Home / Natureza / Pavão Cameo

Pavão Cameo

O Pavão Cameo é uma ave asiática da espécie Pavo cristatus, que é encontrada naturalmente em maior número nas regiões vietnamitas do sudeste da Ásia, mas pode ser encontrada em cativeiro em diversas partes do mundo, além de criadouros e zoológicos.

O Pavão Cameo possui as mesmas características do que o Pavão Indiano, que é o gênero de pavão mais comum existente, porém, o pavão Cameo possui cores bastante distintas de seu irmão Indiano, já que o pavão Indiano é reconhecido por suas cores exuberantes, sendo chamado até mesmo de Pavão Azul, onde sua coloração é forte e altamente chamativa, principalmente nos machos, onde suas caudas, que chegam aos dois metros de diâmetro, se abrem em um arco de cores vívidas. O Pavão Cameo, apesar de possuir a mesma aparência e comportamento, se distingue por sua cor monocromática, variando entre preto, cinza e branco e, inclusive, além do nome de Cameo, o pavão também é conhecido como Pavão Castanho. Isso é resultado de uma mutação genética que ocorre nas aves que cruzam com outras espécies e subgêneros.

Alguns pavões castanhos, pelo fato de serem resultados de uma mutação genética, apresentarão uma intensidade de cores diferentes dos demais, onde alguns podem ser marrons escuros ou marrons claros, assim como as caudas, que podem ter cor de chocolate, podem ser pretas ou até mesmo ter manchas brancas. Não obstante, é possível, ainda, que alguns pavões possuam um pouco de coloração azul no pescoço, sendo esse um traço de sua origem.

Muitas pessoas concluem que existem uma variedade enorme de espécies de pavão, mas na verdade, existem apenas duas, o Pavo cristatus e Pavo muticus. Às vezes, esse pensamento ocorre pelo fato de haver uma variedade grande de cores entre os pavões, e o pavão cameo é um exemplo, porque é muito comum encontram um pavão cameo claro, quase branco, e um escuro, com a penugem negra.

Alimentação do Pavão Cameo

Assim como outros pavões, a alimentação do Pavão Castanho se baseia em vegetais, insetos e sementes. É comum observar um pavão Cameo forrageando o solo atrás de sementes e minhocas. Na maioria das vezes, as aves estão catando ciscos do resto de ração espalhadas pelo chão, quando criadas em cativeiro, e de modo selvagem, a procura por insetos é grande.

A dieta do Pavão Cameo é basicamente feita em cima das hortaliças, pois os mesmos ingerem desde raízes a frutos, assim como talos, folhas, caules e tubérculos, como batatas, por exemplo. Frutos, como tomates e pimentões, e frutas, como maçã e o abacaxi, são pratos altamente consumidos pelos pavões.

Existe, ainda, rações específicas para aves como o pavão cameo, que contém proteínas para ajudar os filhotes em formação, mas a ração, pelo fato de conter muitos elementos nutritivos podem atrapalhar, ao invés de ajudar, por isso é indicado que o uso de ração para desenvolvimento da ave seja feito apenas no início, enquanto filhotes.

Misturar ração normal para adultos em uma tigela com hortaliças é uma opção viável. Caso não haja ração específica para pavão, é possível utilizar ração de aves grandes.

Como Criar um Pavão Cameo

Filhote de Pavão Cameo
Filhote de Pavão Cameo

Por mais que o local não seja bonito, a simples presença de um pavão muda toda a história, pois a ave é portentosa e esbelta e enche os olhos dos observadores. São aves que são consideradas as mais belas do mundo.

Esse fato faz com que muitos sítios, fazendas e áreas rurais passem a criar a ave, que tem uma fácil adaptação ao convívio humano. Por essa razão, é viável ter uma ideia básica de como criar uma ave dessas, que não é tão comum quanto outras. Cuidados e medidas precisam ser tomados para que a vida do animal seja feliz e saudável.

O primeiro passo é ter uma noção de espaço, onde há a necessidade de fazer com que o pavão consiga andar, correr e até mesmo alçar voos, pois assim estes estarão aptos a se exercitarem, a abrirem suas asas e caudas, tão quanto realizar danças que proporcionarão o acasalamento, aumentando assim o número de aves e ajudando na preservação da mesma.

Apesar de ser necessário haver bastante espaço, também é necessário, ao mesmo tempo, ter uma granja, para que os mesmos passem a noite e façam seus ninhos, estando assim protegidos de se perderem e de possíveis predadores que espreitam a mata durante a noite.

O Ninho do Pavão Cameo

Ninho de Pavão Cameo
Ninho de Pavão Cameo

Na introdução desse artigo, foi comentado a origem desse pavão, que nada mais é um fruto de uma mutação genética ocorrida com o Pavão Azul (ou Pavão Indiano).

Não se sabe ao certo quando essa mutação ocorreu a primeira vez. Estudos indicam que a mutação de cores não ocorreu em tempos remotos, já que ainda é possível analisar pequenos traços do pavão Azul em algumas aves, como pequenas manchas de coloração, principalmente nos machos, já que as fêmeas do pavão (também chamada de pavoa não apresentam tantas penas como o macho.

Diferentemente de outras aves, o pavão cameo não cria seus ninhos no topo das árvores ou em locais altos, mas sim no solo. Nesse momento é importante entender que isso não acontece porque os pavões não conseguem voar, por exemplo, já que, apesar do tamanho, os pavões conseguem alçar voos e até mesmo viajar grandes distâncias voando. O Pavão do Congo é um exemplo de pavão que cria seus ninhos na copa de algumas árvores, mas também pode fazer o ninho no chão.

O Comportamento do Pavão Cameo

Assim como outros pavões, o Pavão Castanho é uma ave mansa que se adapta facilmente ao convívio com pessoas e animais, podendo viver pacificamente em um local com presença de outras aves, seja da mesma espécie ou não.

Os períodos de agressividade do Pavão Cameo têm a ver com a reprodução, onde eles não deixam ninguém chegar perto de seus ovos. A pavoa Cameo bota cerca de 5-7 ovos por ninhada e tanto o pai quando a mãe se tornam protetores ao máximo, podendo demonstrar claros sinais de descontentamento, com piados e penas eriçadas, além de afastar convidados indesejados com corridas e investidas.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *