do vulcão.

Ao encontrar-se com os trechos de neve, é o sinal de que é o “fim da linha”. Nesse local (a Base de Apoio) será preciso comprar ingressos para os teleféricos (ou telesillas, na língua local) com preços entre 12.000 e 16.000 pesos chilenos (entre R$ 67,00 e R$89,00)

Na volta, ainda poderá surpreender-se com uma inesperada mudança de tempo! De repente o que era apenas frio pode transformar-se numa gelada ventania, com chuvas fortes e céu todo encoberto – como é a característica de uma região onde o clima muda de forma inesperada.

Lá embaixo ainda estão à disposição uma imensa estação de esqui, pistas de sandboard e do famoso “esquibunda”, onde os menos afeitos a aventuras radicais preferem ficar e aproveitar uma das experiência de inverno mais singulares a que se pode ter direito em todo o continente americano.

Qual a Vestimenta Mais Adequada para essa Aventura?

O clima nesse trecho do sul do Chile é bastante instável, principalmente durante o inverno. Nesse período, borrascas dão lugar a uma leve ventania que, por sua vez, pode dar lugar a chuvas torrenciais, logo sucedidas por períodos de calmaria, quando uma sensação térmica entre 0 e 4°C logo é percebida.

Mas a grande estrela desse período é mesmo a neve. Muita neve! Que espalha-se por toda a base da montanha e faz com que atrações como o “esquibunda”, o snowboard, sandboard, esqui, entre outras aventuras no gelo, consigam a façanha de competir com a subida até o famoso vulcão Osorno.

Mas para que essa experiência não seja comprometida pelas condições do tempo no local, é imprescindível atentar para a necessidade de lançar mão de alguns acessórios, como óculos escuros, por exemplo (devido aos reflexos da luminosidade da neve).

Mas também luvas térmicas, cachecóis, botas e calças impermeáveis, jaquetas para neve, gorros de inverno, entre outros acessórios; alguns deles alugados lá mesmo na Estação Base do Teleférico.

Somente assim você realmente estará pronto e equipado para realizar uma das experiência mais gratificantes desse continente. E, de quebra, ainda extasiar-se com os inúmeros pontos turísticos e atrações naturais que separam Puerto Varas dessa imensa e imponente montanha em plena Cordilheira dos Andes.

Caso queira, deixe a sua opinião sobre esse artigo como um comentário, logo abaixo. E aguarde as próximas publicações do blog.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *