Home / Natureza / O Vulcão Mais Perigoso do Mundo

O Vulcão Mais Perigoso do Mundo

A afirmação de que um vulcão é o mais perigoso do mundo pode soar um tanto quanto precipitada. Mas a Associação Internacional de Vulcanologia e Química do Interior da Terra (IAVCEI) conseguiu estabelecer alguns critérios que tornam essa conclusão algo não tão impossível.

E entre os quais estão: A densidade populacional à sua volta, a composição do magma em seu interior, a frequência com que entram em erupção e a data do último evento.

Digamos, por exemplo, que um vulcão entre constantemente em erupção, e que o magma contido em seu interior possua enormes quantidades de sílica (substância que potencializa as erupções). No entanto, se o seu entorno é desabitado, diminui-se bastante o seu grau de periculosidade.

Por outro lado, um vulcão que encontra-se em uma área urbana – muitas vezes com centenas de milhares de habitantes – , só precisará mesmo de algumas efusões de lavas periódicas para que possa ser considerado verdadeiramente uma ameaça.

Vulcões com essas características são encontrados em regiões tipicamente vulcânicas do continente americano, como a Indonésia, Filipinas, o Círculo de Fogo do Pacífico, entre outras regiões com potencial para esse tipo de atividade.

Essas regiões são cercadas por vulcões capazes de simplesmente devastar populações inteiras, ou simplesmente toda a fauna e flora que compõem as suas paisagens.

Um bom exemplo é o Vulcão Kilauea. Incrustado bem no meio de uma região habitada da ilha do Havaí, ele caracteriza-se por conter um magma com altos níveis de sílica – o que tornam as suas erupções verdadeiros flagelos naturais.

Dessa forma, parece ser quase um consenso entre os estudiosos das atividades vulcânicas, a opinião de que a quantidade de sílica contida no magma de um vulcão, associada à quantidade de habitantes do seu entorno, configura-se como o principal critério por meio do qual é possível determinar a periculosidade de um vulcão.

E com base nesses critérios, para alguns, o Popocatépetl, no México, pode, sim, receber esse título de “Vulcão mais Perigoso do Planeta.”

O Vulcão Mais Perigoso do Mundo

O Popocatépetl está localizado a cerca de 72 km a sudeste da Cidade do México (capital mexicana), entre os estados de Puebla e Morelos.

É uma das maiores montanhas do país, com mais de 5.400 m de altitude, dentro do Parque Nacional Ista-Popo Zoquiapan.

Não por acaso, o significado do seu nome é “a montanha que fumega” – uma alusão à característica que possui de anunciar constantemente a sua presença por meio de uma densa fumarola que exala da sua cratera.

No dia 19 de setembro o Popocatépetl entrou em erupção pela última vez, e apenas um dia de manifestações vulcânicas foi o suficiente para que o alerta amarelo fosse acionado para as comunidades de Puebla e Morelos, devido aos inúmeros abalos e explosões que as sucederam.

Foram inúmeras efusões de lava, entre 4 e 6 explosões, além de terríveis lançamentos de fluxos piroclásticos e de cinzas vulcânicas a quase 500m de altura – acompanhados por diversos tipos de gases –, que ajudaram a tornar o evento uma manifestação de grau médio, segundo o Centro Nacional de Prevenção de Desastres do México (CENAPRED).

Um dos motivos pelos quais o Popocatépetl é considerado, por muitos, o vulcão mais perigoso do mundo, é o fato de que ele está assentado bem na região Central do México.

Essa é uma região cuja população beira os 30 milhões de indivíduos em uma distância não superior a 70 km da sua cratera. E para os especialistas, essa é uma condição suficiente para elevá-lo à categoria de uma das manifestações naturais com o maior potencial para a devastação de vidas humanas.

Uma Ameça Constante

O Popocatépetl está localizado no famigerado Anel de Fogo do Pacífico, uma região caracterizada exatamente por registrar as maiores taxas de atividades vulcânicas do planeta.

Ele desponta ameaçador no alto da Sierra Nevada, uma cadeia de montanhas que tem como algumas das suas principais comunidades os estados de Puebla, Morelos, além da capital, Cidade do México.

Juntas, elas abrigam uma população de milhões de habitantes, oriundos de comunidades como as de Tetela del Volcán, Tepoztlan, Huitzilac Ozumba, Amecameca, Yecapixtla, Tlalnepantla, Cuernavaca, Tlayacapan, Totolapán, entre outras cidades da região.

Muitos não concordam com a afirmação de que este pode ser considerado o vulcão mais perigoso do mundo; afinal, é um imenso cone belo e formidável, com o seu topo repleto de neve – semelhantemente aos famosos Alpes Suíços –, e que, para completar, entrou em erupção não mais do que 15 vezes em 500 anos, sem causar grandes danos.

Anel do Fogo
Anel do Fogo

Porém, o fato de ser um vulcão comprovadamente em atividade, em um trecho onde uma eventual explosão pode atingir dezenas de milhões de indivíduos direta e indiretamente.

Além de conter um magma rico em sílica e demais gases com potencial altamente explosivo, são motivos suficientes, segundo alguns especialistas, para fazer com que um eventual desastre produza consequências jamais alcançadas por outros vulcões.

Os Mistérios de um Dos Vulcões Mais Perigosos do Mundo

Vulcão Popocatépetl Esfumaçando
Vulcão Popocatépetl Esfumaçando

Sim, ao que tudo indica o enigmático Popocatépetl é um lugar de parada para seres de outras dimensões! Pelo menos na opinião de pesquisadores e entusiastas da ufologia.

Parece que o vulcão está localizado em uma chamada “rede magnética”, que funcionaria, segundo eles, como uma espécie de “chakra” ou “ponto energético” que, devido a essa característica, teria a capacidade de atrair esses seres saídos diretamente de outras realidades astrais.

Teríamos, aqui, um portal capaz de permitir entradas e saídas de seres extraterrestres, de vários pontos do universo (ou dos “universos”), com suas naves altamente avançadas, trazendo informações e executando tarefas relativas ao avanço da Terra e à sua contribuição para com o universo.

Os “greys”, por exemplo, seriam alguns dos seres que estariam por trás desse fenômeno. Eles são responsáveis por permitir a entrada de verdadeiras caravanas de seres de outras dimensões e por inúmeros casos de abduções para fins de pesquisas.

Também os anunnakis e reptilianos teriam lá as suas participações nesse projeto que, para muitos, tem objetivos meio ambíguos – já que não é possível comprovar o caráter benéfico ou maléfico desse trânsito de seres astrais.

Mas, independentemente da interpretação que se queira dar a essa, digamos, singular característica de um dos mais perigosos vulcões do mundo, a opinião da maioria dos que têm ou já tiveram contato com ele, é a de que, sem dúvida, algo bastante misterioso e enigmático ronda o entorno do vulcão.

Só restando mesmo esperar por algum contato que seja mais direto – e inquestionável –, capaz de, enfim, confirmar (ou não) tais suspeitas sobre essa misteriosa e um tanto quanto surreal função do Popocatépetl sobre a Terra.

Caso queira acrescentar algo a esse artigo, deixe-o em forma de um comentário. E aguardem as próximas publicações do blog.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *