Home / Natureza / Tempo de Vida do Gavião Carcará

Tempo de Vida do Gavião Carcará

O gavião Carcará faz parte das aves de rapina, assim como as águias, mas o comportamento do Carcará não se adequa ao comportamento tanto dos gaviões tampouco o das águias, sendo uma ave única em sua espécie, e isso se dá através de seu comportamento e hábitos alimentares, que as aproximam mais dos abutres do que com outras aves rapineiras.

A principal característica do gavião Carcará é seu comportamento que muitas pessoas adjetivam como sendo oportunista. Isso ocorre pelo fato de que o Carcará tira proveito de todas as possíveis situações que encontra, como o roubo de ninhos e de comida de outros animais e aves.

Quando há uma concentração de gaviões Carcarás em uma determinada região (fato esse bastante recorrente, já que eles sempre andam em grupos enormes compostos por dezenas e até centenas de aves), os animais em volta, principalmente outras aves, devem ficar bastante atentas a seus ninhos, que podem ser roubados, ainda mais se estes estiverem com os ovos, que são pratos apetitosos para o gavião Carcará.

Não obstante esse comportamento, o que mais chama a atenção nessa ave é sua alimentação regular, que se baseia, principalmente, no consumo de carne pútrida, isto é, carne podre de animais mortos em decomposição.

O gavião Carcará é visto com frequência na presença de urubus e abutres, onde as aves dividem e brigam pelos restos das carniças encontradas pela mata.

Como foi dito antes, o comportamento do Carcará é oportunista, isso significa que eles não disputam pela comida com os urubus, mas a roubam, pois, os urubus são aves maiores e mais fortes, que podem facilmente feri-los.

Geralmente, o Carcará fica com o resto do que é deixado pelos urubus, e quando isso acontece, os gaviões disputam em si para ver quem consegue comer antes.

Se o Carcará é uma ave que ingere carne podre e dificilmente é vista como predadora de alimentos frescos, a saúde do Carcará é afetada?

Continue lendo para descobrir a expectativa de vida dessa ave tão interessante! Aproveite e leia mais sobre a ave aqui no blog, acessando A ALIMENTAÇÃO DO GAVIÃO CARCARÁ.

A Vida do Gavião Carcará Sendo Criado em Cativeiro

O Carcará é uma ave inóspita e não se adapta ao convívio humano facilmente, por isso não é comum ver essas aves em cativeiro, exceto quando estão passando por algum tipo de tratamento.

Enquanto vivem em cativeiro, é possível observar que a ave passa a maior parte do tempo forrageando o solo em busca de minhocas e sementes, se assemelhando bastante com as galinhas.

O Carcará é uma ave que passa a maior parte do tempo no chão e também é comum vê-la correndo longos percursos ao invés de alçar voos.

As principais presas de um Carcará em cativeiro são os filhotes de outras aves, principalmente pintinhos e galinhas de pequeno porte.

Os poucos registros do Carcará em cativeiro indicam que o mesmo pode chegar até seus 15 anos de idade, mas isso ocorre mediante uma alimentação fresca, com comida selecionada, pois isso tem uma forte influência na vida do animal, já que na selva, o Carcará vive por cerca de 8 a 10 anos.

A Alimentação Pode Interferir na Expectativa de Vida do Carcará

As aves rapineiras não possuem esse nome aleatoriamente, já que rapinar significa destroçar. Isso quer dizer que as aves como o gavião e as águias devem predar e rapinar seus alimentos. Mas essa não é uma característica forte do Carcará, já que o mesmo sempre se alimenta de restos. É possível ver o Carcará comendo até mesmo animais queimados de incêndios, por exemplo, como esquilos e cobras.

Os urubus que se alimentam de carniça, o fazem porque seus estômagos possuem ácidos tão fortes que são capazes de dissolver bactérias e vírus altamente perigosos, como o antraz, por exemplo. Isso faz com que os urubus e abutres não venham a se infectar com o alimento pútrido. Apesar do Carcará possuir ácidos estomacais fortes, os mesmos não combatem tão bem as bactérias que fazem com que a ave perca alguns anos de vitalidade.

Assim como os pombos que vivem em zonas urbanas, que comem todo tipo de alimento possível, e grande parte das vezes, os pombos comem elementos que nem são alimentos, como pedras e adubos, os carcarás também perdem noção dos alimentos e acabam por se prejudicar.

O Começo e o Fim da Vida do Gavião Carcará

O Carcará é uma ave que está bem longe da extinção, e seu número é tão grande que é possível encontrar essas aves em todo o tipo de ambiente nas Américas, seja em mata fechada, seja em prado, seja em cerrado, em locais urbanos e até mesmo em manguezais.

Tudo isso indica que há muita reprodução dessa espécie, onde as mesmas convivem em enormes grupos de aves, sempre batalhando por comida.

Filhotes de Gavião Carcará
Filhotes de Gavião Carcará

A fêmea do Carcará bota de 2 a 3 ovos por gestação, em um ninho que pode ter sido construído pelo casal ou em um ninho abandonado de outra ave. Esses ninhos ficam sempre em galhos altos das árvores. O ovo é incubado por cerca de um mês, e o filhote é alimentado pelos pais por um período de 3 a 4 semanas. Nesse momento começa a haver o incentivo de voos, e a partir do momento que o filhote consiga voar e se alimentar por conta própria, este não voltará mais para o ninho dos pais. A maturidade sexual é atingida próximo aos dois anos de idade, quando haverá o encontro com um parceiro e uma família terá nova origem. O carcará, quando atinge 8 anos de idade não mais sobrevoa em grupos e na maioria das vezes morre por inanição, já que não consegue disputar comida com os mais novos.

Comparando o Tempo de Vida do Carcará Com Outras Aves de Rapina

Concluímos que na vida selvagem, o Carcará pode atingir seus 10 anos de idade, e que a alimentação do mesmo ajuda com que sua expectativa de vida seja menos longa.

Mas, se o Carcará é uma ave de rapina, significa que todas as aves rapineiras têm a mesma expectativa de vida?

Não exatamente, pois águias como a Águia Real, por exemplo, podem viver até 60 anos de idade, sendo uma recordista da espécie.

Assim como a Águia Real, o Falcão Peregrino também tem uma longevidade plausível, podendo chegar aos 40 anos de idade.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *