Home / Natureza / Vulcão em Erupção no Mar

Vulcão em Erupção no Mar

Os cientistas acreditam que 80% das erupções vulcânicas na Terra ocorrem no oceano. A maioria desses vulcões tem milhares de metros de profundidade e é difícil de encontrar. Mas em maio de 2009, cientistas capturaram a mais profunda erupção oceânica já encontrada.

O Que São Erupções Submarinas?

Vulcões submarinos são aberturas ou fissuras submersas na superfície da Terra, das quais o magma pode entrar em erupção. Um grande número de vulcões submarinos está localizado perto de áreas de movimento de placas tectônicas, conhecidas como cordilheiras oceânicas. Embora a maioria dos vulcões submarinos esteja localizada nas profundezas dos mares e oceanos , alguns também existem em águas rasas, e estes podem descarregar material na atmosfera durante uma erupção.

O número total de vulcões submarinos é estimado em mais de 1 milhão, dos quais cerca de 75.000 sobem mais de 1 km acima do fundo do mar. As fontes hidrotermais, locais de atividade biológica abundante, são comumente encontradas perto de vulcões submarinos.

Erupções Vulcânicas no Mar

Embora os pisos oceânicos estejam a milhares de quilômetros abaixo da superfície da água, eles também experimentam muitas atividades vulcânicas. Em águas rasas, as erupções tendem a envolver a água fria que entra em contato com a lava extremamente quente de baixo desse fundo oceânico. O vapor escapa alto acima da superfície da água. Se as erupções ocorrerem mais profundamente no oceano, o peso e a pressão da água acima dela suprimirão sua expulsão e a manterão leve. Isso significa que o fundo do oceano não é necessariamente afetado de alguma forma. 

Às vezes, lava que entra em erupção em águas rasas esfria muito rapidamente e se decompõe em detritos ou areia. Acredita-se que as praias de areias negras do Havaí são resultado da lava interagindo com a água do mar. Às vezes, lava se instala na água na forma de detritos, que é levado mais longe pelas correntes oceânicas.

Tipos de Erupções no Mar

Existem dois tipos de erupções submarinas: uma é criada pela liberação lenta e explosão de grandes bolhas de lava, e a outra é criada por uma rápida explosão de bolhas de gás. A lava pode afetar os animais marinhos e os ecossistemas de maneira diferente do gás, por isso é importante ser capaz de distinguir os dois.

Erupção Vulcânica Submarina
Erupção Vulcânica Submarina

Os cientistas conseguiram conectar sons e imagens em ambos os tipos de erupções. Em 2009, uma câmera de vídeo e um hidrofone estavam flutuando 1.200 metros abaixo do nível do mar no Oceano Pacífico, perto de Samoa, observando e ouvindo como o vulcão Mata Ocidental entrou em erupção de várias maneiras. Colocar vídeo e áudio juntos permitiu que os pesquisadores aprendessem os sons produzidos pelo lento estouro de lava e os diferentes ruídos produzidos por centenas de bolhas de gás.

O Vulcão Mata Ocidental

Em pouco mais de um quilômetro abaixo da superfície do Oceano Pacífico, em uma área entre Samoa, Fiji e Tonga, o vulcão Mata Ocidental foi descoberto. As explosões de rocha derretida eram espetaculares. Este vulcão estava produzindo lavas de Boninite, o que acredita-se estar entre as erupções mais quentes da Terra. Os cientistas também testemunharam lava derretida fluindo pelo fundo do mar oceânico e camarões malhados vivendo perto das áreas mais ativas do vulcão.

Esta pesquisa nos permitiu examinar de perto como nascem as ilhas oceânicas e os vulcões submarinos. Também pode esclarecer como o calor e a matéria se transferem do interior da Terra para a superfície e como a vida se adapta a algumas das condições mais adversas do nosso planeta. Encontrar o Mata Ocidental foi uma grande oportunidade para os cientistas e para aqueles interessados ​​em ver o que acontece nas profundezas do oceano.

A Maior Erupção do Mar

A maior erupção vulcânica do mundo profundo no século passado aconteceu a 1000 quilômetros ao nordeste da Nova Zelândia. Uma gigantesca jangada, de 400 quilômetros quadrados, que foi encontrada flutuando no oceano perto da Nova Zelândia em 2012, mostrou que a erupção submarina ocorreu. A erupção “complexa” envolveu 14 aberturas alinhadas causando uma “ruptura maciça”. Chamado de Havre, o vulcão só foi descoberto em 2002.

Vulcão Havre
Vulcão Havre

O estudo ajudou a aumentar a compreensão de poderosas erupções vulcânicas do oceano profundo e como o magma sobe da crosta à superfície. Ele tem sido chamado de “mina de ouro científica” pelos pesquisadores. Uma vulcanologista da Universidade da Tasmânia explicou que agora conseguiram um mapa pré-erupção do vulcão Havre,  o que permitirá aos cientistas saberem exatamente o que e onde os novos produtos de erupção estavam no edifício submarino.

Este evento permite aos pesquisadores pela primeira vez quantificar a dinâmica da erupção submarina e o papel do oceano na modulação dessas dinâmicas. A vulcanologista explicou ainda a importância dos vulcões submarinos, fornecendo calor e produtos químicos para o oceano, que também apoiam a biologia submarina.

Os dados coletados para estudo também possuem certamente um enorme interesse da comunidade científica mais ampla. A erupção cobriu o vulcão com cinzas e pedras-pomes e devastou as comunidades biológicas. Os biólogos estão muito interessados em aprender mais sobre como as espécies se reconcentram e de onde vêm essas novas espécies. A erupção também formou novos sistemas hidrotermais infantis, e observar como eles se recuperam depois de um evento tão grande é importante.

Ainda Há Muito Pra Estudar

Os cientistas ainda têm muito a aprender sobre a localização e atividade de vulcões submarinos. O vulcão submarino de Kolumbo, no mar Egeu, foi descoberto em 1650 quando explodiu do mar e entrou em erupção, matando 70 pessoas na ilha vizinha de Santorini. Mais recentemente, um expedição foi financiada para a exploração de vulcões submarinos, sendo particularmente digno de nota as missões do Anel de Fogo no Arco de Mariana, no Oceano Pacífico. Usando veículos de operação remota, cientistas estudaram erupções subaquáticas, lagoas de enxofre fundido, chaminés de fumante preto e até mesmo vida marinha adaptada a esse ambiente profundo e quente.

Vulcão Submarino de Kolumbo
Vulcão Submarino de Kolumbo

Muitos vulcões submarinos são montes submarinos, tipicamente vulcões extintos que se elevam abruptamente a partir de um fundo oceânico de 1.000 a 4.000 metros de profundidade. Eles são definidos por oceanógrafos como características independentes que se elevam a pelo menos 1.000 metros acima do fundo do mar. Estima-se que 30.000 montanhas vulcânicas do mar ocorram em todo o mundo, com apenas algumas tendo sido estudadas.

Veja também

Estudantes de Ecologia

Técnico em Ecologia

O técnico em ecologia é a pessoa que desempenha várias tarefas técnicas no campo e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *