Home / Natureza / Animais em Extinção no Mundo

Animais em Extinção no Mundo

A extinção de um animal pode ocorrer de forma natural ou causada pelo homem, que é o que ocorre na maioria dos casos. A caça ilegal de animais para comércio ou utilização de alguma matéria-prima e a degradação de seus habitats são as principais causas dos animais em extinção no mundo.

Os animais em extinção são enquadrados em 7 classificações, quadro esse que foi criado pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN – International Union for Conservation of Nature).

Os animais em extinção no mundo são animais que correm o risco de desaparecer completamente do planeta, quando o último sobrevivente da espécie morrer. Muitas pessoas concluem que quando há apenas um sobrevivente, a espécie já é considerada extinta, mas oficialmente, não o é.

Em 2012, a lista de animais de risco de extinção ao redor do mundo girava em torno de 40 mil espécies, segundo a IUCN, onde quase 17 mil estava prestes a desaparecer para sempre. A IUCN também forneceu uma estimativa de que até 2050, mais de 1 milhão de espécies desaparecerão.

É assustador pensar nisso, não? Mas é importante saber que 99% de todas as espécies que já viveram na Terra foram extintas. Essa informação remonta muitos milhares de anos, incluindo animais pré-históricos.

Classificação de Animais em Extinção no Mundo

Existe uma tabela que classifica o quão perto da extinção as espécies de animais no mundo se encontram. Essa tabela é um trabalho da IUCN (em português, União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) que constantemente atualiza as condições de existência das espécies de animais existentes no mundo.

Acompanhe a tabela abaixo e entenda melhor a classificação de animais em extinção no mundo.

LC = Pouco Preocupante (Least Concern)

Os animais enquadrados como LC são espécies que estão seguras e não correm risco de extinção.

NT = Perto de Ameaça (Near Threatened)

Os animais enquadrados como NT são espécies que demonstram quedas significativas em seus números, indicando que em um futuro próximo elas podem entrar em níveis mais preocupantes de ameaça.

VU = Vulnerável (Vulnerable)

Animais classificados como VU são os que anteriormente eram NT, pois há uma forte evidência de que, caso não haja uma mudança urgente, a espécie entrará em extinção dentro de pouco tempo.

EN = Em Perigo (Endangered)

Animais classificados como EN demonstram que dentro de pouco tempo estarão extintas e que apenas medidas dramáticas podem intervir para que esse quadro seja mudado.

CR = Perigo Crítico (Critically Endangered)

São animais que apresentam uma alta possibilidade de extinção, mas ainda não entraram na lista de extintos porque estudos vem sido feitos no intuito de configurar a legitimidade da informação. Isso significa que Perigo Crítico significa que, possivelmente, essa espécie esteja extinta. Há a possibilidade de trocarem o estado de Perigo Crítico para Possivelmente Extinto, para constatar mais ênfase à situação de uma espécie.

EW = Extinta da Natureza (Extinct in the Wild)

Como o nome sugere, os animais classificados como EW são animais que não mais se encontram na natureza, mas apenas em cativeiro.

EX = Extinto (Exctinct)

É quando não resta dúvidas de que o último sobrevivente da espécie deixou de existir.

Os Animais em Maior Risco de Extinção no Mundo

Confira uma lista dos animais classificados como EW (Extintos da Natureza), que vivem somente em cativeiros ou que não realizam mais interação com a natureza.

Nome Comum Nome Científico
1.       Peixe-Dourado Ameca splendens
2.       Sapo-de-Wyoming Anaxyrus baxteri
3.       Tartaruga-Gigante-de-Galápagos-de-Pinzón Chelonoidis duncanensis
4.       Corvo-do-Havaí Corvus hawiiensis
5.       Peixe-cão do Charco Palmal Cyprinodon longidorsalis
6.       Cervo-do-Padre-Davi Elaphurus davidianus
7.       Mutum-do-Nordeste Mitu mitu
8.       Nilssonia Nilssonia nigricans
9.       Órix-do-Saara Oryx dammah
10.   Skiffia-dourado Skiffia francesae

Os Animais em Maior Risco de Extinção no Brasil

Alguns animais listados abaixo estão identificados como VU, ER e EW, ou seja, correm sérios riscos de entrarem em extinção total dentro de alguns anos.

O Brasil corresponde a uma grande porcentagem da fauna mundial, pois regiões como a Amazônia e o Cerrado são os biomas mais extensos do planeta inteiro.

Nome Comum Nome Científico
1.       Guaruba Guaruba guarouba
2.       Arara-Azul-Grande Anodorhynchus hyacinthinus
3.       Ariranha Pteronura brasiliensis
4.       Baleia-Franca-Austral Eubalaena australis
5.       Tamanduá-Bandeira Myrmecophaga tridactyla
6.       Gato-dos-Pampas Leopardus pajeros
7.       Anta-Brasileira Tapirus terrestris
8.       Peixe-Boi-Marinho Trichechus manatus
9.       Tatu-Bola-da-Caatinga Tolypeutes tricinctus
10.   Mico-Leão-Preto Leontopithecus chrysopygus

Algumas espécies de animais, como a Ariranha e a Anta-Brasileira, vivem no cerrado brasileiro, cuja extensão superar os 2 milhões de quilômetros quadrados, e que cada vez mais tem sido vítima das ações humanas devido à economia da monocultura e às ações ilegais praticadas em larga escala, significando que um lugar que abriga milhares de espécies, cuja grande parte é endêmica (só existe naquela região), está cada vez mais sendo degradado, o que faz chegar à conclusão de que muitas espécies encontradas da classificação VU (vulnerável) em diante, correm o sério risco de serem completamente extintas dentro de poucos anos.

Para conhecer mais sobre o cerrado brasileiro e sobre as espécies que habitam esse bioma, acesse CARACTERÍSTICAS DOS ANIMAIS DO CERRADO.

Principais Causas dos Animais em Extinção no Mundo

Há anos, a maior causa da extinção da maioria dos animais no mundo é devido a perda de território, já que nesse processo está incluído a perda de abrigo, de alimentação e de reprodução.

A perda de habitat não é uma atividade 100% humana, pois desastres naturais podem ocorrer, como enchentes e incêndios, e assim eliminar muitas espécies, mas há a garantia de que a maioria das vezes em que há perda de habitat há intermédio do homem.

A perda de habitat não é relativa apenas às formas ilegais de extração, mas à criação e expansão de portos e a criação de estradas, usinas e fábricas, além de regiões mineradas para extração de combustível fóssil.

Uma segunda atividade que influencia conspicuamente na extinção de várias espécies no mundo é a caça ilegal.

Não é possível para o governo ou para as entidades responsáveis pela natureza, cuidarem de territórios tão amplos quanto as matas, onde não se pode ter uma vigilância tão rígida, dessa forma, é praticamente impossível combater essa atividade ilegal.

Muitos animais são mortos para que a parte de seus corpos sirvam como matéria-prima na criação de itens de consumo, como a pele dos animais, por exemplo, além de muitos animais que são traficados e acabam sendo comprados por pessoas para servirem como animais de estimação, como papagaios e jabutis.

Tirar o animal selvagem de seu habitat é considerado um crime ecológico, pois tirar um animal de sua vida silvestre influenciará diretamente em sua extinção.

Veja também

A Importância do Ar Para a Saúde

A importância do ar para a saúde está no fato de que é nele que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *