Home / Natureza / Como Chama as Cinzas Que o Vulcão Expele?

Como Chama as Cinzas Que o Vulcão Expele?

Como São Chamadas as Cinzas de um Vulcão?

Cinzas vulcânicas: é como são chamadas as cinzas que um vulcão expele durante as suas terríveis erupções. Essa é uma das manifestações dessa verdadeira força da natureza, geralmente compostas por pedaços de rochas vulcânicas, vidro e outros fragmentos, capazes de atingir vários quilômetros de altura.

Esses materiais, que geralmente possuem entre 1 e 2 milímetros de diâmetro, existem naturalmente dentro de um vulcão ativo, especialmente durante as suas fases críticas, quando ocorrem as explosões ou efusões de lava.

O problema é que eles estão lá sob uma pressão inacreditável, e sob temperaturas que podem atingir facilmente os 1100°C. E tais condições são suficientes para reduzi-los a pó e dar-lhes essa característica de cinzas, aparentemente inofensivas, mas que podem trazer consequências incalculáveis.

Tais consequências envolvem, principalmente, transtornos à saúde, danos a diversas plantações, comprometimento grave do tráfego de aviões, extinção de animais silvestres, e até mesmo de populações inteiras, como no caso do terrível vulcão Vesúvio, responsável pela completa destruição das lendárias cidades de Pompéia e Herculano, em 79 d.C.

As cinzas vulcânicas – o nome pelo qual são chamadas as cinzas que um vulcão expele – possuem características bastante específicas. Elas possuem, por exemplo, temperaturas elevadas logo na saída do cone, mas que vão esfriando à medida que distancia-se dele – o que torna essa uma preocupação que não existe com relação aos seus efeitos.

Apesar do nome, não são incomuns as manifestações de nuvens de cinzas (claro ou escuro) com tons de preto. Elas também podem ser mais densas ou semelhantes a uma nuvem de talco.

Mas, independentemente das suas características, o certo é que teremos um evento altamente perigoso e controverso.

Pois, enquanto pode depositar-se nos arredores de um vulcão e transformá-lo em um solo fértil e nutritivo, também poderá ser o responsável por uma verdadeira devastação da fauna e da flora que porventura estejam em seu raio de alcance.

Como as Cinzas que Expelem de um Vulcão Prejudicam a Saúde?

Como, dissemos, as cinzas que o vulcão expele são formadas por partículas finíssimas. Essas partículas podem ter características ácidas, extremamente irritantes para os olhos, mas também com graves consequências para os pulmões e demais órgãos do aparelho respiratório.

E como se não bastasse, essas partículas ácidas, em períodos de chuva, podem ser depositadas nos lagos, rios, mares e oceanos; e resultar, com isso, na extinção de várias espécies da fauna marinha.

A maioria dos que já tiveram contato com tal manifestação vulcânica, geralmente confessam alterações nas vias respiratórias, cansaço, tosse, garganta inflamada – isso quando o quadro não descamba para uma grave infecção pulmonar.

Porém o comprometimento da visão é um dos seus sintomas mais imediatos, e ele ocorre na forma de pequenas lesões, manifestação de conjuntivite, olhos vermelhos, irritados, entre outros transtornos relacionados.

A vegetação local também não fica imune à ação das cinzas vulcânicas. Culturas mais sensíveis podem ser comprometidas gravemente pela sua ação.

Enfim, dentre as principais manifestações vulcânicas, como o derramamento de lava e os fluxos piroclásticos, as nuvens vulcânicas certamente não estão entre as que mais exigem preocupação, no entanto, a sua facilidade de espalhar-se e atingir regiões distantes, a torna um efeito também digno de uma certa atenção.

Os Transtornos Causados ao Cotidiano

Agora que sabemos como são chamadas as cinzas que são expelidas de um vulcão e como elas podem afetar a nossa saúde, resta saber como elas conseguem interferir no nosso cotidiano.

Um fato curioso sobre essas cinzas vulcânicas, é que elas, uma vez expelidas por um vulcão, são capazes de permanecer a grandes alturas por até 1 ano inteiro!

Logo, o resultado disso virá na forma de graves danos ao tráfego aéreo, seja na forma de bloqueio aéreo, atrasos ou cancelamento de voos, prejuízos à estrutura física dos aviões, acidentes aéreos, entre outras consequências.

Especificamente com relação à estrutura física dos aviões, os danos são inúmeros: podem comprometer as suas aerodinâmicas, devido ao atrito dessas partículas, mesmo na forma de cinzas. Mas podem também penetrar no motor e nas turbinas e paralisar todo o seu funcionamento.

Os sensores certamente serão comprometidos na presença de partículas de pó, e os para-brisas praticamente perderão as suas funções, entre outras consequências às partes mecânica e elétrica da aeronave.

Não são raros os casos de acidentes ou comprometimento da estrutura de um avião devido à presença de cinzas vulcânicas em suas turbinas.

Isso porque essas cinzas são compostas, basicamente, por fragmentos com tamanhos reduzidíssimos e consistência muito dura, capaz de funcionar como uma espécie de lixa que compromete toda a sua estrutura interna.

O mais comum é que as cinzas destruam os compressores responsáveis por manipular o ar que entra nas turbinas, e que o ar que entra na câmara de combustão se torne carregado de partículas vulcânicas ou pedaços de rochas pulverizadas.

E o problema disso é exatamente o fato de que as câmaras de combustão dos aviões funcionam a temperaturas elevadíssimas, que podem ultrapassar os 2.500 graus celsius.

Cinzas Vulcânicas - Ameaça Invisível. O Pó Microscópico Pode ser Devastador
Cinzas Vulcânicas – Ameaça Invisível. O Pó Microscópico Pode ser Devastador

O resultado é que tais partículas, contidas nas cinzas, certamente derreterão nesse ambiente, formando uma espécie de líquido quente, que resfriará em determinadas regiões das turbinas, transformado-se em materiais que podem até mesmo impedir o seu funcionamento.

Agora teremos um conjunto de turbinas totalmente comprometido. As suas partes móveis não conseguirão mais receber dos bocais as quantidades necessárias de ar. As saídas de ar do avião, por sua vez, serão bloqueadas. E as consequências poderão ser dramáticas, inclusive com a total interrupção do funcionamento dos motores.

Efeitos Para o Tráfego Aéreo

A capacidade que tem as cinzas vulcânicas de atingir grandes alturas é realmente impressionante! E isso já havia sido alertado pela Filght Safety Foundation, organização sem fins lucrativos ligada à pesquisa no campo da segurança da aviação.

Preocupação com questões ambientais levaram a estudos que concluíram que, a depender das condições climáticas, as cinzas expelidas por um vulcão podem atingir alturas impressionantes, como até 30 mil metros.

E mais: ainda de acordo com as condições climáticas, é possível, até mesmo, que tais impurezas circulem por todo o planeta.

Logo, não só o tráfego aéreo pode ser comprometido pela propagação dessas cinzas vulcânicas – inclusive com o comprometimento das estruturas físicas dos equipamentos -, mas o planeta de um modo geral, por meio da poluição das águas, extinção de espécies da fauna e da flora silvestre, danos à saúde dos indivíduos, entre outras graves consequências.

E para tornar a solução problema ainda mais difícil, o próprio caráter de imprevisibilidade das erupções vulcânicas dificultam a tomada de decisões rápidas.

Restando, apenas, o estabelecimento de algumas práticas de controle e monitoramento dos vulcões mais perigosos, como: o comunicado dos pilotos dos aviões, imagens via satélite, gráficos sobre as dispersões das cinzas ao redor do globo, entre outras providências.

Ficou satisfeito com o conteúdo desse artigo? Deixe a resposta em forma de um comentário. E não deixe de compartilhar essas informações com os seus amigos.

 

Veja também

Qual é o Ecossistema Típico de SP?

A Floresta de Araucária é um ecossistema típico do estado de São Paulo (SP). O …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *