Home / Natureza / Canion Fortaleza ou Itaimbezinho

Canion Fortaleza ou Itaimbezinho

Canion Fortaleza ou Itaimbezinho: Qual Deles é o Mais Relevante?

O Canion Fortaleza, ou mesmo o Itaimbezinho, são considerados referências turísticas e culturais com a mesma importância na Serra Gaúcha.

Eles podem ser visitados no Parque Nacional da Serra Geral, que é uma Unidade de Conservação que, segundo o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), tem o objetivo de proteger áreas que guardam algum valor histórico e cultural.

O parque fica na fronteira entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e pode também ser caracterizado como um atrativo turístico das cidades de Cambará do Sul, Praia Grande e Jacinto Machado.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) é quem administra o parque. Ele foi criado pelo Decreto nº 531/92, juntamente com o Parque Nacional Aparados da Serra.

Juntos – e com os seus mais de 30.000ha – eles abrigam um dos mais importantes ecossistemas do país, e fonte essencial para pesquisas escolares e universitárias; além de, obviamente, ser praticamente um sinônimo de turismo na Serra Gaúcha.

O Parque fica a cerca de 190km de Porto Alegre, e pode ser alcançado a partir da RS-020 ou da SC-360, que ligam as cidades de São Francisco de Paula e Praia Grande a Cambará do Sul.

Não importa se o seu objetivo é conhecer, por exemplo, o famoso Canion Fortaleza ou o Itaimbezinho, ou mesmo o curioso Churriado, o certo é que irá deparar-se com um dos mais inspiradores cenários desse imenso continente chamado Brasil, cercado por montanhas, desfiladeiros e gargantas incrustados nessa tão rica e vasta borda do planalto.

Lá você poderá contemplar paredões e escarpas com quase 1000m de altura e entremeados por fendas e grutas cheias de lendas e mistérios – muitas delas formadas por rochas semelhantes às que constituem os vulcões.

E desses lugares também será possível avistar as belíssimas praias do litoral gaúcho ou de Santa Catarina, que recebem os visitantes a partir de cidades como Praia Grande, Jacinto Machado, Torres, entre outros municípios.

Um Trabalho de Milhões de Anos da Natureza

O Parque Nacional da Serra Geral é o resultado de manifestações vulcânicas ocorridas a alguns milhões de anos.

Tais manifestações foram seguidas de sucessivas efusões de lavas e por erosões naturais, tão intensas, que foram capazes de erguer o que hoje conhecemos como a Serra Gaúcha e o Planalto Sulbrasileiro.

Seja em busca dos mistérios do canion Itaimbezinho ou interessado pelas curiosas paisagens do canion Fortaleza, de uma forma ou de outra irá encontrar essa típica formação geológica, que milhões de anos depois cedeu espaço para o desenvolvimento de uma rica vegetação.

Vegetação essencialmente formada por florestas de araucária, matas ciliares, campos, rios, cachoeiras, cascatas, entre outras maravilhas da natureza selvagem.

Parque Nacional da Serra Geral
Parque Nacional da Serra Geral

Mas se isso não for o suficiente, lá você irá deparar-se, também, com o singular Aparados da Serra, de onde é possível contemplar boa parte do litoral catarinense, além de imensas gargantas – quase como abismos vertiginosos – que transformaram-se em alguns dos mais belos exemplares de canions brasileiros, entre os quais o Itaimbezinho, o Churriado e o Fortaleza.

Completam algumas das principais características do lugar, temperaturas médias anuais entre 17 e 21°C (que podem esbarrar em máximas de 35°C e mínimas de -6°C) e chuvas totais entre 1400mm e 1900mm, que fazem do clima da região um dos motivos para que a visita ao parque seja um evento dos mais agradáveis.

Canion Itaimbezinho e o Canion Fortaleza

A partir da entrada do canion Fortaleza, cerca de 1 hora depois de uma trilha não tão exigente, em meio à natureza selvagem, surge um mirante de onde é possível contemplar toda a majestade dessa garganta com cerca de 8km de extensão, até 900m de profundidade e 1400m de largura.

Se para você não for o suficiente contemplar tanta beleza, a visão que se tem ao longe do litoral gaúcho e catarinense, além de trechos das cidades de Torres, Jacinto Machado, e de áreas quase inacessíveis da borda do planalto, completam a visão.

Mas se ainda assim não ficar satisfeito, poderá desbravar as desafiadoras trilhas que desembocam na Cachoeira do Tigre Preto, ou na Pedra do Segredo; onde, vez ou outra, poderá deparar-se com um belo exemplar de um lobo-guará ou de uma misteriosa suçuarana.

Mas também, quem sabe, não cruzará o seu caminho o esperto graxaim-do-mato ou os originais bugios e algumas espécies de raposas. Entre outras que compõem esse maravilhoso cenário oferecido como um presente da natureza a todos os visitantes.

Mas realmente não importa se o destino é o canion Fortaleza ou mesmo o Itaimbezinho – uma das celebridades da Serra Gaúcha – , o certo é que a emoção será praticamente a mesma.

Com relação a esse último (o Itaimbezinho), ele desponta como um evento obrigatório na região. As suas impressionantes escarpas e paredões, que podem atingir até 5km de comprimento e 730m de profundidade, só competem em beleza com o magnífico pôr-do-sol que é possível contemplar ao final da tarde.

Após uma curta caminhada pelas trilhas do Vértice e do Cotovelo (25 minutos e 1 hora, respectivamente), você chegará até um mirante, de onde é possível contemplar a imensa garganta em um ângulo de 270°, como se a contemplasse a partir daqueles antigos belvederes – só que naturais.

Mas se tudo isso – mesmo tendo apreciado toda essa magnífica obra da natureza – ainda não foi o suficiente para lhe convencer da beleza da região, aí só lhe restará mesmo seguir pelas diversas trilhas do parque.

E, a partir delas, topar com exuberâncias como a Cascata do Véu de Noiva, a Cachoeira das Andorinhas; seguir pela Trilha do Boi; e, quem sabe, cruzar, no caminho, com um original exemplar de um leão-baio ou de um macaco-prego.

Cachoeira das Andorinhas
Cachoeira das Andorinhas

Ou mesmo espécies de gambás e do veado-campeiro. No céu, ver cortá-lo, com imponência, os majestosos gaviões-pato, a águia-cinzenta e a não tão discreta gralha-azul, entre outras espécies típicas do Planalto Sulbrasileiro.

Quando Visitar os Canions Itaimbezinho ou Fortaleza

A experiência de visitar o canion Fortaleza, ou mesmo o Itaimbezinho, dependerá, principalmente, da época do ano escolhida para a visita.

Nessa região da Serra Gaúcha, os meses entre junho e agosto costumam apresentar médias entre 0°C e 4°C, enquanto os meses entre dezembro e fevereiro entre 19°C e 23°C.

Os mais experientes afirmam que o inverno é o melhor período para se visitar o parque, já que, surpreendentemente, é nesse período que o horizonte torna-se mais nítido.

Nessa época do ano fica mais fácil contemplar a profunda garganta com seus imensos paredões e escarpas, alguns trechos da vegetação que os recobre, além do pôr-do-sol que, sem dúvida, é um evento à parte.

Mas é pela manhã que a experiência pode ser melhor aproveitada, já que evita-se a neblina e a cerração, típicas dessa região do país.

E, por fim, outra recomendação é atentar para o horário de funcionamento do parque, que abre de domingo a segunda, sempre das 8:00h às 17:00h.

Caso queira, deixe o seu comentário sobre esse artigo. E continue acompanhando, compartilhando, discutindo, refletindo, questionando e aproveitando-se das nossas publicações.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *