Home / Natureza / Cânion Itaimbezinho Dicas

Cânion Itaimbezinho Dicas

Você mochileiro que não dispensa uma boa trilha e belas paisagens, já ouviu falar do Cânion Itaimbezinho ? O Cânion Itaimbezinho é uma das belezas naturais do nosso cenário nacional que, incrivelmente também é um dos maiores cânions da América Latina. Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre ele e conferir algumas dicas básicas antes de visita-lo. Então, venha conosco e boa leitura.  

Cânion Itaimbezinho: Localização Geográfica

O Cânion Itaimbezinho está localizado na fronteira entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Ele faz parte do Parque Nacional dos Aparados da Serra, a 18 Km da cidade Cambará do Sul.

Como Chegar ao Local?

Como o Parque nacional dos Aparados está localizado na divisa entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, há opção de chegada ao local por esses dois estados.

 Parque Nacional dos Aparados
Parque Nacional dos Aparados

Para quem estiver vindo pelo Rio Grande do Sul, a sugestão é acessar o trecho rodoviário para Cambará do Sul (na Rota do Sol/RS-20). Lembrando que a cidade fica a 190 Km de Porto Alegre. Ao chegar ao município Cambará do Sul, procure pelo Supermercado Pionner, e dobre à sua direita, para depois seguir em linha reta por 18 Km em estrada de chão. Agora, se você estiver vindo do estado de Santa Catarina, o caminho é mais longo e um pouco menos direto.

Neste caso, pegue a BR 101 e entre no acesso São João do Sul e Praia Grande. Percorra 21 Km pela SC 290 até chegar à Praia Grande, e mais 23 Km até a entrada do parque. Esses últimos 23 Km são percorridos através da subida da Serra do Faxinal.

Cânion Itaimbezinho: Características do Local

Esse cânion tem mais de 720 metros de profundidade, e um comprimento aproximado de até 6 Km. Além das grandes dimensões, a paisagem ao seu redor contém muitas árvores, animais silvestres e quedas d’água. A atmosfera do lugar é simplesmente incrível e revigorante.

Cânion Itaimbezinho: Conhecendo o Parque Nacional dos Aparados da Serra

O horário de visitação do Parque Nacional dos Aparados da Serra é das 8 às 17 hs, sendo que o tempo de permanência no local estende-se até às 18 horas. O parque permanece aberto para visitação durante o ano inteiro, das terças-feiras aos domingos (abrindo em datas de feriados nacionais, inclusive, se caírem nas segundas-feiras). O valor dos ingressos para turistas estrangeiros é de R$ 14, brasileiros pagam a metade (R $ 7). Menores de 12 anos e maiores de 60 não precisam pagar entrada. No entanto, muitos referem que desde esse ano de 2018, a entrada não é mais cobrada. Os custos do estacionamento são R$ 10 para ônibus, R$ 5 para carros e R$ 3 para motos.

Cânion Itaimbezinho Dicas

Quem pretende conhecer o local, deve vestir-se com uma roupa leve e confortável (apropriada para atividades físicas). O ideal é chegar cedo, pois logo pela manhã é período do dia ideal para iniciar as trilhas . Não é permitido fazer trilhas no fim da tarde. Além da vestimenta adequada, considere também levar uma mochila contendo água, lanches, repelente, capa de chuva e filtro solar Você pode realizar o passeio por conta própria, ou mediante a contratação de um guia.

Cânion Itaimbezinho: Principais Trilhas

Há 3 trilhas abertas ao público, sendo duas na parte alta (onde está localizada a sede do parque) e uma na parte de baixo, mais precisamente no interior do cânion, com entrada pelo Município de Praia grande (Santa Catarina). Essas 3 trilhas são a Trilha do Cotovelo, Trilha do Vértice e Trilha do Rio Boi. Sendo que as duas primeiras podem ser percorridas juntas em um único dia.

Trilha do Cotovelo

O trajeto desta trilha é plano, tornando a caminhada relativamente tranquila. A ida e volta somam juntas em torno de 6,3 Km. O tempo médio de caminhada está em torno de 3 hs. A maior parte da trilha é realizada através de uma estrada antiga, e o restante na borda do cânion. Como o caminho é percorrido pela parte alta, a paisagem ao fundo é lindíssima. Ao chegar ao primeiro mirante, já é possível visualizar os paredões do cânion. Seguindo a trilha, outros ângulos são visualizados com bastante frequência, dentre eles um que recebe o nome de cotovelo, o qual batizou o nome desta trilha.

Trilha do Vértice

A caminhada pela trilha do vértice é ainda mais tranquila do que a caminhada pela trilha do cotovelo. Isso acontece pois, além do terreno também ser plano, o trajeto é bem mais curto (com 1,4 Km ida e volta), podendo ser realizado em até 14 minutos. Durante o percurso, há 3 mirantes com vistas incríveis. No primeiro deles, é possível visualizar a Cascata das Andorinhas, que é uma queda d’água com aproximadamente 200 metros, formada por águas do Rio Arroio Perdizes, que desagua no Rio do Boi (o qual corta o restante do Cânion). Ao chegar no segundo mirante, é possível visualizar outra queda d’água, desta vez com 300 metros, chamada Cascata Véu da Noiva. Ela é formada pelas águas do Rio Arroio Preá.

O terceiro mirante possui uma visão panorâmica ainda mais bela, na qual pode-se admirar duas cascatas e o início do cânion. O início do Cânion Itaimbezinho tem o formato de um vértice, característica que nomeou esta trilha. A 500 metros do final desta trilha, há uma lanchonete que também vende artesanato. É um excelente ponto de parada.

Trilha do Rio do Boi

Esta trilha é percorrida pela parte baixa, no interior do cânion. Dentre as 3 trilhas, a trilha do Rio Boi é a que possui a caminhada mais longa, que, consequentemente, demanda mais esforço físico. O único acesso a essa trilha é através do Município de Praia Grande, em Santa Catarina. Não é possível realizar a trilha por conta própria, sendo obrigatória a presença de um guia ou condutor credenciado do parque. Ida e volta demanda um tempo de caminhada de, em média, 5 a 7 horas. A grande vantagem da trilha estar localizada na parte de baixo, é a possibilidade de banhos em cachoeiras e piscinas naturais; tornando-as uma atração extra do local. A trilha do Rio do Boi demanda praticamente um dia inteiro (principalmente se você quiser fazer paradas para banho), portanto é necessário programar-se corretamente.

Agora que você já conhece algumas dicas para desfrutar melhor do passeio por este belo presente da natureza, aproveite-as. Fique à vontade para conhecer outros artigos do site. Até as próximas leituras.  

REFERÊNCIAS

GAMA, F. Cânion Itaimbezinho, divisa entre SC e RS. Disponível em: < https://www.loucosporviagem.com/destinos-nacionais/dicas-canion-itaimbezinho/>; Guia de destinos. Cânion Itaimbezinho. Disponível em: <https://guia.melhoresdestinos.com.br/canion-itaimbezinho-7-5340-l.html>; PRANDI, J. Trilhas do Cânion Itaimbezinho. Disponível em: < https://www.viagensecaminhos.com/2012/01/trilhas-do-canion-itaibezinho.html>.  

Veja também

Estudantes de Ecologia

Técnico em Ecologia

O técnico em ecologia é a pessoa que desempenha várias tarefas técnicas no campo e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *